F1

Com título mundial como meta, Renault anuncia ex-engenheiro da Red Bull como novo chefe de aerodinâmica

A Renault já afirmou qual é seu caminho até o título mundial termina em 2020. Se preparando para isso e para as novas regras, a equipe francesa anunciou o ex-engenheiro da Red Bull, Pete Machin, como o novo chefe do departamento de aerodinâmica
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Jolyon Palmer (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
 

Num 2017 em que o novo pacote de regras da F1 força ainda mais a importância e influência da aerodinâmica na divisão das equipes, a Renault anunciou na manhã desta terça-feira (14) a contratação de Pete Machin como chefe do departamento de aerodinâmica. Ex-Red Bull, Machin se junta à estrutura de poder da marca francesa que não vai mais usar de um chefe de equipe centralizador de ações.
 
A F1 não é novidade para Machin, que trabalhou com a Arrows e depois foi contratado ainda pela Jaguar para ser o responsável pelo túnel de vento da marca inglesa - e permaneceu no posto quando a Red Bull comprou a equipe. Estava trabalhando com o túnel de vento em Milton Keynes quando a Red Bull foi tetracampeã mundial com o RB6, RB7, RB8 e RB9.
 
"É claro que a Renault está falando sério sobre se organizar num novo desafio dentro da F1, e estou feliz de entrar no time", disse Machin. "Bob Bell era o cabeça da equipe técnica quando a Renault ganhou campeonatos pela última vez como constutora, então estou muito ansioso para trabalhar com ele tendo a mesma conquista como meta", seguiu.
 
"Já trabalhei de perto com [diretor-técnico dos chassis] Nick Chester e [engenheiro-chefe de corrida] Ciaron Pilbeam, então estou bem familiarizado com algumas das pessoas mais importantes, assim como suas aspirações. O pacote de mudanças técnicas para 2017 é o primeiro significante em quatro anos e vão permitir que os carros da F1 alcancem maior downforce que em qualquer outro momento da história", lembrou Machin. 
Pete Machin, o novo chefe de aerodinâmica da Renault (Foto: Reprodução/ESPN.uk)
"Estou muito animado para cuidar do desenvolvimento aerodinâmico da Renault, e confiante de que levaremos o time de volta ao topo", encerrou o inglês.
 
Além de Machin, a Renault também contratou Jon Tomlinson, que será chefe-adjunto do departamento de aerodinâmica. 
 
O diretor de operações, Cyril Abiteboul, deixou clara a satisfação da Renault em ter Machin no comando do departamento.
 
"Estamos muito agradecidos em receber Pete em Enstone. Aerodinâmica é claramente um elemento muito importante da equação do desempenho, então chamar Pete é um momento particularmente ótimo em nosso programa de recrutamento recente. A última geração de regras tem a aerodinâmica como mais crucial que antes, então ter Pete conosco agora é uma evolução animadora que será de grande benefício", falou. 
 
"Esperamos ver os frutos do trabalho dele mais tarde ainda este ano", encerrou. 
 
A pré-temporada da F1 começa em Barcelona no próximo dia 27 de fevereiro. 
 
PADDOCK GP #63 DEBATE CRISE NA F-TRUCK