Confira declarações dos pilotos após GP de Mônaco, sexta etapa da temporada 2017 do Mundial de F1

Sebastian Vettel superou Kimi Räikkönen nos boxes e garantiu a vitória no GP de Mônaco deste domingo (28). Daniel Ricciardo completou o pódio em Monte Carlo, com Lewis Hamilton recebendo a bandeirada apenas em sétimo

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : ‘pt’
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : ‘inread’
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Sebastian Vettel levou a melhor no GP de Mônaco neste domingo (28). Largando em segundo, o germânico superou Kimi Räikkönen nos boxes e ficou com a vitória em Monte Carlo com 3s145 de vantagem para o companheiro de Ferrari. Daniel Ricciardo completou o pódio.

 
5s517 atrás do vencedor, Valtteri Bottas ficou em quinto, seguido por Carlos Sainz Jr.. Em um fim de semana apagado, Lewis Hamilton foi apenas sétimo, 15s801 atrás do rival pelo título.
Sebastian Vettel ficou com a vitória em Mônaco (Foto: AFP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Romain Grosjean ficou com o oitavo posto, com Felipe Massa e Kevin Magnussen fechando a lista dos dez primeiros em Mônaco.
 
A 11ª colocação ficou com o Jolyon Palmer, com Esteban Ocon e Sergio Pérez completando a relação dos 13 pilotos que terminaram a corrida em Monte Carlo.
 
Confira declarações dos pilotos:
 
 
 
 
Valtteri Bottas, quarto: “É desapontador. Estivemos no pódio por um tempo e a Red Bull, com Daniel, conseguiu fazer um trabalho melhor com a estratégia. Enquanto fiquei preso no tráfego, ele estava rodando com ar mais limpo e escapou. Estou desapontado. Tomara que este seja o nosso pior fim de semana como equipe. É um lugar bem único e nós simplesmente não fomos rápidos o bastante este fim de semana. A Ferrari estava muito, muito forte”.
 
Max Verstappen, quinto: “Eu não sei o que estava acontecendo atrás de mim, quantas pessoas ainda estavam no meio do caminho se você faz uma parada, e ainda tinha Sainz no caminho, então isso não é ótimo se você quer fazer um corte. Digamos que eu passo Valtteri, eu teria ficado preso atrás de Sainz, e você não pode passar nem com pneus novos. Dava para ver depois do último safety-car, eu estava com o pneu mais macios, mas assim que você ficava dentro de 1s, era realmente difícil acompanhar, e os carros são muito largos, então você não pode fazer nada aqui. É muito difícil perder um pódio depois de um fim de semana tão limpo, mas agora não dá para mudar. Não foi ótimo o que fizemos, mas acho que as corridas são assim”.
 
Carlos Sainz Jr., sexto: “Um fim de semana perfeito para nós. Nem todos os anos você consegue um fim de semana perfeito em um grande prêmio mais do que especial. Fizemos uma grande volta na classificação e não cometemos erros na corrida, ganhamos vantagem na parte intermediária e, no final, controlei a vantagem em relação a Hamilton com um bom ritmo. Foi um bom fim de semana e, por isso, ficamos em sexto lugar. Se tem um lugar onde eu realmente queria ter um fim de semana assim era em Mônaco”.
 
 
Romain Grosjean, oitavo: “É a primeira vez que nós colocamos os dois carros no top-10, então isso é realmente ótimo, especialmente em Mônaco. Foi uma corrida dura. Nós não tínhamos ritmo para ficar com os ponteiros. Infelizmente, nada estava acontecendo na frente, foi tudo atrás de mim. Toda vez que um carro abandonava, era atrás de mim. Lewis [Hamilton] tinha pista livre e aí conseguiu nos passar no pit-stop. É ótimo ter os dois carros nos pontos. Nós conseguimos ficar livre de problemas e guiei o mais rápido que pude. Tem muito mais que precisamos analisar e entender, mas estamos crescendo como equipe”.
 
 
Kevin Magnussen, décimo: “Pessoalmente, tive uma corrida muito decepcionante. Tive um furo de pneu, mas ainda terminar na zona de pontuação com os dois carros é um trabalho realmente bom do time. Eles realmente merecem isso. Estou feliz por termos conseguido. Apesar de ser apenas um ponto, não podia ter sido muito mais. Sinto como estivesse na temporada mais azarada da minha vida, mas pelo menos hoje colocamos os dois carros na zona de pontuação e estou orgulhoso do time por isso. É Mônaco, e muitas coisas podem acontecer. Não tem motivo para desistir, você ainda força, e foi isso que nós fizemos. Continuei forçando”.
 
Jolyon Palmer, 11º: “Estou feliz com a corrida, o ritmo foi muito bom e não existiu erros. Eu gostei. Apressar o carro por Mônaco em 78 voltas foi muito bom e os pneus estavam sobrevivendo, então você poderia realmente forçar por todo o caminho, o que foi estelar. É muito difícil ultrapassar aqui, então ser 11º de 16 posições foi isso, e só um segundo longe de conseguir o primeiro ponto do ano. Eu me sinto muito melhor em 11º e poderemos levar esse momento para o Canadá".
 
Esteban Ocon, 12º: “Foi um dia difícil e um fim de semana duro no geral. As coisas simplesmente não funcionaram para nós na corrida, o que é uma pena, porque tínhamos um ritmo forte e deveríamos ter terminado na zona de pontuação. Eu estava lutando com Felipe [Massa] no início da corrida e conseguimos superá-lo no pit-stop, mas eu tive um furo de pneu — provavelmente por conta de detritos — e tive de fazer um pit-stop extra. Isso realmente comprometeu a minha corrida. Então teve um pouco de azar, mas quero focar no positivo. O carro pareceu bom com ar limpo e o time tomou as decisões corretas. Só nos faltou sorte hoje”.
 
Sergio Pérez, 13º: “A minha corrida foi meio que um pesadelo desde a primeira volta. Tive um pequeno toque com a minha asa dianteira, o que comprometeu a corrida toda. Eu vi a brecha [para passar Kvyat] e tentei. Infelizmente, não tinha espaço suficiente e nós tocamos levemente, o que significa que eu arruinei a corrida dele e a minha também. Mas, para ser totalmente honesto, quando me vi em décimo com pneus novos, sabia que não iria para casa feliz se não tentasse. Então eu tinha de tentar de tudo”.
 
Lance Stroll, NC: “Eu estava guiando ok, mas aí tive um problema no final e tivemos de parar. Infelizmente, essas coisas acontecem, especialmente em Mônaco. Tiveram vários incidentes, o que significa que os pneus perderam temperatura e foi realmente difícil recuperar isso. Mas a próxima corrida é meu evento de casa e me sinto confiante. Vai ser muito especial ir para a casa e saber que nosso carro pode ser forte lá”.
 
Daniil Kvyat, NC: “Eu, obviamente, sabia que ele [Pérez] tinha pneus mais novos, vi o que ele fez com Vandoorne e pensei: ‘Ok, esse cara está realmente desesperado’. Então eu estava apenas cobrindo a minha linha o tempo todo e aí ele tentou realmente de longe. Ele simplesmente tentou inclinar em mim como se fosse PlayStation, e não funciona desse jeito. Então estou muito, muito desapontado. Foi uma ação completamente desesperada dele. Eu estava simplesmente fazendo o meu trabalho hoje, fazendo uma boa corrida, muito calmo, somando pontos e aí você encontra um cara que fode seu dia todo. E esse foi o Pérez”.
 
Stoffel Vandoorne, NC: “É uma pena que não tenhamos saído com algum ponto neste fim de semana. Acho que todos esperávamos conseguir um pouco mais. Perto do fim da corrida, sabia que ia ser uma relargada difícil. É sempre difícil aquecer os supermacios, e nós sabíamos que não poderíamos cobrir Sergio [Pérez] e Felipe [Massa], que tinham mudado os pneus atrás do safety-car. Essa não era uma opção para nós — quando você está no top-10, você tem de manter sua posição. Foi difícil aquecer os pneus e os freios, e eu simplesmente não tinha nenhum lugar para ir na curva um, infelizmente. Assim, este não é o resultado que gostaríamos neste fim de semana, mas ainda temos coisas positivas para tirar de Mônaco: ainda nos falta performance geral, mas demos alguns úteis passos à frente neste fim de semana. Ainda temos muito para trabalhar, mas sigo otimista”.
 
Marcus Ericsson, NC: “Tem sido um fim de semana muito difícil desde o início até o fim. Com o ritmo que tivemos neste fim de semana, a corrida foi decente do meu lado. Infelizmente, eu tive alguns problemas com os freios superaquecidos atrás do carro do safety-car. Eu tentei diminuir a temperatura do freio, mas ao mesmo eu tive que manter os pneus na janela de trabalho. A combinação de freios superaquecidos e pneus frios me fez lutar muito para parar o carro, então eu não pude evitar o deslize para a barreira".
 
 
 
Nico Hülkenberg, NC: “Acho que alguns pontos foram possíveis hoje. Nós estávamos confortáveis em décimo e existiu definitivamente potencial para conseguir alguns lugares. A coisa sobre Mônaco é que você tem que permanecer no jogo e eu acho que nono ou até mesmo oitavo era possível de conseguir. Foi bastante repentino. Eu vi fumaça saindo da parte de trás do carro e a equipe me disse para parar o carro. Diagnóstico, falha na caixa de câmbio. Como piloto é decepcionante, mas eu certamente não prejudica o nosso potencial. Vamos voltar em Montreal".

#GALERIA(7051)
 
GENIAL, ALONSO FOI ESPETACULAR NA CLASSIFICAÇÃO EM INDIANÁPOLIS E ENTRA NO PÁREO PELA VITÓRIA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = ‘ca-pub-6830925722933424’;
google_ad_slot = ‘8352893793’;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(‘crt_ftr’).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(‘cto_ifr’);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(‘px’)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write('’);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube