Com estado de saúde “pior nas últimas horas”, Marchionne deixa presidência da Fiat e da Ferrari

Sergio Marchionne deixou oficialmente a presidência do Grupo Fiat Chrysler e, por conseguinte, da Ferrari. O executivo realizou uma cirurgia no ombro, mas, nas últimas horas, o estado de saúde piorou bastante. Marchionne estava na companhia desde 2004

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A piora no quadro de saúde de Sergio Marchionne levou a Fiat Chrysler a anunciar neste sábado (21) a saída do presidente da companhia que também engloba a Ferrari. Seu substituto será Mike Manley, que era responsável pela marca Jeep.

 
Detalhes não foram dados no comunicado sobre o problema, mas a FCA menciona que “complicações inesperadas surgiram enquanto Marchionne estava se recuperando de uma cirurgia e elas pioraram significantemente nas últimas horas”. O que se sabe até então é que o dirigente havia passado por uma operação no ombro, mas o tom dado por John Elkann, trineto do fundador da Fiat, Gianni Agnelli, inspira preocupações.
 
"Fiquei profundamente triste ao saber do estado de saúde de Sergio. É uma situação inimaginável até horas atrás, que nos deixa com um senso real de injustiça", disse em nota à parte.
Estado de saúde de Sergio Marchionne inspira cuidados (Foto: Ferrari)
Durante o mandato de Marchionne, a Ferrari deixou de estar debaixo do guarda-chuva da Fiat e passou a ser uma empresa independente dentro do grupo. No entanto, Sergio acumulou a presidência das companhias. Ele entrou para a Fiat em 2004.
 
Ainda, a FCA indicou que Manley vai seguir as diretrizes apontadas por Marchionne planejadas em reunião geral no mês de junho. Se isso se aplicar à Ferrari na Fórmula 1, considerando as informações reveladas por ‘La Gazzetta dello Sport’ e BBC, a equipe vai contar com uma mudança entre seus pilotos: sai Kimi Räikkönen e entra Charles Leclerc, atualmente na Sauber.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube