Confira declarações dos pilotos após quarto dia de testes da F1 em Barcelona

Com 1min16s942, Robert Kubica liderou a quarta-feira (26) de testes da Fórmula 1 em Barcelona. 0s405 mais lento, Max Verstappen ficou com o segundo tempo, com Sergio Pérez completando o top-3

Robert Kubica foi o mais rápido no quarto dia de testes da pré-temporada 2020 da Fórmula 1. O piloto de testes da Alfa Romeo cravou 1min16s942 na melhor volta nesta quarta-feira (26) e ficou com 0s405 de margem para Max Verstappen, o segundo colocado. Sergio Pérez fecha o top-3.
 
0s514 atrás do ponteiro, Daniil Kvyat ficou com a quarta colocação, escoltado por Pierre Gasly e Alex Albon. Lewis Hamilton anotou 1min17s562 e ficou com a sétima posição, à frente de Lance Stroll, Valtteri Bottas e Sebastian Vettel.
Robert Kubica (Foto: Alfa Romeo)
Paddockast #49
RAÍ CALDATO: O ARTISTA PREFERIDO DE LEWIS HAMILTON

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

Daniel Ricciardo anotou 1min18s214 e ficou com a 11ª marca, seguido por Carlos Sainz Jr., Charles Leclerc, Nicholas Latifi, George Russell, Romain Grosjean, Lando Norris e Kimi Räikkönen. Estevan Ocon completa a lista de 19 participantes.
 

O GRANDE PRÊMIO cobre AO VIVO, em TEMPO REAL e 'in loco' os testes de pré-temporada da F1 em Barcelona com o repórter Vitor Fazio. Siga tudo aqui.

Confira declarações dos pilotos:
 
 
 
Sergio Pérez, terceiro: “Toda vez que você entra em um carro novo você aprende coisas novas. Nós ainda temos muito trabalho a fazer para continuarmos aprendendo o máximo possível antes da primeira corrida, e têm muitas áreas em que ainda podemos melhorar nesse estágio, como sempre nos testes. Mas, no geral, foi outro dia realmente sólido ― mesmo que esta tarde tenha sido um pouco complicada com o vento mudando muito do início ao fim da sessão. Tenho mais um dia no carro na sexta, então estou ansioso por isso e torcendo para extrair o máximo do nosso pacote para terminar o teste em alta antes de irmos para Melbourne”.
 
Daniil Kvyat, quarto: “Acho que foi meio dia de teste produtivo para mim. Quando é um carro novo, você sempre consegue resultados interessantes, então eu pude entender melhor a cada saída que fiz. Nós continuamos com mais mudanças no acerto para ver como o carro reage. Ainda não estamos buscando performance pura, estamos buscando um acerto fino do equilíbrio e vendo como as mudanças se comportam em diferentes curvas. Acho que podemos ficar felizes com todos os dados que reunimos. Nós precisávamos preencher o maior número de lacunas possíveis hoje, especialmente agora que os testes são bem limitados neste ano e tenho mas um dia no carro”. 
 
Pierre Gasly, quinto: “Nós tivemos um pequeno problema esta manhã que comprometeu a nossa sessão. Com certeza, não foi o ideal, já que tínhamos planejado mais voltas e perdemos alguma quilometragem, mas essas coisas acontecem e nós recuperamos o máximo que podíamos na hora final. Foi um final intenso de sessão, já que exploramos direções diferentes com o acerto do carro no curto tempo que tínhamos. Tinham algumas coisas interessantes em que Daniil continuou trabalhando nesta tarde. Nós vamos tentar maximixar cada oportunidade que ainda temos para aprender mais do carro, sinto que ainda tem muito para vir, mas todos têm a mesma quantidade de tempo de pista, então precisamos ser o mais eficientes possível”.
 
Alex Albon, sexto: “Nós tivemos um pequeno problema com a suspensão e perdemos um pouco de tempo, então esta manhã foi um pouco frustrante, mas nós fizemos tantas voltas na semana passada que ainda estamos bem e não saímos do nosso plano. Apesar de não termos feito tantas voltas quanto planejado, o carro estava bem bom e já uma melhora em relação a semana passada. Obviamente, essa semana terá mais foco em performance, e nós demos alguns passos na direção certa. Nós estamos tentando colocar o carro na melhor janela. Já está em um bom lugar, mas têm pequenas peças do quebra cabeças que estamos tentando encaixar ao longo do teste, nos preparando para Melbourne”.
Lando Norris (Foto: McLaren)
Lewis Hamilton, sétimo: “Foi uma boa sessão e um bom início para a segunda semana de testes aqui em Barcelona. Nós simplesmente baixamos a cabeça, tentando continuar a aumentar nossa quilometragem e nosso entendimento deste carro ― com mudanças sutis no acerto do carro, os pneus e o pacote aerodinâmico. Foi um dia bem normal, mas estava ventando um pouco e pareceu que a pista tinha menos aderência ― então estávamos escorregando um pouco. O carro não pareceu tão bom quanto na primeira semana, mas tenho certeza de que isso vai mudar conforme o teste passa e as condições de pista melhoraram”.
 
Lance Stroll, oitavo: “Infelizmente, tivemos alguns problemas com o carro hoje, o que resultou no fato de não termos completado o programa desta manhã. É um pouco frustrante, já que, obviamente, você quer o maior tempo de pista possível antes da primeira corrida, mas é melhor encontrarmos e solucionarmos estes problemas agora do que sofrermos com eles quando chegarmos em Melbourne. No geral, o carro pareceu bem bom desde que fomos para a pista na semana passada, então estou ansioso para voltar amanhã e torcendo por um dia suave”.
 
Valtteri Bottas, nono: “Foi uma boa quilometragem hoje, 90 voltas. Para meio dia no carro, isso é realmente bom. Nós fizemos bons testes com o acerto e focamos no long-run. Acho que conseguimos muitos pontos de aprendizagem, embora tenha sido um pouco complicado nesta tarde com o vento forte, o que dificulta para entendermos as mudanças no acerto em detalhes. Mas tenho certeza de que vamos analisar tudo esta noite e encontrar aprendizados. Tudo correu de forma suave, exceto pelo início um pouco tardio do dia com algumas mudanças grandes na hora do almoço. Mas nós ainda rodamos bem e foi bom estar de volta ao carro mais uma vez”.
 
 
Carlos Sainz Jr., 12º: “Hoje nós focamos nossa manhã para tentar entender alguns componentes aerodinâmicos do carro. O programa foi muito intenso e a mudança nas peças fez com que não fizéssemos tantas voltas quanto na semana passada, mas nós completamos o plano conforme elaborado. Todos os testes comparativos foram importantes e todos os dados reunidos serão muito úteis para entender o carro. No geral, foi um bom dia”.
 
Charles Leclerc, 13º: “Foi bom voltar ao carro hoje, apesar de que a intensificação do vento nesta tarde dificultou o nosso programa, pois fez com que os dados que reunimos, relacionados ao manejo do carro, não sejam totalmente confiáveis. Pelo menos nós conseguimos cobrir um bom número de voltas, avançar em termos de entendimento do carro. Aí, no fim, nos últimos minutos, o vento baixou e eu pude rodar e ter um feedback mais confiável. No momento, é impossível fazer comparações com nossos rivais. Nos próximos dois dias, vamos continuar concentrados em nós mesmos para tentar extrair todo o potencial do carro”.
 
Nicholas Latifi, 14º: “Definitivamente, este ano foi um grande passo à frente em termos de sentir o carro na pista e, assim, estamos indo na direção certa. Em relação à sensação geral em termos de pilotagem, eu diria que esta manhã foi um bom passo à frente. Com certeza, eu gostaria de ter tido um pouco mais de tempo de pista e voltas antes de ir para a primeira corrida, já que a nossa rodagem foi limitada por problemas no sistema de óleo. Amanhã eu, definitivamente, vou querer maximizar o tempo de pista, já que é a última vez que poderei guiar o carro antes de Melbourne”.
Sebastian Vettel (Foto: Ferrari)
George Russell, 15º: “Nós testamos vários itens aerodinâmicos hoje para ter uma boa ideia do espectro no nosso carro de cima a baixo. Algumas das mudanças que fizemos não foram tão positivas quanto outras, mas, definitivamente, para nosso entendimento geral, foi construtivo. No fim do dia, o carro estava mais consistente e melhor de guiar, então nós agora precisamos olhar para os nossos dados para entender a razão. No fim, os testes são para isso”.
 
Romain Grosjean, 16º: “Tinha muitas coisas para fazer hoje, incluindo testar tipos diferentes de pneus e diferentes peças aerodinâmicas. É sempre divertido tentar encontrar a direção certa para o futuro. Acho que conseguimos muitas coisas. Nós não buscamos ser rápidos, estávamos trabalhando mais para melhorar nosso entendimento do carro, colocar novas peças e ver o que eles fazem. Acho que conseguimos muitas coisas”.
 
Lando Norris, 17º: “Foi um bom dia, nós fizemos muitos testes aerodinâmicos curtos, entendendo o equilibro do carro. Nós mudamos um pouco o carro em relação à semana passada nas áreas em que sentíamos que tínhamos de melhorar, e o setup também era ligeiramente diferente. Por causa disso, nós ainda precisamos fazer mais alguns testes aerodinâmicos. Foi mais um dia tentando aprender mais sobre o carro, conseguir uma boa sensação como piloto, e acumular algumas voltas. No geral, o dia foi produtivo, e nós fizemos basicamente tudo que precisávamos no nosso plano. Hoje foi mais sobre testar teças e, nos próximos dois dias, vamos focar em acertar o carro”.
 
Kimi Räikkönen, 18º: “Foi uma sessão desafiadora, mas isso é de se esperar nos testes. Nós focamos mais em long-runs e em testar diferentes opções de acerto, o que significa que o time tinha de aprender a melhor maneira de preparar o carro. No fim, podemos ficar satisfeitos com o nosso ritmo em long-run, embora nós saibamos que ainda temos muito trabalho pela frente antes de Melbourne”.
 
Esteban Ocon, 19º: “Tive uma boa leitura de como o carro parece na distância da corrida e também aprendi mais sobre as áreas em que precisamos melhorar, então isso nos dá uma direção para seguir no restante da semana. Amanhã, nós vamos focar um pouco mais nos trechos curtos. Vamos ver o que acontece. Eu e o time vamos seguir trabalhando”.

#GALERIA(10040)
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube