F1

Com pré-temporada problemática, McLaren quer se mostrar mais competitiva “até o início da temporada europeia”

A perspectiva da McLaren Honda para apresentar um desempenho mais competitivo, livre de todos os problemas, é o início da temporada europeia — a primeira corrida no Velho Continente será o GP da Espanha, em 10 de maio

Warm Up, de Barcelona / RENAN DO COUTO, de Barcelona
A McLaren Honda já admite que talvez seja só a partir do GP da Espanha que será possível se apresentar livre de problemas e de forma mais competitiva.
 
A um dia do fim dos testes de pré-temporada, a equipe é a que tem a menor quilometragem dentre as nove que entraram na pista. A razão para o baixo número de voltas é o grande número de problemas que vem sendo apresentados pelo MP4-30 e o motor Honda. Com o GP da Austrália acontecendo dentro de duas semanas, o time reconhece que a preparação não estará completa para a estreia.
Eric Boullier reconhece que falta muito para a McLaren ficar pronta (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
“Não vamos estar tão prontos quanto gostaríamos, mas faremos o nosso melhor”, declarou o diretor de corridas Eric Boullier.
 
“Resolvemos a maior parte dos problemas e checamos a maior parte dos sistemas. É positivo que tudo esteja funcionando como projetado e planejado. A confiabilidade é um problema, claramente, e não sei por quanto tempo vai continuar sendo”, consentiu.
 
“Temos um planejamento feito pelas duas organizações, em conjunto, e eu acho que vai levar algumas corridas, mas devemos ser mais competitivos até o início da temporada europeia”, acrescentou o ex-piloto francês.
 
Neste sábado, mais um problema afetou a programação do time: um vazamento de óleo. Kevin Magnussen deu somente 39 voltas, todas no período da manhã. Neste domingo, Jenson Button volta a pilotar. A equipe tentará percorrer o maior número possível de giros para terminar as checagens que precisa fazer no carro e no motor, e tem como uma das principais necessidades realizar uma simulação de corrida. Ainda não sabe, porém, se isso será possível.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL o último dia de testes da F1 nesta pré-temporada a partir das 5h (de Brasília).