Com rumores de venda da F1, Ecclestone vê sucessor em Wolff. Que agradece, mas garante permanência na Mercedes

O futuro da F1 não é bem uma certeza, levando em conta todos os rumores de uma venda para a gigante dos meios de comunicação Liberty Media e também uma aposentadoria de Bernie Ecclestone. O supremo da F1 elogiou Toto Wolff como um sucessor no futuro. E Wolff, diretor-executivo do esporte da Mercedes, agradeceu, mas rejeitou a ideia

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Nos últimos dias, voltaram os boatos sobre a venda da F1. A negociação da CVC é com o grupo midiático norte-americano Liberty Media, mas não se sabe ainda realmente em que pé estão as discussões. O que se sabe é que, seja vendida ou não, a F1 um dia vai precisar sair das mãos centralizadoras de Bernie Ecclestone. E, elogiado até por Ecclestone como possível substituto, o diretor-executivo da Mercedes, Toto Wolff, prefere rejeitar o cargo.

 
Perguntado sobre o nome de Wolff para assumir seu lugar no futuro, Bernie assentiu. "Tem as habilidades necessárias para exercer o trabalho", elogiou. Wolff, claro, mostrou gratidão com o voto de confiança, mas garantiu que está preocupado apenas com a Mercedes e que ficará por lá.
 
"É claro que eu me sinto lisonjeado quando um nome como ele, que tornou a F1 o que é hoje com um trabalho de décadas, confia em mim. Mas estou totalmente focado na Mercedes e seguirei aqui", afirmou.
 
Os rumores da venda da F1 aparecerem dessas vez junto de outros que apontavam a aposentadoria de Ecclestone, um senhor de 85 anos. Há alguns meses, porém, Bernie garantiu para a imprensa alemã que uma eventual venda não mudaria sua posição de comando. O que vai acontecer no final das contas segue por ser visto.
Toto Wolff (Foto: Mercedes)
Os rumores da venda para a Liberty Media, do magnata John Malone, dão conta de valores em torno de R$ 27,8 bilhões. A Liberty é do estado norte-americano do Colorado e se dividiu em braços que controlam um império das telecomunicações. Entre Liberty Capital, Liberty Interactive Group e Liberty Global, a companhia é um das donas da Discovery Communications, é dona dos canais de TV norte-americanos DirecTV Sports e Starz, além de filiais da gigante CBS e do Atlanta Braves, franquia de beisebol. A Liberty também é dona de pequenas porções de gigantes como Time Warner e Viacom.
 
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube