Confira declarações dos pilotos após GP da Estíria, 2ª etapa da Fórmula 1 2020

Dono da pole, Lewis Hamilton venceu com facilidade o GP da Estíria deste domingo (12). Valtteri Bottas bate Max Verstappen para assegurar a dobradinha da Mercedes

Lewis Hamilton dominou o GP da Estíria deste domingo (12). Largando na ponta, o #44 não deu chances à concorrência e venceu com 13s719 de vantagem para Valtteri Bottas, que bateu Max Verstapppen num bom duelo para assegurar a dobradinha da Mercedes.

Alexander Albon acabou em quarto, com Lando Norris superando Sergio Pérez nos metros finais para ficar em quinto. Lance Stroll foi sétimo, com Daniel Ricciardo, Carlos Sainz Jr. e Daniil Kvyat fechando o top-10.

Hamilton comanda o pelotão na largada do GP da Estíria
Paddockast #69 | Papo com Felipe Drugovich
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

Uma volta atrás de Hamilton, Kimi Räikkonen foi 11º, seguido por Kevin Magnussen. Romain Grosjean, Antonio Giovinazzi, Pierre Gasly, George Russell e Nicholas Latifi.

Estaban Ocon quem abandonou com problemas no sistema de refrigeração na Renault. Ainda nos primeiros metros do GP da Estíria, Charles Leclerc atropelou Sebastian Vettel e provocou um abandono duplo da Ferrari.

Confira as declarações dos pilotos:

Lewis Hamilton, vencedor: Hamilton celebra “ótimo passo à frente” com vitória na Estíria após difícil GP da Áustria

Valtteri Bottas, segundo: Mesmo 2° na Estíria e líder do campeonato, Bottas acredita que “dava para ser melhor”

Max Verstappen, terceiro: Verstappen cita GP da Estíria “entediante” até disputa com Bottas, mas celebra pódio

Alexander Albon, quarto: Albon aprova 4º no GP da Estíria após viver “flashback” de incidente com Hamilton

Lando Norris, quinto: Após tirar “vantagem do momento” na Estíria, Norris comemora “incrível começo”

Sergio Pérez, sexto: Pérez celebra “ótima recuperação” e Stroll fala em “volta final muito agitada” no GP da Estíria

Lance Stroll, sétimo: Pérez celebra “ótima recuperação” e Stroll fala em “volta final muito agitada” no GP da Estíria

Daniel Ricciardo, oitavo: Ricciardo reclama de Stroll e lamenta 8º lugar no GP da Estíria: “Uma pena terminar assim”

Carlos Sainz Jr., nono: Sainz diz que “um pit-stop muito ruim” custou quinto lugar no GP da Estíria

Daniil Kvyat, décimo: “Devo dizer que, se sexta e sábado foram bem difíceis, foi uma corrida fantástica para mim hoje. Fiz o meu trabalho e levei o carro para casa para somar um ponto, com muito menos abandonos do que na semana passada, então estou feliz. Tudo foi bem executado e embora estivesse sendo atacado o tempo todo, consegui defender a minha posição e até abrir vantagem em relação a quem vinha atrás no fim da corrida. Agora vamos pensar na Hungria, que já está chegando”.

Kimi Räikkönen, 11º: “De fato, tivemos um carro bem decente hoje e nosso ritmo foi, definitivamente, um passo adiante, então é um pouco frustrante não poder lutar pelos pontos. Perdi muito tempo na largada, já que tive de evitar a batida entre as duas Ferrari. Quase tive de parar, o carro entrou em anti-stall e eu não conseguia sair. No fim, consegui recuperar uma boa posição, mas tive de economizar combustível nas últimas 20 voltas, então não consegui forçar para buscar Kvyat. Em termos de velocidade pura, sinto que podíamos ter pontuado, mas faltou algo. Teremos outra chance na semana que vem, então tomara que tenhamos um melhor resultado lá”.

Kevin Magnussen, 12º: “Sabíamos que não teríamos ritmo hoje, sabíamos que algo muito estranho teria de acontecer para estarmos lá. Infelizmente, a corrida realmente não foi como da semana passada com muitos abandonos. Não foram muitos hoje, certamente não o bastante para que pontuássemos. Mas me diverti muito na corrida. Fiz uma boa largada, ganhei muitas posições na primeira volta ― foi a minha única arma. O carro era consistente, conseguimos estender nosso primeiro stint com os macios antes de colocarmos os médios, e foi mais do que podíamos esperar. Isso mostra que o carro pode cuidar dos pneus e podemos forçar na corrida. Precisamos encontrar algum ritmo na classificação para que possamos correr mais na frente”.

Romain Grosjean, 13º: “Hoje o carro foi muito melhor. Obviamente, não era rápido o bastante, mas muito melhor, então vamos continuar trabalhando. É importante se sentir bem dentro do carro, se sentir confiante. Tinha de continuar forçando. Obviamente, as coisas foram melhores do que na sexta-feira e no sábado. Esse é o ponto positivo para levar adiante”.

Antonio Giovinazzi, 14º: “Foi um fim de semana um pouco duro, mas, depois de ontem, seria mesmo duro pontuar. Fiz uma boa primeira volta e recuperei algumas posições, mas, no fim, não conseguimos chegar no top-10. Ainda podemos ficar felizes por deixar a Áustria com dois pontos na mala. Estou ansioso para correr em uma pista diferente no próximo fim de semana. A Hungria é muito diferente de Spielberg, o layout exige muito downforce e menos velocidade em linha reta, então vamos precisar focar em encontrar coisas novas para extrair o máximo do nosso carro”.

Pierre Gasly, 15º: “Foi um domingo muito desapontador depois de uma ótima classificação ontem. Tínhamos uma boa posição no grid, então estávamos esperando por uma boa corrida, mas não começou bem, já que tive um contato com Daniel na curva 1 e quase rodei. Depois disso, foi muito difícil e a traseira do carro parecia um pouco estranha. Nós tentamos o que podíamos com a estratégia de duas paradas, mas não tínhamos ritmo”.

George Russell, 16º: “Primeiro, preciso me desculpar com o time. Eu estraguei tudo no início da corrida. Fiz uma boa largada, mantive a posição e estava tentando ficar por fora na curva 6 e completamente perdi. Não tinha aderência ali e preciso me desculpar com a equipe. Quem sabe o que hoje poderia ter sido, mas vou reagir na próxima semana”.

Nicholas Latifi, 17º: “Foi difícil, mas, no geral, acho que fiz um trabalho muito melhor em termos de pilotagem e me senti mais confortável atrás do volante. Hoje tive de lutar com alguns carros, especialmente com George, mas foi bom viver isso constantemente. Nos faltava um pouco mais de ritmo do que imaginávamos quando viemos para essa corrida, então é uma pena que não tenhamos podido lutar mais. Temos dever de casa a fazer, mas ainda aprendemos bastante, o que é o principal”.

Esteban Ocon, abandonou: “Estamos suspeitando de um problema de refrigeração do carro. Muito azar ver isso. É corrida, faz parte, mas estamos investigando para garantir que isso não aconteça novamente. Ainda temos de investigar para ver exatamente o que aconteceu”.

Charles Leclerc, abandonou: Leclerc se diz “totalmente culpado” por acidente com Vettel: “Lamento muito”

Sebastian Vettel, abandonou: Vettel lamenta acidente e se diz surpreso com mergulho de Leclerc: “Não tinha espaço”

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube