Confira declarações dos pilotos após primeiro dia de testes coletivos da F1 após GP da Áustria

Pascal Wehrlein foi o mais rápido do primeiro dia de testes coletivos da F1 na Áustria. O alemão virou 1min11s005 e colocou 0s187 no segundo colocado Esteban Ocon

O primeiro dia de testes coletivos da F1 na Áustria foi marcado pela chuva e por um acidente sofrido pelo novato Antonio Fuoco. Como não poderia deixar de ser, a sessão desta terça-feira (23) foi liderada pelo piloto da Mercedes, o alemão Pascal Wehrlein.
 
Wehrlein cravou 1min11s005 e completou 63 voltas no piso molhado de Spielberg. Esteban Ocon ficou na segunda colocação, 0s187 mais lento que o alemão. O francês concluiu 76 giros com o carro da Force India.
 
Melhor dentre os pilotos titulares, Max Verstappen ficou na terceira colocação. O holandês completou 97 voltas e teve 1min11s328 como melhor marca. Fuoco veio em quarto, 0s003 mais lento que Verstappen.
Pascal Werhlein comandou o dia de testes coletivos na Áustria (Foto: Mercedes)
Romain Grosjean veio na quinta posição, 0s504 atrás de Wehrlein. Com a Red Bull, Pierre Gasly foi o sexto, seguido por Raffaele Marciello, com a Sauber, Stoffel Vandoorne, com a McLaren, e Susie Wolff, com a Williams.  
 
Confira as declarações dos pilotos:
Esteban Ocon, segundo: "Foi um dia incrível e só tenho de agradecer à Force India pela oportunidade mais uma vez. É uma pena que tivemos tanta chuva nesta manhã, mas eu estou feliz que fomos capazes de andar até o começo da noite. O carro foi brilhante hoje, muito bom de pilotar e pude notar o quanto melhorou desde a última vez que andei, em Barcelona. Em dias como esse, você consegue aprender bastante, é algo precioso. Andamos no piso seco e molhado, então foi uma experiência incrível"
 
Max Verstappen, terceiro: "É uma pena que perdemos muito tempo pela manhã por causa da chuva, mas foi uma boa decisão estender o teste para algumas horas no início da noite. E isso nos permitiu recuperar um pouco do terreno perdido. De qualquer forma, conseguimos fazer algum trabalho útil, com muitas voltas. Também coletamos muitos dados adicionais, que vamos juntar com as informações do fim de semana, então acho que será bom para as próximas corridas".
 
Romain Grosjean, quinto: "Foi uma longa espera durante manhã por causa da chuva, mas tive tempo de conversar muito com os meus engenheiros e até pensamos que haveria um tempo para um jogo de pôquer. Felizmente, as condições melhoraram à tarde, por isso fomos capazes de um programa produtivo, tanto em pista seca quanto molhada."
 
Raffaele Marciello, sétimo: "Foi uma pena e uma má sorte para a equipe. Nós tivemos metade do dia de testes hoje por causa da chuva. Quando a chuva parou, nós ainda tivemos um problema elétrico. Com as voltas que eu pude completa, posso dizer que estou satisfeito. O ritmo do carro também estava bom. Agora, temos de avaliar os dados e nos preparar para o teste de amanhã".
 
Stoffel Vandoorne, oitavo: "Depois de uma manhã difícil com a chuva, foi bom ir para a pista e completar um bom número de voltas. Ainda foi complicado devido Às condições do asfalto, mas eu me senti bem à vontade com o carro desde o início e peguei mão rapidamente, o que é bem positivo".
 
Susie Wolff, nona: "Não foi um dia perfeito, porque o treino foi reduzido por conta da chuva. No momento em que andei, com a pista mais seca, o meu trabalhou foi em focar no setor aerodinâmico, o que é importante para a equipe, mas não é a melhor preparação para a Silverstone. Ainda assim, é bom voltar ao carro e posso dizer que foi positivo. Agora é esperar por Silverstone, que vai ser novamente um dia importante e que estou ansiosa.”

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube