Confira declarações dos outros pilotos após treino classificatório para GP de Abu Dhabi

O piloto que se destacou entre os outros acabou sendo Nico Rosberg, que ficou com a oitava colocação no grid de largada. Romain Grosjean, da Lotus, entrou no Q3 mais uma vez e vai largar em décimo

A McLaren confirmou o domínio em Abu Dhabi e cravou a pole-position da 18ª etapa do campeonato com Lewis Hamilton. Mark Webber larga na segunda colocação e Sebastian Vettel conquistou o terceiro posto. Mais atrás, nenhuma equipe conseguiu destaque na última fase do treino classificatório, realizado neste sábado (03).

O melhor piloto acabou sendo Nico Rosberg, que figurou na fase final do treino mais uma vez e conseguiu a oitava colocação, superando, e por muito, Michael Schumacher. O heptacampeão foi apenas o 14º e caminha para fazer uma despedida melancólica da F1.

Um pouco mais abaixo, e na última posição do Q3, ficou Romain Grosjean, companheiro de Kimi Räikkönen na Lotus. Ele conseguiu superar Nico Hülkenberg, da Force India, o primeiro eliminado durante a segunda fase do treino que definiu o grid de largada. A Force India não foi bem e Paul di Resta vai largar apenas na 13ª colocação.

Entre os dois carros da equipe chefiada por Vijay Mallya está o mexicano Sergio Pérez, o 12º. Quem não está em uma boa fase e vê sua permanência na F1 cada vez mais longe é Kamui Kobayashi, apenas o 16º colocado.

No final do grid aconteceu o normal. Os dois carros da Toro Rosso superaram a dupla da Caterham, Marussia e HRT. A surpresa foi Charles Pic ter ficado à frente de Vitaly Petrov, companheiro de equipe de Heikki Kovalainen.

Com a punição aplicada a Vettel, que não tinha combustível suficiente e parou o carro logo após o classificatório, quase todos os pilotos do grid ganharam uma posição no grid de largada – menos Lewis Hamilton e Mark Weber, os dois primeiros colocados.

Rosberg fechou o dia na oitava colocação (Foto: Red Bull/Getty Images)

Lotus

Romain Grosjean, nono: “Não foi uma bela volta de classificação para mim, e o décimo lugar não é onde nós gostaríamos de estar no grid. Na última volta no Q3 eu simplesmente não tinha aderência, então não consegui buscar mais ritmo. O carro se comportou bem antes disso e parecia bom, como em outras classificações. Isso significa que terei um trabalho a mais na corrida, mas acho que ainda há mais para tirar de mim e do carro.”

Mercedes

Nico Rosberg, sétimo: “A classificação foi bem para nós hoje. O oitavo lugar era a nossa meta e nós conseguimos alcançar esta posição. Estou à frente de uma Ferrari e uma Lotus, o que é um bom passo, e temos feito algumas melhorias no nosso acerto, que deram certo neste fim de semana. Agradeço aos meus mecânicos, que fizeram um grande trabalho para corrigir um problema nos freios bem antes da classificação e deixaram o carro pronto em tempo. Não será fácil para nós avançar no grid amanhã, mas estou ansioso para a corrida e ver o que podemos conquistar.”

Michael Schumacher, 13º: “A minha classificação não foi exatamente o que eu planejei hoje. Nós mudamos a nossa abordagem para a última saída no Q2, e então não alcancei êxito no primeiro setor, principalmente na curva 1. Então, nós não estamos onde queríamos ter nos classificado, mas certamente vou tentar fazer o melhor partindo da minha posição de largada amanhã.”

Force India

Nico Hülkenberg, décimo: “Esperava um pouco mais de hoje, mas parecia que o nosso carro não foi tão competitivo com temperaturas mais frias, já que fiquei muito mais feliz durante o último treino livre, com sol. Então, talvez as temperaturas mais baixas atrapalharam. ‘Vou largar em 11º, apenas uma posição de distância dos pontos, e por isso tenho uma livre escolha dos pneus. Espero que possamos usar isso em nosso favor para sair daqui com alguns pontos.”

Paul di Resta, 12º: “Eu venho lutando com o equilíbrio e o carro se mostrou bastante difícil de guiar neste fim de semana, por isso a classificação foi sempre complicada. Nosso ritmo em longas distâncias não parecia muito ruim, mas estou lutando para melhorar o desempenho do carro. Ainda estamos em uma posição razoável para marcar pontos e estou me sentindo confortável com o novo chassi. Vamos disputar uma longa corrida amanhã porque acho muito provável que os pneus durem muito mais tempo que o esperado.”

Nico Hülkenberg foi o primeiro piloto eliminado no Q2 (Foto: Force India)

Sauber

Sergio Pérez, 11º: “Minha última volta foi boa, e eu acho que esse foi o máximo possível para nós aqui. Hoje, o Q3 era inalcançável, embora ontem eu esperava ser possível. Eu confio no nosso ritmo de corrida e acredito que vou poder marcar pontos amanhã.”

Kamui Kobayashi, 15º: “Eu estou tendo problemas com o equilíbrio do carro desde que chegamos aqui. Fizemos um monte de mudanças e conseguimos melhorar um pouco, mas eu ainda estou tendo alguns problemas com o freio dianteiro travando as rodas. Essa também foi a causa do meu erro durante a tomada de tempo no Q2. Eu pisei no freio, as rodas dianteiras travaram, e foi isso. Acho que em condições de corrida devemos estar melhor, mas não será fácil. Este circuito permite ultrapassagens, mas é preciso ter velocidade para isso.?”

Toro Rosso

Daniel Ricciardo, 16º: “Até agora, para nós tem sido um fim de semana mais difícil do que esperávamos. Hoje definitivamente fizemos progresso, se comparamos com a sexta-feira, o que é positivo, mas no final não foi o suficiente para nos colocar mais acima no grid. Tudo foi tranquilo do meu lado da garagem, apesar de ter perdido uma volta com o pneu duro, quando meu descanso de cabeça estava solto, e eu precisei voltar aos boxes para consertá-lo.”

“Eu acho que isso me motivou a completar duas voltas muito boas, e o ritmo com pneus macios estava bom, mostrando que fizemos progresso novamente, com relação a esta manhã. Entretanto, não estamos onde gostaríamos. A estratégia será a chave para termos uma boa corrida amanhã e, como na Índia, fazer apenas uma parada será possível para alguns carros.”

Jean-Éric Vergne, 17º: “É bastante decepcionante não ter alcançado o Q2 hoje. Nós estamos tendo problemas durante todo o fim de semana, com o carro saindo de frente, mas estamos tentando fazer o nosso máximo e eu estava acelerando forte. Nós só tivemos uma única volta para ver como estava o equilíbrio esta tarde, mas o carro pareceu ter seguido o caminho oposto e estava saindo de traseira, por isso eu cometi um erro.”

“Mas isso não quer dizer que vou ter que lutar contra o carro o tempo todo amanhã, porque ainda há algumas coisas que podemos fazer, como ajustar o flap dianteiro e a pressão dos pneus, para melhorar a situação para a corrida. De qualquer forma, amanhã será uma noite complicada.”

 

Sergio Pérez ficou fora da segunda fase do treino mais uma vez (Foto: Sauber)

Caterham

Heikki Kovalainen, 18º: “Estou muito satisfeito com minha última volta, mas sei que havia mais para tirar do carro. Meu primeiro stint com os pneus médios foi bom, mas tive um problema na segunda tentativa, já com macios, com o DRS. Isso significou que não fui capaz de atacar as curvas de alta velocidade e me custou um pouco de tempo. Mesmo assim, acho que estamos bem para amanhã. O carro está melhor com as temperaturas mais altas na pista e, provavelmente, vamos ver a mesma coisa na corrida. Por isso, espero ter outra boa largada e ver o quanto podemos chegar nos carros da frente.”

Vitaly Petrov, 20º: “Honestamente, estou um pouco decepcionado com minha posição. Achei eu o carro seria um pouco mais rápido. Tivemos um terceiro treino livre um pouco complicado e tentamos algumas configurações para encontrar o equilíbrio certo no carro, mas não foi muito bom. O carro estava melhor com os pneus macios e consegui minha volta mais rápida com eles, mas um pouco de tráfego me custou um pouco de tempo. A coisa boa é que o carro está melhor quando a temperatura da pista cai um pouco, então acho que vamos estar bem amanhã”.

Marussia

Charles Pic, 19º: “Estou muito feliz com a classificação hoje. Tive um carro muito bom; o equilíbrio foi quase perfeito. Perdi um pouco de tempo no segundo setor da minha volta rápida, já que Heikki Kovalainen estava à minha frente. Tenho de estar feliz com a volta, que representa a minha melhor posição de largada na temporada, um grande resultado para mim e para a equipe. Tenho de agradecer aos meus mecânicos porque eles trabalharam muito duro na última noite, mas eu espero que hoje tenha sido uma recompensa pelos seus esforços. Agora estou ansioso para a corrida amanhã. A largada deverá ser muito interessante com os carros à minha volta. Também espero que eu consiga fazer o mesmo progresso que fiz na Índia e que eu siga melhorando a cada corrida. O objetivo é novamente lutar com as Caterham.”

Timo Glock, 21º: “No geral, até que não foi um dia ruim, mas o que acabou contando foi o fim decepcionante. Nesta tarde, no começo do terceiro treino livre, eu lutei um pouco, mas, no fim das contas, conseguimos um bom acerto. Usamos isso durante a classificação e parecia que teríamos um bom momento até o fim, até o mais importante, a volta, quando nós não tínhamos aderência. Até então estávamos competindo contra as Caterham, por isso foi um pouco decepcionante. Então agora nós temos de avançar com a nossa tradicional análise dos dados e ver o que podemos encontrar para amanhã.”

HRT

Pedro de la Rosa, 22º: “Nós fizemos um bom treino, eu estava muito confortável no carro durante o classificatório e tenho certeza que poderia ter melhorado alguns décimos. Nós não tivemos problemas com a temperatura dos freios ou no motor mesmo em um circuito como este, que é muito quente. estou feliz e acho que temos um bom ritmo para a corrida de amanhã. O primeiro objetivo é ter um bom começo e manter-nos perto da Marussia. Devemos tentar apenas uma parada, mas dependemos do desempenho dos pneus traseiros para colocar alguma pressão em nossos rivais.”

Narain Karthikeyan, 23º: “Foi uma sessão muito difícil para mim. É minha primeira vez em Abu Dhabi e, como um circuito muito técnico, estou achando mais difícil que o esperado. Não consegui encaixar uma boa volta. Estava indo bem com o primeiro jogo de pneus, mas encontrei dificuldades nos pneus traseiros com o segundo set. mesmo não estando muito confortável neste circuito, vou dar tudo de mim amanhã, como sempre, para ir bem e completar a corrida”.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube