Comissário na FE, Liuzzi diz que Verstappen encarou serviço comunitário de forma “muito equilibrada”

Comissário da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) no eP de Marrakech, Vitantonio Liuzzi elogiou o foco de Max Verstappen no cumprimento do serviço comunitário com que foi punido pelo incidente com Esteban Ocon no GP do Brasil. Ex-piloto avaliou que o piloto da Red Bull teve uma abordagem “muito equilibrada”

Vitantonio Liuzzi elogiou o comportamento de Max Verstappen durante o cumprimento do serviço comunitário imposto pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo). O piloto da Red Bull trabalhou com os comissários durante o eP de Marrakech da Fórmula E.
 
Verstappen foi punido pela entidade máxima do automobilismo por ter empurrado Esteban Ocon em Interlagos. Os dois tiveram um incidente durante o GP do Brasil, o que acabou com as chances de vitória do então companheiro de Daniel Ricciardo. 
 
Na etapa do Marrocos da Fórmula E, Verstappen esteve com os comissários e, de acordo com Liuzzi, adotou uma postura “muito equilibrada”.
Liuzzi elogiou postura de Verstappen em Marrakech (Foto: F-E)

“A abordagem de Verstappen foi muito equilibrada”, disse Liuzzi à revista italiana ‘Autosprint’. “Ele imediatamente mostrou muito interesse pelo trabalho dos comissários, e nós o envolvemos, pedindo a ele de tempos em tempos que considerasse os incidentes da corrida”, seguiu.

 
“Nesta situação, eu o vi se comportar de maneira ainda mais madura”, comentou. “Quando conversamos sobre a temporada dele na F1, ele não insistiu em defender seu ponto de vista em certos tópicos”, contou.
 
“Ele ficou com os comissários dá 7h da manhã até o fim da corrida, não fez nenhuma pausa e às vezes com várias horas sem nada para fazer. Mas ele não se distraiu em nenhum momento e esteve sempre focado”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube