Com negativa da Red Bull, Ricciardo é proibido de guiar pela Renault em teste coletivo de Abu Dhabi

Daniel Ricciardo vai ter que esperar até fevereiro de 2019 para acelerar o bólido da Renault. A Red Bull, que ainda terá o australiano sob contrato no fim de novembro, impediu que ele participasse dos testes de Abu Dhabi pela equipe rival com que está fechado

Daniel Ricciardo vai trocar a Red Bull pela Renault na temporada 2019. O acordo foi anunciado há algum tempo e está bastante consolidado no mercado da F1. Mesmo assim, o australiano não vai participar dos testes pós-temporada da F1 em Abu Dhabi na semana posterior ao fim do campeonato. 
 
Os testes de Abu Dhabi são os únicos antes da pré-temporada oficial, em fevereiro de 2019, em Barcelona. Ricciardo, no entanto, ainda vai estar nos últimos dias de contrato com a Red Bull e não vai receber a luz verde para entrar no cockpit de uma equipe rival.
Daniel Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

"Não estou autorizado a testar. Não posso guiar para a Red Bull e eles não me deixam guiar pela Renault", afirmou. "Então tudo bem… Posso aproveitar a folga", brincou.

 
O chefe da Red Bull, Christian Horner, confirmou a informação quando questionado. Segundo ele, houve uma procura da Renault, mas que foi confrontada como uma negativa.
 
"Ele ainda vai estar sob contrato nessa data, então não vai participar do teste. Houve uma questão, 'ele vai estar disponível?', mas ficou claro que não, então é muito simples. Perguntaram da disponibilidade dele, mas ele não está disponível. Ainda tem obrigações a cumprir até o fim do contrato", afirmou ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
 
Pelos lados da Sauber, a expectativa é que a Ferrari faça diferente e libere Räikkönen para o teste. A situação é diferente entre Sauber e Ferrari, antigas parceiras que têm relação próxima e não disputam espaço no grid.
 
"Vamos discutir esse assunto. Faz sentido para nós, e acho que faz para todo mundo. Para todas as equipes faz sentido ter a resposta de seu próximo piloto. Vamos discutir, mas não temos pressa. Podemos conversar em Abu Dhabi", falou o chefe Frédéric Vasseur.

GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP dos Estados Unidos de F1 neste fim de semana com a repórter Evelyn Guimarães.



E o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube