F1

Com tempo da manhã, Pérez consolida liderança no Bahrein. Red Bull e Lotus têm novos problemas

Foi ainda com o tempo da manhã que Sergio Pérez fixou seu nome na ponta da tabela de tempos nesta quinta-feira (27) no Bahrein, no primeiro dia da segunda semana de testes na pista árabe. Valtteri Bottas ficou em segundo, à frente de Kimi Raikkonen. A Red Bull e a Lotus viveram mais um dia atribulado e cheio de problemas

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 


Foi a marca de 1min35s290, registrada ainda pela manhã, que permitiu a Sergio Pérez consolidar a liderança nos testes coletivos da F1 desta quinta-feira (27) em Sakhir, no primeiro dia de atividades da segunda semana de treinos da pré-temporada 2014 na pista árabe. Quem mais se aproximou do mexicano da Force India foi Valtteri Bottas.

Em um dia de muito trabalho em que ultrapassou a barreira das 100 voltas, o jovem finlandês conseguiu, já na parte final da sessão, o tempo de 1min36s184, 0s8 mais lento que o registro alcançado por Pérez. Ainda assim, o desempenho comprovou a boa confiabilidade do FW36.

O mais rápido da primeira parte do treino em Sakhir foi Sergio Pérez (Foto: Getty Images)


Kimi Räikkönen foi o terceiro melhor da tabela, em um dia em que a Ferrari usou para avaliar seus novos componentes, sobretudo uma remodelada asa dianteira. O nórdico ainda provocou, nos dois minutos finais das ações, uma bandeira vermelha ao ficar parado na reta oposta. Nico Rosberg e Adrian Sutil completaram o top-5 no Bahrein.

Já a Lotus e a Red Bull viveram um dia tumultuado uma vez mais. A primeira sofreu com o novo sistema de escapamento e terá de optar pelo antigo no restante dos dias de treinos em Sakhir. A segunda continuou lidando com falhas no RB10, especialmente com relação ao superaquecimento do motor. Ambas encerraram mais cedo a participação nos testes.

Confira como foi o primeiro dia da segunda bateria de testes da F1 no Bahrein

A manhã em Sakhir viu Sergio Pérez estabelecer o melhor tempo ainda nas primeiras horas, enquanto Nico Rosberg apenas se concentrou no trabalho de melhorar a já impressionante confiabilidade do Mercedes W05, terminando em segundo na tabela.

A primeira parte do treino teve como destaque a Red Bull, mas, desta vez, por sinais de melhora. Daniel Ricciardo conseguiu completar 32 voltas e ainda virou o melhor tempo da equipe austríaca no Bahrein, em 1min37s908. Mas a sorte dos atuais campeões mudaria rapidamente, como parece ser o costume agora.

A fase inicial do treino ainda viu duas bandeiras vermelhas. Kamui Kobayashi enfrentou problemas com o seu CT05, enquanto Pastor Maldonado também parou na curva 8 devido uma falha do novo sistema de escapamento do E22. O contratempo durou durante o período vespertino, e a esquadra de Enstone precisou abreviar a participação na sessão. O time preto e dourado deve voltar ao escape antigo para o restante da semana.

Detalhe da traseira da McLaren e do 'calombo' lateral ali na asa (Foto: Getty Images)


Depois da pausa do almoço, Kobayashi tratou de iniciar logo os trabalhos com a Caterham. Após um primeiro giro de instalação, o japonês iniciou uma sequência de voltas pela pista barenita. Quem se juntou ao nipônico nos primeiros instantes foi Kevin Magnussen, da McLaren, e Pérez, que ainda tinha no bolso o melhor do dia.

O novato dinamarquês imprimiu um ritmo de corrida no começo da tarde, girando em torno de 1min38s1, enquanto Kobayashi já completava dez passagens seguidas sem sinais de problemas para a equipe malaia.

Aí foi a vez de a Ferrari mandar Kimi Räikkönen de volta à labuta. A esquadra italiana ainda explicou, por meio de seu perfil no Twitter, que enfrentou um pequeno problema durante a manhã, o que impediu que o finlandês completasse mais de 12 voltas. O time levou tempo para resolver a falha e ainda gastou mais alguns minutos da tarde ajustando as novas peças da F14T.

Em seguida, Max Chilton foi à pista com a Marussia, que já apresentava melhora ao virar tempos em 1min38s6. Räikkönen vinha em 1min39s, enquanto Magnussen, ainda na pista, registrava voltas em 1min44s. O nórdico ferrarista ainda completaria 30 voltas consecutivas antes de retornar aos boxes para a primeira parada da tarde.

Ao mesmo tempo, Valtteri Bottas também cumpria um programa técnico intenso com a Williams, em que assinalava giros em torno de 1min41s e 1min43s. O jovem finlandês, junto com Rosberg, não encontrou problemas para superar, já na metade da segunda fase dos testes, a marca de 100 voltas.

Enquanto isso, Maldonado já dizia adeus aos testes devido a novos problemas com o escapamento do E22. Não demorou muito e a Red Bull também anunciou falhas de superaquecimento do motor Renault, encerrando, assim, e mais uma vez, sua participação nas atividades barenitas. Foram apenas 32 voltas hoje, com Ricciardo.
Red Bull viveu um dia difícil no Bahrein. De novo (Foto: Getty Images)

A irmã caçula, a Toro Rosso, teve um dia um pouco melhor, mas, mesmo assim, foi capaz de andar por apenas 56 giros com o estreante Daniil Kvyat, que também parou na pista com problemas.

Sem nada que ver com isso, as equipes equipadas com motores Mercedes comandavam as ações. Bottas, que dedicou parte da tarde à simulação de corrida, ainda superou Räikkönen perto do fim para ficar com a então segunda colocação do finlandês. Ainda assim, a marca obtida por Valtteri foi 0s8 mais lenta que a de Pérez, o líder. O piloto da Williams fechou o dia com incríveis 128 voltas. Não precisa dizer que foi o homem que mais andou em Sakhir.

Räikkönen acabou mesmo a sessão em terceiro, depois de 54 voltas e alguns novos componentes testados na F14T. Nico Rosberg deixou a Mercedes em quarto com discretos 89 giros.  Magnussen foi o sexto colocado, depois de ter sido superado no fim por Adrian Sutil.  Max Chiton, com a Marussia, terminou em um sólido oitavo posto, logo atrás de Ricciardo, mas à frente de Kvyat. Maldonado e Kobayashi finalizaram a tabela de tempos.
Valtteri Bottas conduziu a Williams no primeiro dia desta última semana em Sakhir (Foto: Getty Images)
 
F1, Treinos coletivos, Bahrein: dia 5:

1 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES   1:35.290   105
2 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES   1:36.184 +0.894 128
3 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI   1:36.432 +1.142 54
4 NICO ROSBERG ALE MERCEDES   1:36.624 +1.334 89
5 ADRIAN SUTIL ALE SAUBER FERRARI   1:37.700 +2.410 89
6 KEVIN MAGNUSSEN DIN McLAREN MERCEDES   1:37.825 +2.535 109
7 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT   1:37.908 +2.618 39
8 MAX CHILTON ING MARUSSIA FERRARI   1:38.610 +3.320 44
9 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT   1:39.242 +3.952 56
10 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS RENAULT   1:40.599 +5.309 31
11 KAMUI KOBAYASHI JAP CATERHAM RENAULT   1:42.285 +6.995 19