Com portas fechadas, testes da F1 no Bahrein revelam pneus mais lentos e conservadores, diz revista italiana

Atividades começaram na última terça (17), com Red Bull, Ferrari, Mercedes e Toro Rosso. Mesmo sem divulgação dos tempos, no entanto, a 'Autosprint' revelou que as marcas são consideravelmente mais altas, mesmo com os carros de 2013, o que sugere que a Pirelli terá abordagem "mais prudente" nos novos compostos

 
Os três dias de testes de pneus da F1 na pista de Sakhir, no Bahrein, tiveram início na última terça-feira (17). Red Bull, Ferrari, Mercedes e Toro Rosso participam das sessões, utilizando carros de 2013 calçados com os compostos Pirelli que serão usados em 2014.
 
As atividades estão ocorrendo com portas fechadas, e os tempos de volta não estão sendo divulgados. Contudo, de acordo com a revista italiana 'Autosprint', os registros estão consideravelmente mais altos, o que indica que os novos pneus são muito mais conservadores que os utilizados no último campeonato, famosos pela rápida degradação.
Equipes participam de testes privados de pneus no Bahrein (Foto: Getty Images)
"Os pneus são mais lentos, mesmo com os carros de 2013. Os tempos devem subir, porque a Pirelli está adotando uma abordagem mais prudente", disse a publicação italiana. 
 
De fato, há a necessidade de que os novos compostos sejam mais resistentes, já que o torque excessivo dos motores turbo V6 provocariam um desgaste maior e mais rápido, sobretudo nos pneus traseiros, que receberão carga maior de potência ao longo dos GPs.
 
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube