F1

Confira declarações dos pilotos após quinta-feira de treinos livres para GP de Mônaco de 2019

Com 1min11s118, Lewis Hamilton liderou o primeiro dia de treinos para o GP de Mônaco de Fórmula 1. 0s081 atrás do companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas conseguiu o segundo tempo, com Sebastian Vettel completando o top-3

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Lewis Hamilton fechou o primeiro dia de treinos livres para o GP de Mônaco de Fórmula 1 no topo da folha de tempos. Com 1min11s118, o #44 colocou a Mercedes na ponta, 0s081 à frente de Valtteri Bottas, o segundo colocado. Já 0s763 mais lento que o britânico, Sebastian Vettel completa o top-3 desta quinta-feira (23).
 
Com 1min11s938, Pierre Gasly foi a melhor Red Bull e ficou com o quarto posto, à frente de Alex Albon e Max Verstappen. Kevin Magnussen aparece em sétimo, com Antonio Giovinazzi, Kimi Räikkönen e Charles Leclerc fechando o rol dos dez mais rápidos.
Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)
Com 1min12s392, Romain Grosjean ficou em 11º, seguido por Lando Norris, Carlos Sainz Jr., Daniil Kvyat, Sergio Pérez, Nico Hülkenberg, Daniel Ricciardo, Lance Stroll, George Russell e Robert Kubica.
 
Confira as declarações dos pilotos:
 
 
 
 
Pierre Garly, quarto: “Foi um bom dia e estou realmente feliz. O TL1 foi um pouco difícil, mas nós fizemos algumas mudanças para o TL2 e me senti muito melhor no carro, mesmo nos long runs. Como esperávamos, a Mercedes é realmente rápida e está bem longe de nós, mas podemos ver que estamos na briga com a Ferrari. Se chover no sábado, então todo mundo tem uma chance, mas o time normalmente é muito forte aqui. Ainda temos algum trabalho a fazer, mas tomara que possamos encontrar ainda mais performance para sábado, quando é tudo por conta da classificação e de conseguir uma boa posição de largada. Faremos tudo que pudermos”.
Pierre Gasly (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Alex Albon, quinto: “Foi um bom dia para nós. É muito divertido andar aqui, gosto muito da pista. Acho que estamos com o carro no ponto certo e agora só precisamos estudar o que aprendemos hoje para fazer os ajustes finais e ficar prontos para o sábado. Fizemos alguns ajustes para a sessão da tarde [TL2] e gostei de como o carro se comportou. Estamos cautelosos, já que os outros times devem melhorar no sábado, mas ficar no top-5 é uma boa sensação”.
 
 
Kevin Magnussen, sétimo: “Nós perdemos um pouco de tempo de pista no TL1 por conta de um problema de telemetria, mas voltamos a rodar e fizemos nosso trabalho com pouco combustível. Nós perdemos algumas voltas com tanque cheio, mas fizemos no TL2, então não foi uma quinta-feira muito ruim. Entre nós, nós testamos todos os compostos hoje, então isso é bom. O carro parece bom com pouco combustível, então vamos ver o que podemos fazer em relação ao consumo de pneus. É uma pista dura de ultrapassar, então essa não é nossa prioridade principal, mas, claro, queremos ser rápidos na simulação de corrida. Até aqui, tudo está correndo bem e esperamos que o Q3 seja uma possibilidade”.
 
Antonio Giovinazzi, oitavo: “Estou feliz com o trabalho de hoje. A primeira vez em um carro de F1 em Mônaco pode ser um pouco assustador, mas eu entrei rapidamente no ritmo e consegui curtir as sessões. Não tem muito entre todos os times, então precisamos melhorar um pouco mais esta noite para ficar no top-10”.
 
Kimi Räikkönen, nono: “Não estou insatisfeito com as duas sessões de treinos. Foi melhor do que o esperado, mas ainda temos muito trabalho a fazer para extrair o melhor do carro”.
 
 
Romain Grosjean, 11º: “Foi um bom dia. Nós realmente não sabíamos o que esperar vindo para cá. Obviamente, no ano passado não foi a nossa corrida mais forte. Eu estava com a mente aberta em relação ao que pudéssemos conseguir. Estou bem feliz com a forma como o carro estava. Nós possivelmente não conseguimos escolher o melhor acerto para o TL2, mas nós tentamos algo interessante. Agora podemos analisar todos os dados de sábado. Acho que devemos estar na briga por uma boa classificação”.
Nico Hülkenberg (Foto: Renault)
Lando Norris, 12º: “No geral, não foi um dia ruim, não foi perfeito e foi um pouco complicado. Eu travei as rodas no TL1, o que me fez perder algumas voltas e não pude completar tudo que tínhamos planejado, mas nos ainda maximizamos a sessão e dizemos alguns testes aerodinâmicos. Nós fizemos uma melhor decente entre as sessões, e o TL2 foi muito melhor, então estou feliz com o que conquistamos. Mas ainda temos muito trabalho a fazer e precisamos garantir que faremos algumas mudanças positivas para que possamos estar na frente do pelotão intermediário”.
 
Carlos Sainz Jr., 13º: “Bom, obviamente não foi uma quinta-feira ideal em Mônaco. Perder todo o TL1 não é o jeito de começar o GP de Mônaco, mas os mecânicos fizeram um enorme esforço para trocar o pacote do ES e me colocar de volta à pista no fim da sessão, para uma única volta e ver como estava tudo. O TL2 foi melhor, mas, obviamente, estou 30-40 voltas atrás dos meus competidores e temos coisas a melhorar. É importante chegar à velocidade pouco a pouco, então precisamos ser inteligentes na hora de recuperar o tempo perdido. A classificação é o que realmente importa e ainda temos margem para trabalhar e melhorar”.
 
Daniil Kvyat, 14º: “Acho que, da minha parte, o dia foi bom. Completamos tudo que tínhamos planejado, mas acho que ainda não conseguimos algumas coisas. Ainda temos que encontrar tempo. Vamos trabalhar duro para entender o que podemos melhorar e ficar na briga no sábado”.
 
Sergio Pérez, 15º: “Nós completamos muitas voltas hoje, mas eu não achei o ritmo de Mônaco ainda e acho que isso aparece na nossa performance hoje. Nós precisamos encontrar um bom passo se quisermos lutar pelo Q3, então temos uma longa noite pela frente e precisamos dar um bom uso para o dia extra amanhã. O carro não parece tão mal ― o equilíbrio está ok, mas nós ainda estamos no contrapé. Com algum acerto fino, podemos, definitivamente, melhorar as coisas. Entender os dados e tomar uma decisão são as forças deste time. Então estou confiante de que poderemos estar numa melhor posição no sábado de tarde”.
 
Nico Hülkenberg, 16º: “Hoje pareceu correr ok, especialmente a sessão da manhã. De trade, no meu short-run com o pneu macio, fomos interrompidos pelo tráfego, então certamente tinha mais ali. Mônaco é sempre interessante e diferente de um fim de semana de corrida normal e é bom ter um dia livre amanhã para avaliar as informações e encontrar o melhor acerto para os próximos dias. Me sinto confortável, a base é boa, mas temos trabalho a fazer aqui e ali”.
 
Daniel Ricciardo, 17º: “Eu me senti relativamente confortável nesta manhã e fiquei satisfeito por termos conseguido velocidade rapidamente. No entanto, não demos o passo de que precisávamos nesta tarde. Nós fizemos algumas mudanças, mas talvez elas não tenham ajudado como gostaríamos. Depois da sessão da tarde, nós temos um pouco mais de trabalho para realmente encontrarmos aquele extra. Como sempre em Mônaco, é incrível voltar a guiar um carro de F1 nessas ruas. Isso é sempre especial”.
George Russell e Robert Kubica (Foto: Williams)
Lance Stroll, 18º: “Não foi um dia dos mais fáceis. Nós encaramos as coisas com calma pela manhã e tentamos construir nossa velocidade gradualmente, mas o carro ainda não está onde precisamos. Nos falta velocidade, então precisamos trabalhar duro esta noite e amanhã para entender onde podemos melhorar”.
 
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.