Confira declarações dos pilotos após sexta-feira de treinos livres do GP do Bahrein, terceira etapa da temporada 2017 da F1

Sebastian Vettel liderou as duas sessões de treinos livres para o GP do Bahrein e mostrou a força da Ferrari, mesmo com um problema no carro durante o TL2. A Mercedes de Valtteri Bottas ficou bem perto, em segundo, com Daniel Ricciardo logo atrás.

A Ferrari reinou neste primeiro dia de atividades para o GP do Bahrein, terceira etapa do Mundial de F1 em 2017. Nesta sexta-feira (14), Sebastian Vettel liderou com sobras o TL1 e, mesmo com um problema em seu carro, foi consistente e conseguiu terminar na frente também no TL2.
 
Vettel não se empolgou com o resultado dos treinos e manteve boa dose de cautela, sobretudo pelo apagão que seu carro sofreu. Valtteri Bottas foi bem e apareceu na segunda colocação, a apenas 0s041 do líder. Daniel Ricciardo colocou a Red Bull na terceira posição, a 0s066 de Vettel e foi mais um a pregar cautela pelo resultado desta sexta-feira.
 
Kimi Räikkönen finalizou em quarto lugar, com Lewis Hamilton logo atrás. O britânico, aliás, prevê boas batalhas com a Ferrari tanto no sábado quanto no domingo, já que vê o time de Maranello um pouco à frente neste início de preparação para o GP. Nico Hülkenberg colocou a Renault em um bom sexto lugar, logo atrás veio Felipe Massa. O representante da Williams ficou satisfeito com a consistência do carro. Seu companheiro de equipe, Lance Stroll, por outro lado, terminou em 16º. O canadense sofreu até queimaduras nos pés.
 
Max Verstappen, Romain Grosjean e Daniil Kvyat fecharam o grupo dos dez mais rápidos desta sexta-feira no Bahrein. Fernando Alonso, que atraiu todos os holofotes esta semana por anunciar que correrá na Indy 500, fechou em 14º.
Fernando Alonso terminou o dia na 14ª posição (Foto: McLaren)
Confira as declarações: 
 
Sebastian Vettel, primeiro: Vettel freia entusiasmo após liderar dia no Bahrein e diz que Ferrari ainda não sabe causa do ‘apagão’ no TL2.

Valtteri Bottas, segundo: "Hoje, em geral, correu tudo bem. Obviamente foi difícil aprender muito no TL1 com as temperaturas extremamente altas, já que as sessões principais são à noite, quando é muito mais frio. Mas temos alguns bons dados do TL2 com tiros curtos e longos. O carro estava bom. Podemos fazer melhor, mas foi um começo positivo e estou ansioso para a qualificação. Estava muito quente hoje e a pista normalmente melhora bastante, então tenho certeza que amanhã iremos muito mais rápido. Quão rápido, vamos descobrir. É preciso mais resistência do que antes, dirigindo no calor com estes carros novos. Mas estou acostumado a estar em uma sauna finlandesa, então não há problema! Parece que a mesma tendência continua aqui com a Ferrari perto. Mas a Red Bull também está bem e o grupo todo está bem perto, se você olhar para os seis primeiros em particular. Parece que cada pequena coisa de ajuste fino hoje e qualquer coisa extra que nós podemos ainda encontrar será crucial para qualificação e a corrida.

Daniel Ricciardo, terceiro: Ricciardo estranha e minimiza bom desempenho da Red Bull nos treinos livres: “Não faz muito sentido"

 
Kimi Räikkönen, quarto: "Andamos muito na segunda sessão porque tivemos um problema muito cedo no TL1. O pessoal fez um trabalho ótimo reparando o carro, e foi o que me permitiu estar pronto para o segundo treino. Talvez pudéssemos fazer algo melhor, mas está tudo bem. [O problema] Não me preocupa, porque não era de motor, era o controle eletrônico do turbo. Não há nada com o que se preocupar".

Lewis Hamilton, quinto: Hamilton reclama do calor e vê Ferrari à frente da Mercedes no Bahrein: “Espero grandes batalhas amanhã e domingo”

 
Nico Hülkenberg, sexto: "Foi uma sexta-feira direta, tirando a parte de ter andado um pouco menos no TL1 por conta do calor extremo. Tudo foi mais coeso no carro e na sensação de pista hoje à noite comparado à tarde. Podemos ficar ansioso para amanhã e domingo. O carro estava bem decente hoje, mas claro que sempre há espaço para melhora".
Nico Hulkenberg fez um ótimo sexto tempo (Foto: Renault)
Felipe Massa, sétimo: Massa relata dia positivo no Bahrein e se satisfaz com rendimento da Williams: “Fomos consistentes”

Max Verstappen, oitavo: "Eu estava brigando um pouco com o equilíbrio hoje e eu não tinha o ajuste que eu queria da traseira do carro. O primeiro treino  não dá para contar por causa das altas temperaturas, mas agora no TL2 eu perdi tempo na pista depois de bater na asa de alguém. Foi lamentável e para ser honesto estou surpreso quanto ao dano que fez. A equipe fez um grande trabalho para arrumar e colocar na pista. O outro lado da garagem parece bastante competitivo e agora precisamos revisar qual configuração foi melhor dos dois carros e, em seguida, aplicá-la para amanhã. Meu objetivo no TL3 será obter o maior número de voltas possível para compensar a perda de tempo hoje, e então terei uma ideia melhor do nosso objetivo para o fim de semana".

 
Romain Grosjean, nono: "Foi um dia bastante sólido. Estava muito quente – a primeira vez que tivemos essas condições este ano. Precisamos continuar trabalhando no carro. Claramente, os pneus estão tendo um momento difícil nos stints longos. Uma volta de qualificação é apenas uma volta, por isso é muito divertido. Há muito trabalho a ser feito para amanhã, mas como eu disse, é a primeira vez que tivemos as condições mais quentes este ano. Há muito para aprender a partir de hoje, e espero que possamos encontrar um pouco de desempenho para amanhã". 

Daniil Kvyat, 10º: "Foi um TL2 agitado depois de não conseguir muitas voltas no TL1. Estava muito quente e a corrida é de noite, então deixamos muitas coisas para o fim do dia. Voltas rápidas, simulação de corrida… Acho que fizemos tudo que queríamos. Agora temos muitos dados para avaliar ao longo da noite, acho que vamos conseguir dar um passo adiante no resto do fim de semana"

.
Kevin Magnussen, 11º: "Tivemos um dia decente. Temos algumas coisas interessantes para olhar para amanhã, mas até agora as coisas não são muito ruins".

Esteban Ocon, 12º: "As sessões foram boas para mim e estou satisfeito com a performance. Me sinto bem no carro e esse é um circuito que conheço bem e gosto. Consegui focar nos tempos, trazendo informação necessária sobre as novas peças e os pneus. Foi difícil lidar com o calor, e essa já é uma pista exigente para os pneus, então extrair ritmo deles certamente é o nosso foco".

Jolyon Palmer, 13º: "O carro estava difícil no TL1, então eu não acho que tenha gostado tanto do calor. O TL2 foi mais produtivo, porque conseguimos progredir na compreensão do ajuste de ainda temos muito a fazer. As condições são definitivamente melhores quando está mais frio, e felizmente é assim que a classificação e a corrida acontecem".

 
Fernando Alonso, 14º: Alonso vê dia produtivo por avanço na confiabilidade da McLaren e jura foco na F1: “Estou totalmente concentrado aqui”

Sergio Pérez, 15º: "Tivemos um dia direto ao ponto, muitas voltas e nenhum problema importante. Teve uma mudança enorme nas condições da pista entre as duas sessões, conforme as temperaturas caíam, e o carro não estava tão balanceado na segunda sessão. Parece que nos perdemos um pouco tanto com macios quanto com supermacios, então isso é algo que precisamos entender e melhorar".

Lance Stroll, 16º: Stroll revela queimaduras nos pés depois de treinos livres da F1 no Bahrein: “Estavam me matando”

Marcus Ericsson, 17º: "Conseguimos muitas voltas com diferentes tipos de pneus, o que é positivo. Como um todo, coletamos informações importantes. Mas está claro que ainda precisamos melhorar nosso rendimento. Precisamos analisar os dados de hoje e seguir dando passos adiante no final de semana".

 
Carlos Sainz Jr., 18º: "Um começo de fim de semana frustrante para mim. O TL2 de hoje era muito importante, e só conseguir duas voltas foi uma pena. Isso complica nosso fim de semana, mas vamos tentar analisar o máximo de informação possível dos outros, cobrir essa falta de dados e buscar a recuperação amanhã. Infelizmente o TL3 não é muito representativo, o que significa que a gente vai para classificação e corrida às cegas. Mas essa é a nossa situação".
 
Pascal Wehrlein, 19º: "Antes de tudo, estou feliz por voltar ao carro. Quanto aos tempos de volta, eles não importam muito nesse momento. O foco do dia era a adaptação ao carro e o acúmulo de quilometragem para compensar o tempo perdido. Me sinto confortável no carro. Demos um passo adiante do primeiro para o segundo treino, e isso me deixa animado para amanhã".

Stoffel Vandoorne, 20º: "Foi outro dia problemático. No TL1 nós tivemos problemas de motor, depois de novo no TL2, então andamos pouco. É uma pena, especialmente com um TL2 em treinos tão próximas à classificação e corrida. Não é ideal, mas espero que amanhã tenhamos mais tempo. Vamos entrar cegos na classificação, mas Fernando conseguiu andar basntante Vamos começar com uma base de informações da garagem dele. Nossos problemas de confiabilidade significam que o começo da temporada não foi ideal, porque ainda não tivemos um fim de semana limpo. É uma situação dura, mas é assim. Sabíamos que seria difícil, mas espero que melhore amanhã. Não tenho ideia do que dá para fazer, não deveríamos traçar metas. Acho que precisamos de um tempo com menos problema".
 

VERSTAPPEN É O PILOTO MAIS IMPRESSIONANTE A ESTREAR NA F1? VEJA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube