Com Red Bull em crise, Button avalia que fim do domínio rubro-taurino é “positivo para o esporte”

Em entrevista ao jornal britânico ‘The Telegraph’, Jenson Button afirmou que o fim do domínio da Red Bull é bom para o esporte. Britânico avaliou que temporada 2014 será empolgante

Jenson Button acredita que a crise vivida pela Red Bull neste início de temporada tem um lado positivo para a F1. Na visão do britânico, o fim do domínio da equipe dos energéticos, que conquistou os mundiais de Pilotos e Construtores nos últimos quatro anos, é “positivo para o esporte”.
 
Ao longo da pré-temporada, o time chefiado por Christian Horner enfrentou problemas com o design do RB10 e com o novo motor V6 turbo da Renault, completando muito menos voltas do que as equipes rivais.
Button afirmou que temporada 2014 da F1 será empolgante e competitiva (Foto: Getty Images)
“Não acho que a Red Bull estará na primeira fila, o que é positivo para o esporte”, avaliou Button em entrevista à publicação britânica ‘The Telegraph’. “É triste dizer que pensamos assim, mas este é o caso. Eles têm sido muito dominantes”, ponderou. 
 
Na visão de Button, apesar de os carros não serem tão divertidos como eram no passado, a temporada 2014 da F1 será empolgante e competitiva.
 
“Estou empolgado com esta temporada”, declarou. “Do ponto de vista de um piloto, os carros da F1 não são tão divertidos como eram seis anos atrás, mas você aprende a se adaptar e ainda está competindo com os melhores pilotos do mundo”, considerou.
 
“Será animador para o esporte ter um time menor, como a Williams, brigando na ponta. As pessoas vão adorar. E vamos ver times diferentes aparecendo no topo em corridas diferentes”, opinou. “Acho que será um ano empolgante para os fãs e, sem eles, nós não iríamos correr”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube