F1

Com Hamilton, Mercedes celebra temporada vitoriosa na F1 diante de 50 mil pessoas em evento em Stuttgart

No evento “Stars & Cars”, 50 mil fãs foram até o museu da Mercedes para receber os pilotos Lewis Hamilton e Nico Rosberg, além de celebrar a vitoriosa temporada que a equipe alemã teve em 2014

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Stuttgart está em festa. Neste sábado (29), a cidade da Mercedes recebeu a parada Stars & Cars, para celebrar a ótima temporada que a equipe alemã teve em 2014. Cerca de 50 mil visitantes foram até o museu do time para receber Lewis Hamilton e Nico Rosberg.
 
O evento foi uma grande demonstração de carros dos 120 anos de história da marca. Guiando  64 modelos no circuito de pouco mais de 1 km estavam a atual dupla do time, além de pilotos e ex-pilotos. O carro mais antigo foi o de 1914, e o mais atual foi o que garantiu o bicampeonato do inglês.
 
Ao comentar sobre a festa organizada, Hamilton disse que não esperava tantos fãs, e aproveitou para elogiar todo o esforço da Mercedes, e parabenizar pela ótima temporada. “Eu celebrei meu primeiro título aqui, mas neste ano, eles superaram minhas expectativas. A atmosfera era fantástica e uma ótima conclusão para esta incrível temporada”, disse.
Hamilton durante exibição em Stars & Cars (Foto: Divulgação)
“Nem em um milhão de anos pensei que receberia tanto apoio, e vencer esse título foi o melhor momento da minha vida. A equipe mostrou um excelente desempenho, o que eu gostaria de agradecer. Nosso progresso desde os últimos anos tem sido fenomenal”, completou.
 
Pela primeira vez correndo pelo título, Rosberg não ficou atrás nos elogios ao excelente ano que a Mercedes apresentou, e já deixou o recado de que no próximo ano brigará ainda mais pelo campeonato. “O ano de 2014 foi incrível para mim”, afirmou.
 
“Estou orgulhoso de ter feito parte desta equipe fantástica. Pilotar um carro da Mercedes nessa temporada foi muito divertido, uma experiência maravilhosa para mim. Estava especialmente inspirado pelo grande apoio dos meus fãs ao redor do mundo, eles me deram mais força. Voltarei ainda melhor no próximo ano”, continou.
Rosberg atende fãs no evento (Foto: Divulgação)
Também presente no local, Toto Wolff, chefe da Mercedes, não poupou elogios ao ano da equipe alemã, e disse que o Stars & Cars foi a maneira perfeita de agradecer todos os fãs.
 
“Esse evento foi a maneira perfeita de encerrar o maravilhoso ano. Não poderíamos pedir nada melhor. O evento nos deu a oportunidade de agradecer todos nossos leais fãs pelo apoio ao longo do ano”, encerrou.
IL PRIMO GIORNO

Sebastian Vettel teve, enfim, seu primeiro contato com uma Ferrari. Neste sábado (29), o alemão guiou um carro da equipe italiana pela primeira vez no circuito de Fiorano. O tetracampeão pilotou a F2012, que deu o vice-campeonato a Fernando Alonso em 2012. As regras da F1 não permitem testes com um carro atual.
 
No início desta semana aconteceram os testes de Abu Dhabi, mas a Red Bull vetou a participação de Vettel com a adversária Ferrari. O contrato da equipe com o alemão se encerraria cinco dias após o GP de Abu Dhabi, no último final de semana. 

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.
ZÁS, ZÁS

A Porsche parece ter na última etapa do Mundial de Endurance sua grande chance de vencer uma corrida na temporada de retorno à classe LMP1. A montadora dominou os três treinos livres e conquistou, neste sábado (29), o direito de alinhar os dois carros na primeira fila do grid em Interlagos.

E Mark Webber, duas vezes vencedor do GP do Brasil de F1, foi o responsável pelo esforço final para fazer o protótipo #20 derrotar o #14 no duelo interno da marca de Stuttgart. Por 0s1 de diferença na média das quatro melhores voltas de cada carro, ele e Timo Bernhard é que terminaram na frente o treino classificatório.


Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.
SIGAM-ME OS BONS

Rubens Barrichello conquistou uma vantagem importante na luta pelo título em Curitiba. O piloto da Full Time voou na parte final da classificação deste sábado (29) e vai sair na pole pela segunda vez na temporada 2014. Daniel Serra vai dividir com o veterano a primeira fila. Entre os rivais diretos pela taça, os mais próximos são Cacá Bueno, que sai em terceiro. O vice-líder Átila Abreu obteve a quarta posição, logo à frente de Thiago Camilo. Também na briga, Allam Khodair será o sétimo colocado.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.