Com gama mais dura de pneus, Pirelli prevê desafio com “exigências únicas” de Portimão

A Pirelli repetiu a escolha do ano passado e vai levar para o Algarve os compostos C1, C2 e C3, combinação inédita na temporada 2021

Assista aos melhores momentos do GP da Emília-Romanha de F1 (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Depois das duas primeiras corridas da temporada 2021 do Mundial de Fórmula 1, a Pirelli traz uma nova combinação de pneus para o fim de semana do GP de Portugal. Enquanto nas etapas do Bahrein e da Emília-Romanha os compostos usados foram os C2, C3 e C4, desta vez a fornecedora de Milão vai levar a Portimão sua gama mais dura com os compostos C1, C2 e C3. A escolha é a mesma da temporada passada, quando a Fórmula 1 correu pela primeira vez no traçado localizado no Algarve.

Um dos principais desafios que os pilotos tiveram de lidar em 2020 foi com o asfalto recém-reformado do circuito português, o que proporcionou falta de aderência, cenário agravado ainda mais em razão da chuva fina que se fez presente no começo da corrida, vencida por Lewis Hamilton. Foi nesta prova que o britânico quebrou o recorde de Michael Schumacher e se estabeleceu como o mais vitorioso piloto da história da Fórmula 1.

PIRELLI; GP DE PORTUGAL;
A Pirelli vai levar sua gama de pneus mais dura para o Algarve (Infográfico: Pirelli)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Desta vez, pouco mais de seis meses depois daquela corrida, o asfalto definitivamente está em melhores condições, mas a Pirelli prevê uma superfície ainda lisa, o que torna o fim de semana, em termos de gestão de pneus, um desafio, segundo a fábrica italiana.

Mario Isola, chefe da Pirelli para a Fórmula 1, ressaltou justamente esse ponto como fator-chave no ano passado. “A gestão dos pneus e a alocação de compostos mais duros em suas janelas de funcionamento foi um tema importante da corrida de Portimão no ano passado, por uma série de motivos. Mas este ano, com a possibilidade de condições climáticas distintas e uma superfície de pista que pode ter evoluído, pode ser outro desafio”, explicou o engenheiro.

Segundo a meteorologia, apesar de ter chovido nos últimos dias, a previsão do tempo para o fim de semana do GP de Portugal é de pista seca — o percentual de chance de chuva, segundo o Weather Channel, é inferior a 10% —, porém com temperaturas amenas, que vão alcançar uma máxima de 20ºC de temperatura ambiente. A velocidade dos ventos é que vai dar o tom, principalmente no período da tarde, acima dos 20 km/h.

F1; FÓRMULA 1; GP DE PORTUGAL;
Portimão recebeu pela primeira vez uma corrida do Mundial de Fórmula 1 em 2020 (Foto: Pirelli)

“A construção do novo pneu teve um bom desempenho durante as duas primeiras corridas de 2021, e agora o composto mais duro da gama faz a sua estreia. Esta gama foi selecionada para enfrentar as exigências únicas que este circuito impõe ao pneu, agravadas em caso de temperatura mais quente”, explicou Isola.

“No ano passado, todos os três compostos foram usados durante a corrida, com uma variedade de estratégias e utilizações. As condições do clima eram frescas e de muito vento, com chuva fraca ocasional, enquanto as condições da pista mudaram ao longo do fim de semana”, comentou o engenheiro.

“O novo asfalto foi o fator chave para determinar a aderência, enquanto, em termos de desempenho do pneu, aquecimento e granulação foram dois outros fatores relevantes”, complementou.

Em 2020, Hamilton venceu a corrida com uma estratégia de apenas uma parada para troca de pneus, em que usou os compostos médios na primeira parte da corrida e trocou para os pneus duros para a sequência da prova em Portimão.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar