Com recorde de casos de Covid-19, Fórmula 1 nega influência do público do GP da Rússia

Durante os últimos sete dias, 1.822 testes foram realizados e dez apontaram positivo - um recorde de casos até agora. Os números foram dados por FIA e Fórmula 1

FIA e Fórmula 1 divulgaram, no começo da tarde desta sexta-feira (2), o resultado de todos os testes de covid-19 realizados desde o fim de semana do GP da Rússia até ontem. Em meio a mais de 1.800 testes, um recorde de casos positivos: dez. Entretanto, afirmou que nada tem a ver com a presença de público em Sóchi.

Já nos resultados divulgados na semana passada, o número de sete positivos havia alardeado quem acompanha as informações. Agora, aumentou. Mas as organizações, que divulgam semanalmente o número de testes e casos positivos confirmados, correu para defender os protocolos sanitários.

“A FIA e a Fórmula 1 podem confirmar que entre a sexta-feira, 25 de setembro, e a quinta-feira, 1º de outubro, foram realizados 1.822 testes para covid-19 em pilotos, equipes e estafe. Destas, dez pessoas testaram positivo. Todos os testes positivos foram de pessoal auxiliar”, revelou.

O público em Sóchi (Foto: Alfa Romeo)

“Estes casos foram controlados rapidamente e efetivamente sem impactar o evento. A presença de fãs não afetou a situação, uma vez que o público não estava permitido a entrar na bolha da F1, de acordo com nosso protocolo vigente”, seguiu.

“A FIA e a Fórmula 1 revelam essas informações com o propósito de integridade competitiva e transparência. Nenhum detalhe sobre equipes ou indivíduos será informado por FIA ou F1, e os resultados continuarão sendo comunicados a cada sete dias”, encerrou.

As testagens continuam durante a semana e, na sexta-feira que vem, dia 9 de outubro, novos resultados serão divulgados quando a F1 estiver em Nürburgring.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube