Confira declarações dos pilotos após sexta-feira de treinos livres para GP da Hungria, décima etapa do Mundial de F1

Lewis Hamilton passou tranquilo pelo dia liderando mesmo que Nico Rosberg não tenha conseguido ficar à frente das duas Red Bull, por ordem Daniil Kvyat e Daniel Ricciardo. Ferrari e Toro Rosso também ficam relativamente perto, prometendo uma classificação divertida

Sem deixar muitas dúvidas na bagagem, Lewis Hamilton passou pelo teste de fogo que as Mercedes enfrentaram nesta sexta-feira (24), sendo desafiadas pelas Red Bull. Claro que as Flechas Prateadas passaram por testes aerodinâmicos, mas mesmo assim, foi uma participação interessante dos rubro-taurinos.
 
Hamilton passou 0s351 à frente de Daniil Kvyat, que pode não ter saído tão animado, mas até que poderia. Em terceiro, o companheiro, Daniel Ricciardo, mas que teve um TL2 marcado mesmo pelo motor estourando que o fez encerrar a participação como um carro especializado em matar mosquitos da dengue.
 
Atrás ainda de Nico Rosberg, Kimi Räikkönen seguiu a toada de ser mais rápido que Sebastian Vettel. Entre os dois, Carlos Sainz Jr. mostrou que a Toro Rosso também quer participar da conversa. Fernando Alonso colocou a McLaren na oitava colocação, sendo mais rápido que as duas Williams, Valtteri Bottas e Felipe Massa, que encerraram o top-10.
Lewis Hamilton não enfrentou qualquer problema para liderar as atividades de hoje na Hungria (Foto: AP)
Max Verstappen abriu a segunda metade, seguido pelo outro carro empurrado pelo motor Honda, o de Jenson Button. Pastor Maldonado, Felipe Nasr, Romain Grosjean, Marcus Ericsson, Roberto Merhi e Will Stevens encerraram. Após os problemas de Sergio Pérez no TL1, a Force India sequer foi à pista no treino na tarde.

Confira as declarações dos pilotos:

RED BULL
 
Daniel Ricciardo, terceiro: "O carro esteve bom hoje. O equilíbrio estava melhor e estava mais fácil de pilotar do que em outras corridas. Não fizemos nenhuma grande mudança, apenas algumas coisas menores que pareciam trabalhar melhor. Esse traçado nos cai bem, e parecemos ir OK. Estávamos usando um motor antigo, por isso não teremos nenhuma punição. Foi uma semana bastante emocional para todos os pilotos, é importante correr bem pelo Jules neste final de semana".

TORO ROSSO

Carlos Sainz, sexto: “Não foi o mais fácil dos inícios de fim de semana. Eu acho que todos tiveram algumas dificuldades devido à alta temperatura do asfalto. Eu sofri um pouco com o superaquecimento dos pneus traseiros, mas pudemos contornar isso e, no final o dia, dá para dizer que temos uma boa base para construir em cima dela aqui em Budapeste. Eu realmente gosto de andar aqui.. Gosto das muitas curvas e dessa natureza de acelerar-parar deste circuito. Obviamente, em um carro de F1, parece ainda menor e mais apertado, mas isso apenas torna mais desafiador, e é disso que gosto.”

Max Verstappen, 11º: “Começamos o dia bem, levando tudo com calma, aprendendo a pista e acertando o carro. Foi uma primeira sessão bem boa, pudemos tentar algumas coisas diferentes no carro e sabíamos a direção em que queríamos seguir. À tarde, minha primeira volta lançada não foi perfeita… Estava quente demais! E depois, na volta aos boxes, eu comecei a sentir que tinha algo errado com o carro. Infelizmente, foi um problema elétrico que me custou muito tempo de pista. Pude sair novamente para a pista, mas não por muito tempo, pois ainda houve uma bandeira vermelha. Então não foi a melhor das tardes de sexta para um novato.” 
 

FERRARI
 
Sebastian Vettel, sétimo: "Bom, não tivemos nosso melhor dia. Houve duas ou três coisas que nos tiraram velocidade e nos custou tempo. Ficamos presos na garagem com problemas elétricos, e nesta tarde Kimi teve problemas com a asa dianteira, então ambos não corremos o tanto quanto queríamos. Agora precisamos resolver algumas coisas para uma boa classificação. Não tivemos muito ritmo hoje, agora precisamos resolver tudo para amanhã, para ter um restante de final de semana melhor".
 
WILLIAMS

Valtteri Bottas, nono:

 “Foi um bom dia. ‘Ticamos’ todos os itens do nosso checklist, incluindo as comparações com os novos componentes. A nova asa dianteira deu uma pequena vantagem, mas vamos olhar para a telemetria para ter certeza absoluta. O calor sempre é um problema, mas é o mesmo para todos, muito embora eu goste de saunas!” 

McLAREN HONDA

Jenson Button, 12º: “Gostei do carro hoje. Estava divertido de guiar, e a última vez que senti isso foi em Mônaco, então é uma forma promissora de começar o GP. Esperançosamente, podemos ter dias razoáveis aqui. É difícil com essas altas temperaturas, mas todos os times precisam lidar com isso. Nossos testes com tanque cheio foram relativamente positivos hoje, então eu acho que temos uma boa fundação sob nós. O equilíbrio está me dando confiança: sabemos que podemos andar mais rápidos também, então, com pequenas mudanças no acerto, acho que podemos estar em uma forma razoável para amanhã. No geral, acho que o time está em uma boa posição. Tivemos corridas difíceis recentemente, mas mantivemos juntos e fortes.” 

LOTUS
 

Pastor Maldonado, 13º: "Com certeza foi um dia confuso, mas foi bom ter algumas voltas decentes e fazer algum progresso com o ajuste do carro. Hungaroring é sempre desafiador e acredito que ainda temos mais o que mostrar no final de semana. Em certos momentos durante a sessão da tarde parecíamos bastante competitivos, mas não sabemos como estão os outros. Amanhã será interessante, especialmente com a posição de largada sendo tão importante aqui".
 
Romain Grosjean, 15º: "Foi um segundo treino bom para mim e mesmo que não tenha terminado na posição que gostaria, temos um ritmo decente no carro e me sinto bem aqui em Hungaroring. As condições estavam quentes durante a tarde, o que obviamente afeta os pneus e é algo que precisamos observar para a classificação e corrida. Tenho certeza que seremos mais rápidos amanhã".

SAUBER

Marcus Ericsson, 16º: “A temperatura do asfalto superior a 50º tornaram difícil manter a temperatura dos pneus na janela correta de modo que eles não superaquecessem. Durante o segundo treino livre, tentamos acertos diferentes para otimizar o equilíbrio do carro. Acho que aprendemos boas lições para amanhã. Não estou inteiramente satisfeito com a sessão da tarde, pois não dei uma volta limpa com os pneus macios. Em geral, a performance hoje foi mais ou menos como esperávamos.” 

MANOR MARUSSIA

Roberto Merhi, 17º: “Eu só participei do segundo treino livre hoje, mas estou me sentindo animado para o fim de semana. Primeiro, eu não estava muito confortável com o acerto, mas a equipe fez mudanças e me deixou bem mais feliz. Normalmente somos fortes na simulação de corrida, mas não foi o caso hoje, pois não consegui tirar o melhor dos pneus. Esperançosamente a pista vai estar mais fria no domingo, e vou poder mostrar mais do nosso bom ritmo de corrida.” 

Will Stevens, 18º: “Em geral, eu acho que foi um bom dia e estou bem satisfeito. Juntamos muitas informações que vamos analisar melhor durante a noite. Está bem traiçoeiro lá fora com a pista quente e as temperaturas ambiente. O long-run no fim do TL2 foi bem encorajador e nos dá uma direção para amanhã.” 

Fabio Leimer (TL1): “Foi muito bom ter a minha primeira chance de guiar em um TL1 com a equipe, e agradeço à equipe por fazer isso em um fim de semana difícil. Fiquei satisfeito por conseguir pegar o ritmo rapidamente. O carro pareceu bom e foi legal contribuir para o início do nosso fim de semana de corrida em termos de feedback para ajudar o time a caminhar em uma boa direção. É bom estar de volta ao volante de um carro de corrida.”
 

FORCE INDIA
 
Sergio Pérez, 19º: "Era uma boa sessão até o acidente. Tínhamos um bom equilíbrio e fizemos boas mudanças no ajuste que nos levaram na direção certa. Infelizmente tivemos uma falha na suspensão traseira, que terminou nosso dia mais cedo. Isso nos custou muito tempo de pista, mas espero que consigamos nos recuperar para amanhã e minimizar o impacto que terá no nosso resultado no final de semana. Ainda acredito que temos um ritmo forte para a classificação, então estou otimista para o resto da etapa".
 
Nico Hülkenberg, 20º: "É difícil dizer muito do dia de hoje. O carro estava bom, mas temos um pouco de trabalho para ser feito e temos poucos dados. Espero que a equipe encontre uma solução para o problema no carro de Sergio".

A F1 entra na pista novamente às 6h (de Brasília) de sábado para o terceiro treino livre. A classificação será às 9h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO, em TEMPO REAL e NA ÍNTEGRA.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube