Com “McLaren em um lugar especial no coração”, Hamilton revela torcida por reação em 2018: “Merece estar na frente”

Vivendo o auge da carreira como um dos grandes da F1, Lewis Hamilton surfa nas ondas do tetracampeonato, mas jamais se esquece das suas origens. O britânico fala com carinho da McLaren, responsável praticamente por toda a sua formação como piloto, e torce para que 2018 marque o retorno da ex-equipe às primeiras posições

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Lewis Hamilton é o principal artífice dos anos de domínio da Mercedes. Desde que chegou ao time prateado, em 2013, para substituir Michael Schumacher, o britânico alcançou números impressionantes: 41 vitórias, 46 poles, 68 pódios e três títulos mundiais em 98 GPs disputados. Mas o britânico, prestes a completar 33 anos, não se esquece das suas origens e lembra onde tudo começou: na McLaren, responsável pelo desenvolvimento da sua carreira e pela sua entrada na F1, em 2007. Uma equipe que está e vai estar sempre no seu coração.

 
Hoje, contudo, os tempos são outros. Bem diferente da sua época na McLaren, hoje o time baseado em Woking vive um jejum de nada menos que cinco anos sem vitórias. O último pódio aconteceu no começo de 2014 e, desde a união com a Honda a partir do ano seguinte, jamais a equipe britânica teve uma performance condizente com sua história gloriosa.
 
Ciente de todas as dificuldades que sua ex-equipe viveu nos últimos anos na F1, Hamilton revelou sua torcida pela recuperação plena em 2018. Lewis lembrou do em, a McLaren bate que teve com Fernando Alonso nas voltas finais do GP do México, que definiu a conquista do tetra, e disse que quer reviver novos momentos com o antigo rival, mas em condições mais iguais e competitivas.
Lewis Hamilton não esquece suas origens e torce pela reação da McLaren em 2018 (Foto: AFP)
“Tive uma grande disputa com Fernando no fim da temporada, no México. Gostaria muito de ter mais batalhas com ele em condições mais iguais, porque acredito que ele enfrentou um momento difícil”, salientou o tetracampeão em entrevista veiculada pelo site norte-americano ‘Motorsport.com’, ressaltando a admiração pelo bicampeão e também pela equipe que o projetou.
 
“Como cresci com a McLaren desde os 13 anos, vou valorizá-la sempre, e sempre vejo onde Fernando está, sempre vejo onde eles estão, analisando sua evolução. Há sempre um lugar especial no meu coração, já que conquistei muitas coisas com eles”, declarou.
Lewis Hamilton falou com carinho do ex-chefe Ron Dennis (Foto: McLaren)
Em 2018, a McLaren vai começar a viver uma nova era em sua história. Depois da fracassada união com a Honda, a equipe vai contar com a Renault como nova fornecedora de motores. E projeta um salto de qualidade para, pelo menos, voltar a lutar por pódios na F1.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Hamilton torce por um ano de reação da McLaren e também recorda com carinho do grande responsável pela sua chegada à F1, que já não está mais no comando do time. Lewis demonstrou toda a sua gratidão a Ron Dennis.

 
“Espero que o ano que vem seja de sucesso para eles, e espero muito estar lutando com eles, já que a McLaren merece estar na frente. É uma equipe fantástica, com uma história incrível, e estou enormemente orgulhoso do que Ron alcançou com essa equipe”, finalizou.
FALTA DE HONESTIDADE

PERDA DE ETAPA DA FÓRMULA E É DESASTROSA PARA SÃO PAULO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube