Com sorriso amarelo, Albon perdoa Hamilton: “Sei que não quis fazer isso”

Alexander Albon tinha plenas condições de conquistar seu primeiro pódio na Fórmula 1 no Brasil neste domingo (17). Mas foi acertado por Lewis Hamilton e perdeu a chance. Tentou perdoar o britânico, mas não escondeu a insatisfação

Alexander Albon ficou muito próximo de conquistar seu primeiro pódio na curta carreira na Fórmula 1. O estreante estava em segundo no GP do Brasil deste domingo (17) até a penúltima volta, logo após realizar linda ultrapassagem sobre Sebastian Vettel, na saída do último safety-car, mas foi acertado por Lewis Hamilton pouco depois, já na antepenúltima volta da prova

Rodou e acabou despencando para 15°, já que o grid completo estava bastante próximo após duas entradas do carro de segurança. Um grande oportunidade de glória foi perdida.

Hamilton pediu desculpas ao tailandês e assumiu a culpa pelo incidente. Albon até aceitou, mas não escondeu que ficou insatisfeito com o ocorrido. 

Alex Albon (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Ao ser questionado se isso tornava a situação mais fácil, deu o famoso sorriso amarelo: "Bem, está tudo bem. Claro que ele não quis fazer isso."

"Não estou bravo. Claro que eu queria o pódio e sinto que merecia. Mas, enfim, é isso. Não sei o que mais dizer. Acontece em corridas", seguiu.

"Sendo honesto, se ele não me passasse ali (Bico de Pato), me passaria na curva 1, ele tinha mais ritmo. Claro que ele queria me passar para tentar pegar Max [Verstappen, o vencedor], eu entendo, mas enfim, todos perdemos ali", concluiu Albon.

GRANDE PRÊMIO cobre in loco o GP do Brasil com os jornalistas Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Flavio Gomes, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe todo o noticiário aqui e tudo dos bastidores e das atividades em pista AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube