Comissário da FIA apoia suspensão de Grosjean e faz alerta: “Ninguém está imune a punição”

Derek Warwick, atual comissário da FIA, afirmou que a punição aplicada a Romain Grosjean foi correta e afirmou que nenhum piloto do grid, inclusive os de equipes maiores, está imune de levar uma pena parecida

A suspensão a Romain Grosjean foi o primeiro aviso dos comissários da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) de que eles estão de olho no que acontece na pista durante as corridas da F1. Ex-piloto da categoria e agora um dos comissários da entidade, Derek Warwick afirma que nenhum dos pilotos do grid está imune de tomar uma punição como a do piloto da Lotus.

“Todos os pilotos têm de perceber que eles não estão acima dos outros e podem ser suspensos por uma, duas, três ou até quatro corridas. Se acontece algo que é considerado perigoso, então eu acho que os comissários devem agir como eles fizeram em Spa”, disse Warwick ao site da revista inglesa ‘Autosport’.

Ele não deixou de elogiar Grosejan e seu talento, mas afirmou que o franco-suíço chegou ao limite de seus erros. "Romain é um grande piloto, rápido e bom quando ele sai limpo da primeira volta. Mas ela [a corrida de punição] foi correta”, falou.

Batida no GP da Bélgica gerou a suspensão de uma corrida para Grosjean (Foto: Shell/Getty Images)

Segundo Warwick, sem citar nomes, outros pilotos estão sendo vigiados pela FIA e podem ser punidos. Ele voltou a ressaltar que todos devem andar na linha e evitar confusões durante a prova, não importa quem seja. "Vamos esperar que eles aprendam o que pode acontecer. Acho que todos esses pilotos, e eu não me importo com quem seja — Lewis Hamilton, Fernando Alonso ou Sebastian Vettel —, não estão imunes a uma suspensão de uma ou duas corridas”, relembrou.

Ele ainda elogiou o estilo de Lewis Hamilton que, segundo ele, é tudo que um piloto de F1 deve ser. "Nós todos queremos ver pilotos rápidos. Qualquer um pode falar com uma câmera, estar em forma ou outras coisas que você precisa fazer para ser um piloto, mas nem todo mundo consegue ser rápido”, disse. "Isso é o que faz com que Lewis Hamilton seja tão emocionante de assistir, porque ele é rápido, comprometido e controverso. Todas as coisas que queremos de um piloto. Mas há outros pilotos que estão lá e são igualmente rápidos, mas cometem muitos erros”, finalizou.

O Grande Prêmio cobre 'in loco' neste fim de semana a 13ª etapa do Mundial de F1, o GP da Itália, direto de Monza, com Evelyn Guimarães.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube