Confira declarações dos pilotos após corrida sprint do GP da Itália da F1 2021

Valtteri Bottas venceu a corrida sprint do GP da Itália. Max Verstappen foi segundo colocado e ficou com a pole. Confira as declarações

Valtteri Bottas manteve a ponta e faturou a corrida sprint deste sábado (11) de GP da Itália. Apesar do triunfo, a pole-position foi herdada por Max Verstappen, que terminou a prova em segundo. Bottas, que terá seu motor trocado pela Mercedes, será punido na corrida de domingo e larga no fim do grid.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Lewis Hamilton, por sua vez, largou mal e despencou da segunda posição para a quinta, de onde não conseguiu sair. A sessão ainda foi marcada pela batida e abandono de Pierre Gasly, que logo na primeira volta escapou e atingiu o muro.

VALTTERI BOTTAS; MERCEDES; MONZA; FÓRMULA 1;
Valtteri Bottas levou a corrida sprint em dia de revés inesperado para a Mercedes (Foto: Mercedes)

Confira as declarações dos pilotos após a corrida sprint do GP da Itália de Fórmula 1:

Max Verstappen, primeiro: Verstappen abre sorriso com pole e corrida sprint na Itália: “Melhor que o esperado”

Daniel Ricciardo, segundo: Ricciardo vai da raiva à alegria com primeira fila na Itália: “É bom estar de volta”

Lando Norris, terceiro: Norris elogia Ricciardo por 3º lugar em corrida sprint da F1 na Itália: “Mereceu demais”

Lewis Hamilton, quarto: Hamilton admite corrida sprint ruim em Monza e projeta “vitória fácil do Verstappen”

Charles Leclerc, quinto: Leclerc vê “bom 6º lugar” para GP da Itália, mas reitera: “Os outros são mais rápidos”

Carlos Sainz, sexto: “A corrida sprint foi uma boa ajuda para ganhar confiança para amanhã. Foi um grande problema [o acidente]. Provavelmente vou acordar amanhã dolorido com o impacto. “Bom trabalho dos mecânicos. Não sei exatamente o que aconteceu quando perdi o controle do carro. Eu não estava forçando. Fiquei um pouco preocupado porque não sabia o que tinha acontecido. Eles fizeram um ótimo trabalho no conserto do carro e pudemos participar da corrida sprint”.

Antonio Giovinazzi, sétimo: “Estou muito feliz com o resultado de hoje, sobretudo em frente aos compatriotas, e ansioso para amanhã. Sabíamos que precisávamos ser agressivos desde a largada e assim fomos, ganhando duas posições. Conseguimos nos colocar em boa posição de largada para amanhã e agora temos de completar o trabalho e ganhar um pouco mais. Será uma corrida diferente, com muito combustível, paradas e jogo estratégico. Mas estamos confiantes. Nosso ritmo estava bom e a velocidade de reta ajudou a defender. Podemos fazer nossa própria corrida.”

Sergio Pérez, oitavo: Acho que temos boas possibilidades na corrida amanhã. Vamos largar em oitavo e devemos ter mais chances de entrar no jogo com a nossa estratégia. Esperava ter obtido mais posições, mas minha largada não foi a ideal e ficou muito difícil ultrapassar. Precisamos trabalhar muito nesta noite para encontrar um pouco mais de ritmo, mas estou ansioso por isso. No incidente com [Lance] Stroll, simplesmente não tive para onde ir, então precisei cortar a curva para evitar bater na zebra e atrapalhar minha corrida. Devolvi minha posição assim que pude.”

Lance Stroll, nono: “Foi uma corrida divertida. Não foi fácil optar pelos pneus macios ao invés dos médios porque, ao mesmo tempo em que ele proporciona uma largada melhor, o desgaste passa a ser um fator mais adiante. Fizemos uma boa largada e ganhamos algumas posições no que foi uma primeira chicane bastante complicada com toda a fumaça dos pneus e a grama espalhada. Tive algumas disputas roda a roda com ‘Checo’ [Pérez] depois. Ele me devolveu a posição um pouco mais tarde do que que o esperado, perdi nosso espaço [para acionar] o DRS, e isso permitiu que Fernando Alonso se aproximasse, mas conseguimos segurar a décima posição. Vamos largar amanhã no meio do grid para buscar pontos e acho que podemos tirar um pouquinho mais do ritmo do carro nesta noite. Ultrapassar é complicado aqui, então a estratégia vai ser importante, mas estou ansioso para correr de novo amanhã.”

VALTTERI BOTTAS; LARGADA; CORRIDA SPRINT; ITÁLIA;
Valtteri Bottas manteve a ponta na largada da corrida sprint da F1 em Monza (Foto: Fórmula 1/Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Fernando Alonso, 10º: Alonso diz que “queria ganhar mais” que duas posições na corrida sprint em Monza

Sebastian Vettel, 11º: Vettel aceita 12° lugar na corrida sprint em após travar pneus: “O carro vibrava muito”

Esteban Ocon, 12º: Hoje poderia ter sido melhor e não aproveitamos bem todas as oportunidades. Fizemos uma boa primeira volta, e fiquei um pouco insatisfeito com a saída da curva 2 e com o safety-car, que foi acionado quando estava fazendo uma manobra na curva 4. Depois disso, perseguimos Sebastian [Vettel] o tempo todo e não consegui completar a manobra em cima dele. Foi uma daquelas corridas em que poderíamos ter buscado mais posições. Amanhã é a corrida principal, que é mais longa e vai ter mais coisas acontecendo com a estratégia. Vamos pra cima com isso para trilhar nosso caminho rumo aos pontos.”

Nicholas Latifi, 13º: “Foi o máximo que dava hoje. È bom subir no grid. A primeira curva sempre é complicada, especialmente do pelotão intermediário para trás, mas acho que consegui navegar bem e evitar os incidentes da primeira volta. Daí em diante, não tinha o ritmo para acompanhar e passar a Alpine à frente [Ocon]. Acho que amanhã será complicado porque alguns carros que estão atrás da gente são melhores, mas vai saber. Vamos tirar vantagem das oportunidades que aparecerem.”

George Russell, 14º: Largamos mal e fui ultrapassado por alguns carros. Mesmo assim, a recuperação foi boa e conseguir voltar mais para cima. A corrida estava boa, o ritmo andava bom, mas tivemos um problema na asa dianteira. O carro saiu de frente muita coisa e não se comportou como deveria, o que atrapalhou minha corrida. No fim das contas, terminei com a mesma posição que comecei, mas agora atrás de Nicholas, então vamos pensar no amanhã.”

Yuki Tsunoda, 15º: “É um dia frustrante. Fiz uma boa largada e ganhei algumas posições antes de partirmos para a curva 4, mas infelizmente tive um toque com Kubica e tive avarias na asa dianteira. Depois, entrei [nos boxes] para trocá-la, acho que consegui um bom impulso para me recuperar e fui em frente. O carro estava bom hoje e o ritmo foi bem forte, tirei tudo do pneu macio, então vou levar essa experiência para a corrida amanhã. Acho que vai ser difícil, mas vou tentar chegar aos pontos.”

Nikita Mazepin, 16º: “Acho que tiramos o máximo do nosso pacote hoje. Nossa equipe poderia estar à frente de um dos carros da Alfa Romeo se fizéssemos tudo certo, e o fizemos. Pareceu uma corrida bem frenética desde o começo, com muitas rodadas à frente e alguma poeira, então isso foi empolgante para os fãs. Do meu lado, acho que podemos melhorar nosso equilíbrio porque, depois do primeiro treino, ontem, e do treino de hoje, não conseguimos tirar o máximo, mas conseguimos dar os passos certos na direção correta, e isso é bom.”

Robert Kubica, 17º: “A corrida não começou boa: não sei bem o que aconteceu, mas não conseguir sair de forma limpa e perdi muito espaço. Paradoxalmente, isso me deu boa oportunidade de ver o que estava rolando na minha frente e deu para me colocar bem na primeira chicane, onde ganhei posições. Depois fiz um movimento de rali na segunda chicane e, por dentro, passei mais dois carros. Infelizmente, fui tocado por Tsunoda e fiquei preso na brita. Já estava quase desligando o carro, mas resolvi usar minhas habilidades de rali para sair da brita: não me pergunte como eu consegui. Pelo resto da corrida, o carro saiu muito de traseira nas curvas para a direita e não deu para recuperar muita coisa. Só entendi o motivo depois de sair do carro: o assoalho foi muito danificado e rendeu problemas de equilíbrio.”

Mick Schumacher, 18º: “O ritmo estava onde imaginaríamos que estaria. Seguir [os outros carros] aqui nos pareceu muito difícil. Os pneus superaqueceram, escorregamos e caímos um pouco para trás. Amanhã vamos ter uma corrida nova, mais longa, e com a estratégia dá para fazer alguma coisa. Normalmente, minhas largadas são muito boas, geralmente encontro o rumo certo.”

Pierre Gasly, não completou: “Obviamente, estou muito decepcionado. Não foi um bom dia. Largamos muito bem com os pneus médios, consegui passar Lando [Norris] e também o Lewis [Hamilton]. Foi aí que, na primeira curva, fiquei um pouco surpreso com o Daniel, toquei de leve na traseira dele e danifiquei a asa dianteira. A princípio, não sabia o quão ruim estava, mas aí ela quebrou por completo e ficou embaixo do carro na curva 3, não consegui mais virar e fui direto para o muro. O objetivo amanhã é tentar chegar aos pontos. Vou assistir ao replay nesta noite e analisar possíveis ultrapassagens, já que hoje pareceu bem difícil buscar muitas posições. No entanto, sabemos que tudo é possível, então vamos fazer o possível para reagir amanhã.”

Valtteri Bottas, 20º: Bottas celebra vitória na corrida sprint em Monza: “Faz tempo que não sou o primeiro”

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar