F1

Confira declarações após sexta-feira de treinos livres do GP da Hungria de 2019

Pierre Gasly liderou as ações num segundo treino livre de Hungaroring que foi marcado pela chuva que caiu na pista e reduziu atividades. As duas Red Bull e as duas Mercedes ocuparam os quatro primeiros lugares

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
O segundo treino livre para o GP da Hungria, na manhã desta sexta-feira (2), foi abalado por chuva e viu reduzido o tempo de pista. Mas Pierre Gasly ficou à frente de Max Verstappen num 1-2 da Red Bull das duas primeiras colocações. 
 
A terceira colocação ficou com Lewis Hamilton, seguido por Valtteri Bottas. E a Ferrari ainda se viu atrás da Renault de Daniel Ricciardo e da Alfa Romeo de Kimi Räikkönen.
 
Charles Leclerc foi o melhor da Ferrari, na sétima colocação, e teve Nico Hülkenberg, Antonio Giovinazzi e Daniil Kvyat fechando o top-10.
 
A segunda metade do pelotão contou com Romain Grosjean, Kevin Magnussen, Sebastian Vettel, Carlos Sainz, Sergio Pérez, Lance Stroll, George Russell, Lando Norris, Robert Kubica e Alexander Albon, que bateu.
Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Confira como foram as declarações:

Pierre Gasly, primeiro: Sob pressão de chefe, Gasly prevê classificação apertada após liderar TL2 na Hungria
 
 
 
 
Daniel Ricciardo, quinto: "Hoje foi bem bom, ainda que o clima não tenha sido. Tivemos uma tarde legal com algumas voltas completadas. Fizemos progresso depois de uma manhã difícil, mas há mais por vir ainda. Estive mais confiante no carro à tarde, o que é promissor. Vamos ver o que acontece amanhã, há uma boa chance de chover, o que é interessante. É a última corrida antes do recesso, então vamos!"
 
Kimi Räikkönen, sexto: "Não foi exatamente o que estávamos esperando. Só demos duas voltas no seco à tarde, então o TL2 foi bem inútil. Mas ao menos foi o mesmo para todos.'
 
Charles Leclerc (Foto: Ferrari)
Nico Hülkenberg, oito: "No geral, um dia decente. Foi uma sexta-feira normal, mas com condições de chuva nos dois treinos. Não pudemos aprender o que costumamos, mas todo mundo vai estar um pouco no escuro amanhã, algo que não é necessariamente ruim."
 
Antonio Giovinazzi, nono: "Não foi o dia mais direto por causa das condições climáticas. Começou a chover no TL1 assim que eu fui para a pista e precisei abortar a volta. Foi parecido no treino da tarde: consegui dar só uma volta no seco, mas ao menos andamos no molhado. No fim, foi um dia positivo para reunir informações da pista molhada, porque talvez chova amanhã. Vamos ver o que podemos atingir: nosso carro parece estar funcionando bem no seco e no molhado, então vamos precisar trabalhar duro para que tenhamos resultado."
 
Daniil Kvyat, décimo: "Foi um dia complicado. Era melhor não abusar dos limites no TL2, não valia o risco, estava sempre escorregando nas zebras molhadas. Não quer dizer que tenha sido um treino inútil, porque volta valeu a pena. Os engenheiros vão ter bastante informação para estudar hoje à noite, então espero que nos ajudem a melhorar amanhã. No geral, fizemos um bom trabalho entendendo como funcionam pneus e setup, o que é ou não é confortável e como colocar o carro numa melhor janela de funcionamento. Amanhã vamos tentar juntar tudo isso."

Romain Grosjean, 11º: "Tivemos dificuldades pela manhã para equilibrar o carro, especialmente com os pneus macios. Sabemos que o carro antigo não gosta de temperaturas frias - e hoje não estava quente o bastante. Dessa forma, o equilíbrio fica imprevisível e não é legal de guiar. Fizemos progresso à tarde, ainda que também não estivesse quente. Não era ideal. Eventualmente a chuva veio e deixou que testássemos os intermediários. Tentamos encontrar o equilíbrio para o caso de cair a chuva a amanhã."
 
Kevin Magnussen, 12º: "O TL1 não foi ruim, estávamos rápido, veremos. Há uma chance grande de condições diferentes amanhã, com temperatura e clima. Mas estamos mantendo os pés no chão, porque vimos grandes mudanças hoje nas condições, na temperatura, e isso significa muito. Andamos com os intermediários, o carro rendeu bem. Pareceu tudo bom, competitivo, no geral não foi um dia ruim. Mas veremos amanhã."
 
 
Carlos Sainz, 14º: "Foi uma sexta complicada. Podemos dizer que a sessão mais representativa foi a primeira, e mesmo assim ainda tivemos que parar na metade por um problema de pressão de água no meu motor. No TL2 a chuva apareceu e depois se foi, algo que nos permitiu testar o pneu intermediário, apesar de que não esperamos chuva nem amanhã, nem na corrida. Trabalharemos para ver onde nos encontramos."
Sergio Pérez (Foto: Racing Point)
Sergio Pérez, 15º: "Tivemos o dia reduzido hoje por conta do clima. É difícil aprender muito assim, mas fizemos o possível. O difícil é prever como a pista estará amanhã, mas acredito que seremos competitivos de qualquer forma. Creio que se estiver molhado de novo vai abrir mais oportunidades para nós. Há muito a fazer hoje para avaliar as informações e escolher o melhor formato. 
 
Lance Stroll, 16º: "Andamos pouco pela manhã, mas a chuva veio durante a tarde e limitou o programa. Significa que perdemos muita informação, mas é o mesmo para todos. Foi bom dar algumas voltas com pneus intermediários no caso da chuva aparecer no resto do fim de semana. Eu estava explorando os limites do TL1, mas saí direto na curva seis e saí na sete. É difícil entender onde estamos, porque os treinos foram atrapalhados. Ainda estamos acabando de ajustar o carro e, então, creio que podemos melhorar durante a noite, antes da classificação. 
 
George Russell, 17º: "Foi um dia bastante produtivo e me sinto bastante satisfeito com o que fiz hoje. Aprendemos muito, mesmo que com voltas limitadas, ainda mais sob chuva, mas também no seco. No TL2 andamos por 40 minutos para ajeitar a parte aerodinâmica e ter a certeza de que tudo vai funcionar.  Não demos tantas voltas assim, mas foi uma sessão positiva. No geral, mostramos um ritmo sólido e acredito que aprendemos coisas boas, então espero seguir por esse caminho no sábado."
 
Lando Norris, 18º: "Não foi a melhor das sextas. No TL1 não fomos mal, mas tivemos um problema hidráulico no TL2 que não me permitiu dar voltas. Não quis arriscar com condições mistas na pista. Quando começou a chover estava com pneus de seco e só dei uma volta. Às vezes não há como rodar muito... Veremos os dados de cada carro pela noite. A previsão do tempo para amanhã também não está muito clara. Vamos ver o que acontece."
 
Robert Kubica, 19º: "Foi uma sexta complicada. Durante o TL1 as condições da pista estavam boas, com alguma chuva, e pudemos completar nosso programa. Tivemos azar com o meteorologia no TL2, mas foi igual para todos. Mesmo que não estejamos na Polônia, é como se fosse uma corrida em casa, pois há muitos poloneses aqui. Espero que não chova durante o final de semana para que a torcida possa aproveitar de todo o potencial dos carros da Fórmula 1. Desejo a eles um bom final de semana, e a nós também."
 
Alexander Albon, 20º: "Na primeira sessão, acho que tivemos problemas com o carro, mas sabíamos que ele iria melhorar. Fizemos algumas mudanças na segunda sessão e a melhora veio imediatamente, nas duas voltas que fiz me senti bem. Infelizmente cometi um erro na última curva, passei com um pneu na grama e acertei o muro. Sinceramente, foi um erro bem grande, mas sempre é melhor cometer esses erros na sexta e não no sábado ou domingo."


Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.