Confira declarações dos pilotos após GP do Japão, 16ª etapa da temporada 2017 do Mundial de F1

Lewis Hamilton deu passos enormes rumo ao título. O britânico não só venceu no Japão como também viu Sebastian Vettel abandonar já nas primeiras voltas. Max Verstappen e Daniel Ricciardo completaram o pódio em Suzuka

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A fase terrível da Ferrari ganhou um novo capítulo neste domingo (8). O que já tinha tudo para ser um dia difícil por conta da boa forma da Mercedes ficou ainda pior quando o carro de Sebastian Vettel apresentou problemas antes mesmo da largada, forçando o abandono nas primeiras voltas. Desse jeito, Lewis Hamilton não só venceu como também encaminhou o tetracampeonato na F1.
 
Mas é preciso fazer justiça: Hamilton não teve uma vitória fácil. O britânico passou boa parte da corrida pressionado por Max Verstappen, que cruzou a linha de chegada em segundo. Daniel Ricciardo não chegou a participar da briga pela vitória, mas levou mais um pódio.
 
Valtteri Bottas e Kimi Räikkönen, respectivamente quarto e quinto, tiveram corridas de pouco destaque. Os dois finlandeses, afetados por perdas de posições no grid de largada, não encantaram.
Lewis Hamilton (Foto: AFP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Esteban Ocon e Sergio Pérez voltaram a ser os melhores do pelotão intermediário, colocando a Force India em sexto e sétimo. A dupla da Haas, Kevin Magnussen e Romain Grosjean, pintou em oitavo e nono. Felipe Massa fechou a zona de pontos em décimo.
 
A próxima etapa da temporada 2017 da F1, o GP dos Estados Unidos, está marcado para 22 de outubro.

Confira declarações dos pilotos após o GP do Japão

Lewis Hamilton, primeiro: Hamilton vê vantagem "dos sonhos" para Vettel após vitória no Japão e elogia "meticulosa" Mercedes

Max Verstappen, segundo: Verstappen fala em "outro ótimo dia", vê Red Bull melhor a cada corrida e garante: "Temos um ritmo realmente promissor"

Daniel Ricciardo, terceiro: Ricciardo comemora pódio em Suzuka sorrindo até para pressão que sofreu de Bottas: "Assim fica mais divertido"

Valtteri Bottas, quarto: "A corrida foi boa e o final de semana, em geral, melhor ainda. Me senti bem no carro e tive a volta mais rápida da corrida, o que é sempre bom. Estou ansioso para Austin, só quero ganhar novamente. E continuarei a pisar fundo. Ser segundo no campeonato é um objetivo bom. Não é como lutar pelo título, as coisas parecem boas para Lewis, mas vou fazer de tudo para ser vice. Quando deixei Lewis passar e fiquei entre ele e Max, claro que perdi um pouco de ritmo de corrida e isso comprometeu minha prova um pouco. Mas obviamente foi bom para nós como equipe. Não foi o ideal para ambos, ele perdeu tempo e eu perdi alguns segundos que teriam me ajudado muito no final da corrida. Poderíamos ter feito melhor, mas entendo a situação. Aprendi muito esse ano e, agora, vou me concentrar nas últimas provas para tirar máximo proveito."

Kimi Räikkönen, quinto: "Não sei o que aconteceu com o carro de Sebastian (Vettel), não sei o motivo do abandono. Inclusive não sei se ainda tem chances de título.Tentamos ultrapassar vários carros já na primeira volta, mas deu tudo errado, o carro escapou e eu perdi dez posições. Com certeza não foi o melhor circuito para tentar ultrapassagens, mas ao menos alcancei quem estava longe."

Esteban Ocon, sexto: Pérez fica feliz por 14 pontos da Force India no Japão. Mas garante que só ficou atrás de Ocon por ordem de equipe

Sergio Pérez, sétimo: Pérez fica feliz por 14 pontos da Force India no Japão. Mas garante que só ficou atrás de Ocon por ordem de equipe

Kevin Magnussen, oitavo: “Eu gostei da minha corrida. Maximizamos o potencial da equipe com um oitavo e um nono lugar. Não acho que dava para fazer melhor, então fico feliz por nós. Sinto que tive boas corridas recentemente, mas faltava aquela sorte para pontuar. Hoje deu certo. Espero manter isso e trazer mais pontos até o fim da temporada. Resultados como os de hoje certamente não são fáceis de se conseguir. Você precisa acertar tudo, e acho que fizemos isso”

Romain Grosjean, nono: “É a segunda vez que pontuamos com os dois carros, isso é incrível. Fico muito feliz pela equipe. Ontem eu já sabia que o carro tinha um bom ritmo. Não consegui mostrar isso porque fiquei atrás do Kevin [Magnusen] o tempo inteiro, mas tinha muito mais ritmo. Gostaria de ter ficado na frente, acho que dava até para brigar com a Force India. Descobrimos um jeito de fazer os pneus funcionarem melhor. Claramente é o que faz diferença. Quando funcionam bem, vamos bem mais rápidos. Quando não, é só sofrimento. Ainda temos que melhorar isso, mas me sinto bem melhor no carro. Também fiquei feliz com os freios, tudo deu certo. Vai ser legal correr em Austin outra vez, é uma pista tão legal. Fico ansioso para ver os fãs”

Felipe Massa, décimo: Décimo no Japão, Massa relata dificuldades da Williams com ritmo de corrida: “Uma luta do começo ao fim”

Fernando Alonso, 11º: Alonso se diz orgulhoso por sair de último para 11º, mas pondera: "Sem nada de anormal na corrida, é difícil pontuar"

Jolyon Palmer, 12º: Na despedida, Palmer mostra gratidão à Renault e revela próximos passos: "Sentar no sofá e comer muito"

Pierre Gasly, 13º: “Acabou sendo uma corrida difícil, fiquei desapontado. Nosso ritmo não estava muito bom como um todo e acabei sofrendo um pouco com o carro. Tentei fazer meu melhor e em um momento cheguei acompanhar uma Haas, mas estava muito difícil seguir colado ou tentar uma ultrapassagem. Depois eu travei os meus pneus e tivemos que parar mais cedo do que esperávamos. Definitivamente não foi fácil, mas vamos seguir acelerando”

Stoffel Vandoorne, 14º: "Tivemos algumas boas corridas no ano, mas essa de hoje é uma para se esquecer rapidamente. Tive um começo razoável até a segunda curva. Todos estavam tentando encontrar um espaço e acabei atingido por Kimi (Räikkönen). Não foi intencional, foi apenas um caso de carros que estavam no lugar errado na hora errada. Minha corrida ficou comprometida, consegui apenas levar o carro até o final. Suzuka segue sendo um lugar especial, mas é uma pena que não conseguimos um resultado bom para nossos torcedores nas arquibancadas. Agora é hora de pensar nas próximas corridas."

Pascal Wehrlein, 15º: “Não dá para ficar satisfeito com a corrida de hoje. Tive problemas com o equilíbrio do carro desde o começo e não pude forçar tanto quanto forçaria em uma situação normal. Agora vamos olhar os dados e tentar entender os motivos disso. Acabou sendo uma corrida desapontadora”

Lance Stroll, NC: "Eu tive uma largada muito boa e cheguei a 11, mas errei na curva 11, acertei Magnussen e acho que algo aconteceu com meu carro. Tive que ir aos boxes mais rápido do que o planejado e acho que algo estava quebrado ou o pneu furado.Fiz boa parte da prova com pneus macios, trabalhando para avançar no grid, mas fora da zona de pontuação. Depois senti que algo estava errado na parte da frente do carro e, depois, tive um furo. É sempre surpreendente quando um pneu fura, porque é inesperado e azarado ao mesmo tempo. Eu estava muito perto de Ricciardo quando voltei à pista, mas consegui evitar que algo ocorresse. Agora temos que virar a página, já que não foi um final de semana de sorte para mim, e olhar para Austin.

Nico Hülkenberg, NC: “Hoje foi frustrante porque era possível pontuar bem, eu tinha supermacios novos para o último trecho da corrida. Consegui passar uma Toro Rosso logo depois do meu pit-stop e me preparei para atacar a Haas. É uma pena, mas um componente pequeno da minha asa quebrou e eu fiquei com o DRS aberto. Vamos investigar a quebra, já que nos custou uma boa oportunidade. Tenho certeza de que vamos reagir. O carro estava bem decente hoje e ainda temos muita coisa pela frente nos últimos quatro GPs”

Marcus Ericsson, NC: “Foi um resultado desapontador para mim. O começo da corrida estava indo bem, já que consegui ganhar posições na largada. Infelizmente eu escapei da pista na curva 9 e bati na barreira de pneus. Agora vou focar na corrida de Austin. Estou ansioso para voltar ao carro”

Sebastian Vettel, NC: Vettel sente revés e diz que abandono no Japão dói. E afirma que agora precisa proteger Ferrari das críticas

Carlos Sainz Jr, NC: “Fico muito chateado. Esse não é o jeito que eu queria terminar minha fase na Toro Rosso, isso é certo. Quero pedir desculpas para todo mundo na equipe por abandonar na primeira volta. Eu tentei arriscar tudo para ganhar posições, então fui por fora na curva 6. Encontrei muito mais poeira na pista do que esperava e perdi controle, simples assim. É uma pena, eu estava realmente animado para terminar em alta aqui em Suzuka. Mas vou seguir otimista. Esses três anos foram absolutamente incríveis. Foi a preparação ideal para mim”

HÁ ESPERANÇA?

MESMO COM RESULTADO RUIM, VETTEL GANHA FORÇA NA MALÁSIA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube