Com permanência da Red Bull na F1 em dúvida, Kvyat e Sainz mantêm futuro nas mãos da empresa

Daniil Kvyat e Carlos Sainz, apesar dos rumores de que a Red Bull pode deixar a F1, disseram que não estão se mexendo para procurar alternativas: seus futuros seguem dependentes da empresa de bebidas energéticas. Mas Sainz acredita que a F1 vai retribuir à Red Bull pelo empenho da firma na categoria

Daniil Kvyat e Carlos Sainz ainda não estão se mexendo em busca de alternativas caso a Red Bull opte, mesmo, por abandonar o Mundial de F1 no fim de 2015.

É o que eles dizem.

Perguntados a respeito do assunto nesta quinta-feira (8) em Sochi, às vésperas do GP da Rússia, os pilotos, ambos de 21 anos, disseram que têm seus futuros nas mãos da Red Bull. Seja para continuar na F1 em 2016 ou para buscar novos ares.

Daniil Kvyat pode se ver sem carro para andar em 2016 (Foto: AP)
“Não é muito bom ouvir esses rumores, mas, por outro lado, o que posso fazer?", falou Kvyat, da equipe principal da empresa de bebidas energéticas. O russo corre em casa neste fim de semana.

"Posso guiar o carro, me colocar na melhor posição possível na corrida. E ser paciente. A F1 não é uma lua de mel. No começo do ano, foi muito difícil, depois começamos a melhorar lentamente, e fomos mais competitivos nas últimas corridas. Todos têm de ser pacientes, e as decisões corretas serão tomadas pelos nossos chefes”, afirmou. 

 
Sainz adotou discurso bem parecido. “Não tenho muito mais a dizer", admitiu. "Apenas precisamos esperar e confiar que a Red Bull vai tomar a melhor decisão, fazer o melhor para a marca e para as duas equipes. Não tem muito o que podemos fazer. Sentamos aqui, esperamos, e confiamos 100% neles."

O espanhol só espera que o empenho da firma na F1 nas últimas décadas, como patrocinadora e como equipe, não passe despercebido na mesa de negociações. "A Red Bull fez muito pela F1, e esperançosamente a F1 vai retribuir isso”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube