Como incrível sequência de azares tirou Räikkönen da briga pelo título em 2005

Kimi Räikkönen viveu o melhor ano da sua carreira em 2005. Mas a campanha do finlandês, então no auge da forma como piloto da McLaren, ficou longe de ser coroada com o título mundial. Muito por conta dos vários azares e de um Fernando Alonso implacável

Muitas vezes, o azar é usado como desculpa por pilotos que não conseguem bons resultados no esporte a motor. Mas foi ele, sim, o azar, o grande responsável por Kimi Räikkönen não ter verdadeiramente lutado pelo título mundial de Fórmula 1 há exatos 15 anos.

Em 2005, com a Ferrari em baixa, o grande nome da temporada foi Fernando Alonso. Mas se a campanha do espanhol foi brilhante rumo à sua primeira taça de campeão do mundo, sua caminhada também acabou sendo facilitada pela falta de sorte do ‘Homem de Gelo’. Acidentes inacreditáveis como o da última volta do GP da Europa, em Nürburgring, e outros tantos revezes impediram Kimi de brilhar ainda mais. A grande conquista da sua carreira só veio mesmo dois anos depois, e de maneira bastante improvável.

A seguir, o GRANDE PRÊMIO relembra a trajetória problemática de Kimi Räikkönen, que ficou sem a taça de campeão justamente no seu melhor ano na Fórmula 1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube