Com GP de F1 ameaçado, Vietnã veta também entrada de britânicos sem visto

Os italianos já não podiam entrar no Vietnã sem visto, e agora os britânicos também não. O governo asiático agora tem uma lista de dez países, nove europeus, cujos cidadãos têm entrada restrita, isso menos de um mês antes do GP

O Vietnã segue contendo a entrada de estrangeiros para minimizar impactos do coronavírus. Uma semana após anunciar a suspensão da entrada de italianos sem visto, o país asiático acrescentou mais nacionalidades à lista, e com uma delas trazendo séria incerteza ao futuro do GP de Fórmula 1. Por tempo indeterminado, cidadãos britânicos também estão vetados de entrar sem visto.
 
A medida é particularmente preocupante para uma F1 em que sete das dez equipes tem sede no Reino Unido. A preocupação que pairava a respeito da entrada apenas de Ferrari e AlphaTauri no Vietnã agora se alastra também pelo resto do paddock. Somente a Alfa Romeo, com sede na Suíça, escapa das restrições até aqui. Alemanha, França, Espanha e Dinamarca, países até mesmo com pilotos no grid, também perderam a benesse de entrar livremente.
Hanói planeja receber a F1 em abril, mas está cada vez mais difícil (Foto: GP do Vietnã)
Mesmo com o panorama preocupante, ainda não há informações oficiais a respeito de suspensão ou cancelamento do GP do Vietnã, marcado para 5 de abril. O mesmo comunicado do Ministério do Turismo que anunciou as mudanças na política de vistos fez menção de afirmar que a prova segue sem mudanças de planos. Isso tem a ver com a situação ainda relativamente sob controle no país, com 34 casos oficiais de coronavírus e ainda sem mortes.
 
Entretanto, mesmo que a corrida de fato siga em frente, os obstáculos já são diversos. Até mesmo chegar no Vietnã já virou missão díficil: todos os voos originários da China continental foram cancelados, isso enquanto os vindos de Hong Kong, Taiwan e Coreia do Sul operam com frota reduzida.
 
A F1 já está em Melbourne, que mantém os planos de abrir a temporada 2020 com o GP da Austrália desta semana. A corrida está marcada para 15 de março, domingo.

O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da Austrália de F1. Siga tudo aqui.

 

Paddockast #50
GRANDES PROMESSAS QUE NÃO VINGARAM

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar