F1

Confira declarações dos pilotos após GP da Inglaterra, décima etapa da F1 2019

Lewis Hamilton brilhou na frente de sua torcida caseira em Silverstone. Neste domingo (14), o piloto soube dar o pulo do gato no momento certo para garantir o sexto triunfo no GP da Inglaterra. Valtteri Bottas foi o segundo, com Charles Leclerc completando o pódio

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Lewis Hamilton garantiu uma verdadeira festa inglesa em Silverstone. Neste domingo (14), o titular da Mercedes deu o pulo do gato no momento certo para trazer a sexta vitória em frente a torcida caseira.
 
Pole-position na Inglaterra, Valtteri Bottas não conseguiu segurar o companheiro de equipe e se contentou com a segunda colocação. Enquanto isso, Charles Leclerc, um dos grandes nomes do dia, completou o pódio.
Lewis Hamilton (Foto: AFP)
Pierre Gasly recebeu a bandeira quadriculada na quarta colocação, seu melhor resultado na Red Bull. Já Max Verstappen, que se envolveu em um acidente com Sebastian Vettel, foi o quinto colocado. Carlos Sainz Jr, Daniel Ricciardo, Kimi Räikkönen, Daniil Kvyat e Nico Hülkenberg fecharam o top-10.
 
Lando Norris é o primeiro nome dos pilotos que ficaram fora da zona de pontos, enquanto Alexander Albon e Lance Stroll vieram logo na seguida. George Russell foi o 14º, com o alemão da Ferrari, culpado no toque com o #33 da Red Bull, ficou com o 15º posto.
 
Robert Kubica seguiu os demais pilotos, com Sergio Pérez sendo o 17º e último entre os competidores que viram a bandeira quadriculada. Antonio Giovinazzi, Romain Grosjean e Kevin Magnussen completaram a lista dos pilotos.

Confira declarações dos pilotos após GP da Inglaterra:

Lewis Hamilton, primeiro: 
"Sem ar, grato e orgulhoso": Hamilton celebra 6ª vitória na Inglaterra ovacionado por torcida

Valtteri Bottas, segundo: Resignado, Bottas lastima derrota para Hamilton em Silverstone: “Não foi meu dia”

Charles Leclerc, terceiro: Leclerc fala em “GP que mais gostei na F1” e admite: “Áustria mostrou até onde posso ir”

Pierre Gasly, quarto: 4º na Inglaterra, Gasly festeja melhor resultado do ano: “Demos um bom passo”

Max Verstappen, quinto: Verstappen minimiza batida de Vettel e relata problemas para “guiar carro de James Bond”
Charles Leclerc e Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Carlos Sainz Jr, sexto: De 13º para sexto, Sainz festeja fase da McLaren: “Estamos nos dando bem”

Daniel Ricciardo, sétimo: Ricciardo exalta top-10 na Inglaterra e ressalta “grande recuperação” da Áustria

Kimi Räikkönen, oitavo: “Oitavo é um resultado positivo. Meu carro estava bom nas curvas hoje, mas nos falta um pouco de velocidade de reta. No final estava brigando para manter a Toro Rosso de Kvyat atrás. Não foi um final de semana fácil, mas estamos felizes com os pontos”.

Daniil Kvyat, nono: “Estou muito feliz com a corrida hoje. Para ser honesto, não tinha muitas expectativas hoje largando do fundo do grid. O final de semana todo não entrei no ritmo e estava sofrendo com o equilíbrio, mas chegou hoje e consegui extrair tudo do carro. Encontramos algumas melhorias ontem na direção do ajuste e acho que apenas funcionou no carro. Tive uma boa briga com Kimi no final pela oitava posição, foi divertida, mas não tinha voltas suficientes para fazer a ultrapassagem. É bom conseguir mais dois pontos e foi bom voltar após as últimas corridas”.

Nico Hülkenberg, décimo: “Foi um trabalho duro hoje e estamos decepcionados em não ficar melhor do que décimo. A corrida parece que escapou de nós. Nossa estratégia poderia ter sido mais esperta, fui acertado na relargada e perdi uma posição e depois, perto do fim, tive que acionar um modo do motor por alguns segundos o que novamente me jogou para trás. Foi apenas um daqueles domingos em que tudo acabou nos custando. É positivo ter os dois carros de volta aos pontos, mas vamos nos juntar e rever algumas coisas para nos colocar em uma posição melhor na próxima corrida”.

Lando Norris, 11º: “Acho que nós como uma equipe, apenas não fizemos a escolha certa no final com a estratégia. Não fomos aos boxes quando deveríamos. Olhando para trás, é apenas algumas coisas que acontecem às vezes e apenas não fizemos a escolha certa. Os pneus médio e duro foram sempre a melhor estratégia quando olhamos no papel e foi o que decidimos. Sempre vai ser duro. Ricciardo estava exatamente no mesmo lugar que nós na pista e foi o sétimo. É frustrante porque poderíamos conseguir alguns bons pontos para a equipe, mas do meu lado, não fizemos o que poderíamos ter feito”.
A largada do GP da Inglaterra (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Alexander Albon, 12º: “Não foi uma corrida fácil para manter os pneus. Quando o safety-car saiu tive sorte, outros não. Tivemos um problema no carro onde não pude parar ou tocar o carro, então tivemos que ficar na pista enquanto os outros paravam. Foi uma corrida frustrante, mas é assim às vezes”.

Lance Stroll, 13º: “Creio que é um final de semana para esquecer, para ser honesto. As coisas não funcionaram para nós. Tive uma boa largada e tinha ganhado três posições no fim da primeira volta. Infelizmente, tivemos de parar mais cedo que o planejado para retirar alguns detritos do meu duto de frio dianteiro esquerdo e isso realmente prejudicou nossa estratégia. Estávamos mirando uma estratégia de uma parada, mas no final paramos duas porque a equipe me colocou com pneus macios para o stint final. Acho que a equipe esperava que os carros da frente ficariam sem pneus, mas infelizmente isso não aconteceu rápido o suficiente”.

George Russell, 14º: “Sinto que tirei o máximo do carro. Foi divertido na pista, indo ao máximo em cada volta em um circuito tão legal como esse foi um sentimento especial. Mesmo antes da corrida, vendo todos os fãs nos apoiando foi incrível. Ainda estamos nos esforçando, e espero que na próxima corrida sejamos um pouco mais rápidos”.

Robert Kubica, 15º: “Foi uma corrida desafiadora. A largada foi difícil, pois sofri para esquentar o carro. Fiz algumas mudanças de ajuste e sabia que nosso objetivo era ir longe. Tentei manter os pneus, e quando soube que estava  na janela certa nosso ritmo não era tão ruim. O pacote funcionou bem por causa do safety-car, o que significa que havia mais corrida. Infelizmente, os problemas foram semelhantes com os da classificação, fazendo o carro parecer diferente de uma volta para outra. No geral, não foi um final de semana ruim, mas precisamos resolver os problemas”.

Sebastian Vettel, 16º: Vettel assume erro por acidente na Inglaterra e lamenta: “Destruí minha corrida”

Sergio Pérez, 17º: “Tivemos azar hoje. Fui muito forte no primeiro stint, estava controlando minha corrida, mantendo os pneus e caminhando para os pontos. Então, o safety-car saiu logo após minha parada e isso arruinou minha corrida. Durante o período, também tive um problema com meu volante, o que afetou o equilíbrio dos freios. Foi por isso que acabei acertando Hülkenberg, pois não podia parar o carro o suficiente, danifiquei minha asa dianteira e caí para último. Não posso acreditar na falta de sorte que tivemos hoje. É tão decepcionante, pois merecíamos um bom resultado em nossa corrida caseira e tínhamos velocidade para alguns pontos”.
Lewis Hamilton (Foto: AFP)
Antonio Giovinazzi, não completou: “É decepcionante não terminar a corrida, alguma coisa deu errado com o carro e me colocou na brita, mas não sabemos ainda o que. Vamos investigar quando o carro voltar. É uma pena, mas é como são as corridas. Estava próximo de Kimi e estávamos com estratégias semelhantes, então poderia estar nos pontos ou próximo, mas ainda podemos ficar satisfeitos com nosso desempenho. Conseguimos um bom resultado para a equipe e demos outro passo adiante. O pelotão intermediário é bastante próximo, então precisamos seguir o trabalho para nos manter ali”.

Romain Grosjean, não completou: “É difícil dizer qualquer coisa. Algo tocou meu pneu traseiro e tive um furo. Isso em um ponto cego, não conseguia ver. O dano foi muito grande para segui, e tive que tirar o carro. Não sei o que aconteceu, apenas senti que meu pneu furou na reta. Estava fazendo a curva atrás das duas Alfa Romeo, seguindo na linha de corrida, e algo tocou meu pneu traseiro direito. Quando o pneu dechapou, tivemos muito dano no assoalho, muito, por conta do furo. Danificou também o duto de freio. A perda de downforce foi muito grande. Não senti o contato e ainda não vi a filmagem. O chefe vai nos ligar, mas no meu ponto de vista, não acho que fiz nada errado. É uma pena porque queríamos fazer a comparação entre os carros durante a corrida. Parecia bom no grid e tinha esperanças para a corrida”.

Kevin Magnussen, não completou: “Acho que tivemos um final de semana decente para nós, mas então a classificação foi pior do que o esperado. Acho que aprendemos algumas coisas no final de semana sobre o carro, com experimentos que tentamos”.
 

Paddockast #24
A BATALHA: Indy x MotoGP


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.