Confira declarações dos pilotos após primeiro dia de treinos livres para GP da Austrália

Sebastian Vettel foi o mais rápido nas duas sessões desta sexta-feira (15). Romain Grosjean foi bem ao ficar com a quinta colocação, enquanto Sergio Pérez decepcionou com seu 13º posto

 As imagens desta sexta-feira em Melbourne
 A volta virtual em Melbourne, narrada por Alonso
 Especial F1 2013, a temporada que vem com rótulo de imprevisível

Imbatível nas duas primeiras sessões de treinos livres, Sebastian Vettel não deu chance aos rivais e liderou as duas sessões realizadas em Melbourne, na Austrália, nesta sexta-feira (15). O piloto da Red Bull superou Felipe Massa na primeira sessão e seu companheiro de equipe, o australiano Mark Webber, na segunda.

No geral, a terceira colocação ficou com Nico Rosberg, da Mercedes, seguido por Kimi Räikkönen, da Lotus. Companheiro do finlandês, Romain Grosjean ficou com a quinta colocação e afirmou que gostou do progresso do carro, e disse que o E21 é “promissor”. O trio formado por Fernando Alonso, Lewis Hamilton e Felipe Massa completou os oito primeiros colocados.

A nona posição ficou com Adrian Sutil, que ficou satisfeito com sua Force India. Situação diferente de Nico Hülkenberg, da Sauber, que classificou o dia como muito difícil para ele. Os respectivos companheiros não foram muito bem. Enquanto Paul di Resta foi 12º, o estreante Esteban Gutiérrez ficou apenas em 15º. Quem decepcionou foi a McLaren. Jenson Button e Sergio Pérez ficaram apenas em posições intermediárias e lamentaram bastante do desempenho do MP4-28, carro desenvolvido pela equipe para esta temporada.

Pérez foi apenas o 13º colocado no primeiro dia de treinos em Melbourne (Foto: Getty Images)

O dia foi interessante para a Toro Rosso. A equipe italiana, com Daniel Ricciardo, conseguiu ficar à frente dos dois carros da Williams. Já Jean-Éric Vergne não foi tão bem, ficou apenas na 17ª posição, mas, ainda sim, conseguiu superar Valtteri Bottas. Pastor Maldonado não teve seu melhor desempenho e foi o 16º.

Na briga do bloco das equipes nanicas, Jules Bianchi mostrou que é muito superior aos outros concorrentes. O francês colocou quase 0s6 de diferença para Charles Pic, da Caterham, e quase 1s para Max Chilton, seu companheiro de Marussia. Parceiro de Pic, Giedo van der Garde teve um problema, rodou e não completou a segunda sessão de treinos até o final.

Confira as declarações:

Lotus

Romain Grosjean, quinto: “É ótimo estar em um circuito e em um dia tão amável. A pista pareceu boa e o carro melhor. Levou um tempo para termos aderência, mas isso é esperado em circuitos de rua. Fizemos um bom progresso com o acerto do carro ao longo das duas sessões e acho que tem um pouco mais para tirar, o que é promissor.”

McLaren

Sergio Pérez, 13º: “Estamos com um pouco de dificuldades, para ser honesto. Não somos tão competitivos aqui como queríamos ser, mas estamos trabalhando nisso e, como diz Jenson, devemos melhorar amanhã. Agora conheço o pessoal técnico da McLaren e não há dúvida de eles podem diminuir a diferença para os carros da frente. Nós temos um espírito de equipe incrível, o que fantástico.”

“Por fim, é importante lembrar que o GP da Austrália é apenas a primeira corrida temporada, e há um longo caminho pela frente. Sabíamos, antes de virmos para cá, que não seríamos tão rápido quando as outras equipes, mas nosso objetivo é marcar o máximo de pontos que pudermos. O campeonato é incrivelmente tenso e tudo conta.”

Force India

Adrian Sutil, nono: “Foi um dia muito bom e eu estou satisfeito. O acerto base não estava tão longe do que precisávamos e o carro parecia muito parecido com o desempenho que apresentou em Barcelona no último teste. Tive uma boa sensação o dia todo e gostei de trabalhar com os meus engenheiros, que eu já conheço muito bem. A pista está, obviamente, evoluindo e melhorando, mas tivemos uma boa sensação com os pneus. O foco principal esta noite é trabalhar em melhorar o equilíbrio com os supermacios.”

Paul Di Resta, 12º: “Não foi o dia mais fácil, porque eu tive um problema de equilíbrio com o carro na segunda sessão. Pareci que sofri algum dano, por isso não foi fácil saber exatamente onde estamos. Levando em conta que provavelmente estará molhado amanhã, foi crucial ter todas as informações que precisávamos sobre os pneus hoje. Tem uma diferença notável entre os dois compostos, mas é difícil dizer muito mais antes de analisarmos todas as informações.”

Ricciardo completou o primeiro dia de treinos na 14ª posição (Foto: Getty Images)

Sauber

Nico Hülkenberg, décimo: “No geral, foi um dia difícil. No primeiro dia, há sempre algumas coisas que você precisa trabalhar e melhorar, e acho que ainda temos trabalho a fazer. Os dois treinos livres foram muito difíceis por causa do tráfego, e acho que ainda podemos melhorar nosso tempo. Coletamos muitos dados sobre os pneus e, se fizermos nosso dever de casa, devemos conseguir visa o top-10 amanhã.”

Esteban Gutiérrez, 15º: “Foi um dia muito produtivo. Os pneus estão ficando melhores do que em Barcelona. Como equipe, precisamos encontrar mais velocidade, e isso vai significar muito para mim. Melhorei de um treino para outro, agora vou me concentrar em melhorar para amanhã.”

Toro Rosso

Daniel Ricciardo, 14º: “No primeiro treino livre logo ficou claro que em termos de equilíbrio e set-up, não estávamos onde gostaríamos, então fizemos algumas mudanças e elas ajudaram. Definitivamente, sinto que fizemos progressos entre a manhã e a tarde, mas não foi o suficiente, então temos mais o que fazer durante a noite para encontrar mais ritmo. É bom correr em casa aqui na Austrália de novo, o que é um incentivo a mais para trabalhar realmente duro para deixar o carro mais rápido e dar aos fãs algo para torcerem no domingo.”

Jean-Eric Vergne,17º: “É realmente bom voltar para a pista para o primeiro GP, o primeiro dia de treino e eu estou feliz por estar de volta no carro. A mudança mais óbvia em relação aos testes de inverno foram as temperaturas mais altas e isso significa que os pneus trabalharam muito melhor hoje do que na Espanha. Temos bastante trabalho para fazer para nos aproximarmos daqueles que estão à nossa frente e sinto que no momento nos falta um pouco de velocidade. Entretanto, nossos trechos longos parecem bem bons e o equilíbrio do carro estava ok.”

Pic ficou entre os dois carros da Marussia na Austrália (Foto: Getty Images)

Williams

Pastor Maldonado, 16º: “Fizemos alguns diferentes testes no carro e nos pneus, então não extraímos o máximo do ritmo do carro ainda. Temos muito trabalho para fazer antes de amanhã, mas temos outra sessão de treinos para focar no set-up necessário para a classificação e vamos analisar todas as informações de hoje esta noite.”

Valtteri Bottas, 18º: “Foi bom voltar à pista hoje. É um circuito novo para mim, então levou algumas voltas no primeiro treino para eu conhecê-lo um pouco melhor. A pista melhorou muito para a segunda sessão, com muito mais aderência, então senti que o carro poderia melhorar ainda mais. Vamos analisar todas as informações esta noite e continuar trabalhando no carro no terceiro treino livre para deixar tudo pronto para a classificação.”

Marussia

Jules Bianchi, 19º: “Foi um primeiro treino muito bom para mim e para o time, então eu estou bem feliz, levando em conta que este foi apenas o meu terceiro dia com o carro. Estou ansioso por isso já tem um longo tempo e acho que saiu tudo bem. Tenho certeza que este também é o caso para os outros times, porque este é apenas o primeiro dia, mas é muito encorajador saber que enquanto temos uma boa base hoje, ainda tem muito mais pela frente. Completamos um programa detalhado e fizemos uma boa quilometragem com o carro, então temos muitas informações para analisar e ver o caminho para amanhã. O carro está tendo uma boa performance, mas estamos saindo muito de frente e precisamos melhorar isso. Quanto a pista, eu gosto muito. Leva um pouco de tempo para se acostumar no início, mas uma vez que chega à velocidade, é uma volta incrível e não posso esperar para rodar mais amanhã.” 

Max Chilton, 21º: “Nosso objetivo hoje era aprender a pista de Albert Park o mais rápido possível e aí começar a reunir bastante informação do carro e dos pneus, então eu estou bem feliz com o que conquistamos, em termos do programa. Agora podemos começar a colocar isso tudo junto e a focar um pouco mais na performance e acho que amanhã teremos uma ideia mais clara de onde estamos em relação aos outros carros.”

Caterham

Charles Pic, 20º: “Para nosso primeiro dia completo, foi tudo bem. Nós definitivamente temos trabalho a fazer para chegar onde queremos estar e sabíamos onde estaríamos em relação aos carros concorrentes no início da temporada, assim não houve grandes surpresas hoje.”

“No primeiro treino livre, fizemos um programa com os pneus médios, mas temos trabalho a fazer para extrair o máximo de desempenho deles, então vamos olhar isso esta noite e trabalhar no terceiro treino livre. No segundo treino livre, fizemos alguns long-runs com esse composto antes de mudar para os supermacios, e descobrimos que os níveis de degradação foram bons, especialmente nos long-runs, e os tempos foram consistentes. Agora precisamos ter certeza de que podemos obter a mesma coisa com os médios, que vai definir se iremos bem no domingo.”

Giedo van der Garde, 22º: “O primeiro treino livre foi bom. Completamos um número de voltas e nos concentramos principalmente na avaliação de pneus para que pudéssemos ter uma visão detalhada dos níveis de degradação. O segundo treino livre começou ok, mas infelizmente tive perdi a traseira e fui para a brita, e foi o fim da minha tarde.”

“Apesar de termos uma grande quantidade de dados para trabalhar neste noite, vamos voltar a ter dificuldades amanhã. Nós vamos ter que tirar o máximo no terceiro treino livre, mas estou ansioso por isso e é tudo parte do processo de aprendizado para mim.”

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube