Confira declarações dos pilotos após sexta-feira de treinos livres para GP do Canadá, sétima etapa do Mundial 2016 de F1

Lewis Hamilton mostrou o motivo de ter tantas vitórias no Canadá. Nesta sexta-feira (10) aconteceram os primeiros treinos livres em Montreal, e sem dar chances para os adversários, o titular da Mercedes liderou ambos os ensaios

Não deu para ninguém nesta sexta-feira (10) de treinos livres em Montreal. Lewis Hamilton não abriu para os adversários e liderou ambos ensaios realizados para o GP de Montreal. O piloto chegou a falar em dia incrível no circuito.
 
Com alguma surpresa, foi Sebastian Vettel que ficou na segunda colocação, anotando um tempo 0s257 atrás do ponteiro da Mercedes. Nico Rosberg foi quem apareceu em terceiro, com Max Verstappen e Daniel Ricciardo completaram o rol dos cinco melhores do dia.
Lewis Hamilton durante o segundo treino livre em Montreal (Foto: Mercedes)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;

google_ad_slot = “5708856992”;

google_ad_width = 336;

google_ad_height = 280;

Titular da Williams, Valtteri Bottas marcou o sexto melhor tempo do dia, com Jenson Button e Kimi Räikkonen logo atrás do finlandês. Nico Hülkenberg e Carlos Sainz Jr fecharam o top-10 em Montreal.
 
Fernando Alonso foi o 11º, com Sergio Pérez em 12º. Felipe Massa, após sofrer um acidente durante o primeiro treino, voltou para a pista nesta tarde, ficando com o 13º posto, seguido por Daniil Kvyat e Romain Gorsjean.
 
Kevin Magnussen, Felipe Nasr, Esteban Gutiérrez, Marcus Ericsson, Jolyon Palmer, Pascar Wehrlein e Rio Haryanto foram os pilotos que completaram a tabela de tempos.
 
Confira as declarações dos pilotos:
 
RED BULL
 
Daniel Ricciardo, quinto: “É bom estar de volta no carro. Dei um toque no muro em minha terceira ou quarta volta hoje. Mas foi tudo ok. Eu definitivamente estou feliz em estar atrás de um volante de novo. Sempre gostei pilotar aqui. É muito divertido ir até o limite e pular nas zebras. Não acredito que extraímos tudo hoje, mas é só a sexta-feira. Sabemos que hoje é para aprendizado e se seguirmos o caminho certo nesta noite, estaremos próximos da Ferrari amanhã. Com a volta certa, podemos estar à frente deles”.
 
WILLIAMS
 
Valtteri Bottas, sexto: “É sempre divertido pilotar neste traçado, então aproveitei hoje. Conseguimos deixar o carro equilibrado bem rápido e ter uma boa pilotagem, então estou bastante feliz, mas tenho certeza que conseguimos fazer ainda melhor. No geral foi uma sexta-feira positiva e acredito que amanhã será muito próximo, então o trabalho durante a noite será bastante útil.”
Max Verstappen durante o primeiro treino livre para o GP do Canadá nesta sexta-feira (Foto: Red Bull)
MCLAREN
 
Jenson Button, sétimo: “Tive alguns problemas durante o primeiro treino, foi uma manhã sem sorte. Mudamos o motor entre os ensaios, e os mecânicos fizeram um ótimo trabalho com o carro. Após isso tivemos problemas em como o propulsor funciona, mas isso é ok e iremos analisar os dados durante a noite para ver o caminho que tomaremos. Foi um dia positivo, mas ainda precisamos melhorar, se eu fosse meio décimo mais veloz, estaria em quarto no geral, e se fosse dois décimos mais lento, estaria em 11º, então precisamos maximizar tudo para o restante do final de semana”.
 
Fernando Alonso, 11º: “Foi uma boa sexta-feira. Fomos capazes de testar algumas coisas interessantes, inclusive os três tipos de pneus, o que será o elemento do final de semana. Amanhã, acredito que mesmo classificando em 11º será a melhor colocação para a corrida, já que poderá escolher o composto que largará. Reconheço que sair com os ultramacios não seja a melhor opção. Tudo trabalho bem hoje, inclusive o novo turbo da Honda. Entretanto, não tivemos muita aderência, e precisamos melhorar nossa tração nas saídas das curvas. Agora que coletamos todos os dados de ambos os carros precisamos achar as direções para amanhã”.
 
FERRARI
 
Kimi Räikkönen, oitavo: “Hoje foi longe do ideal. Foi uma luta para tirar qualquer coisa do carro. Foi um daqueles dias difíceis. Queremos fazer com que o carro fique melhor de pilotar, e não conseguimos isso. Foi um daqueles dias em que você faz muitas mudanças e nada parece funcionar da maneira que você esperava. Tentamos muitas coisa, teremos que superá-las e escolher as coisas certas para amanhã”.
 
TORO ROSSO
 
Carlos Sainz, décimo: “Descreveria hoje como uma boa sexta-feira. Mesmo que nosso primeiro treino tenha sido cortado por causa da bandeira vermelha, durante a tarde conseguimos completar toda a programação. Foi um dia sem grandes problemas, o que é sempre bom. Isso significa que temos uma boa base para começar o final de semana, e agora só temos que continuar desta maneira. Parece um pelotão bastante equilibrado, então tenho certeza que iremos testemunhar uma boa briga para o Q3, mas precisamos apenas nos focar em nós mesmos e extrair o máximo do carro, o top-10 é nosso objetivo”.
 
Daniil Kvyat, 14º: “Foi um dia decente e útil aqui em Montreal. Fomos capazes de completar muitas voltas e isso certamente nos ajudará a nos preparar para a corrida do domingo. Ainda precisamos descobrir algumas coisas do ajuste do carro, mas é para isso que as noites de sexta-feira servem. Podemos ficar felizes com nosso começo e estou ansioso para amanhã, as diferenças para nossos principais adversários são muito pequenas, mas estou confiante que conseguimos brigar por um bom resultado”.
#GALERIA(5692)
HAAS
 
Romain Grosjean, 15º: "Foi um bom dia. Tivemos muita quilometragem e o carro estava OK. Estou muito feliz com o equilíbrio do carro. Tivemos um longo stint para terminar o dia e fizemos tudo o que queríamos fazer, então isso é bom. Felizmente, nós encontramos desempenho nos pneus para amanhã".
 
Esteban Gutiérrez, 18º: "Concluímos nosso programa de hoje, que era a coisa mais importante, pois tiramos bons dados. Agora os caras estão trabalhando duro para ter uma sintonia fina para amanhã. Com pouco combustível o carro não estava tão bom com ultramacio. No entanto, o carro estava melhor com uma alta carga de combustível. Vamos trabalhar um pouco mais sobre o nosso ritmo de classificação e tentar fazer um dia limpo amanhã. O tempo será um pouco variável, por isso vamos ter de se adaptar e reagir rapidamente, mas nós estamos olhando para frente".
 
FORCE INDIA
 
Sergio Pérez, 12º: "A mudança do tempo entre a manhã e à tarde nos deu duas sessões muito diferentes. A pista estava muito verde no início, mas nós ainda conseguimos aprender muito sobre o carro e os pneus. A bandeira vermelha nos custou um pouco de tempo, especialmente porque tínhamos acabado de sair para um primeiro stint quando isso aconteceu. O potencial para um bom resultado na qualificação existe, mas é claro que precisamos fazer algum trabalho hoje à noite para nos certificar de que estaremos na posição certa amanhã. Encontrar o equilíbrio certo na frenagem e uma boa tração é crucial aqui, então essas são as áreas onde estamos concentrando nossa atenção."
 
RENAULT
 
Kevin Magnussen, 16º: "Fizemos um bom progresso hoje e o carro é certamente mais rápido com o ultramacio em comparação com o pneu macio, como era de se esperar. A questão do câmbio na parte da manhã não era um grande drama e tivemos de verificar o carro novamente à tarde. Acho que devemos encontrar um pouco mais de ritmo para a qualificação."
 
Jolyon Palmer, 20º: "Tivemos muitas voltas no TL2 e completamos uma série de avaliações nas duas sessões de hoje, o que significa que devemos ter todas as peças para ir mais rápido na qualificação. Nós não mostramos todo o ritmo que temos no carro hoje; é o trabalho de amanhã."
Nico Hülkenberg (Foto: Force India)
SAUBER
 
Marcus Ericsson, 19º: “Não foi o dia perfeito, tivemos alguns problemas técnicos no primeiro treino, o que significou que não consegui dar muitas voltas. Já o segundo ensaio foi muito melhor, consegui dar 51 voltas. Não estou completamente satisfeito com o modo em que o carro se comportou hoje. Precisamos analisar os dados e entender em quais áreas podemos melhorar. Para amanhã teremos uma nova unidade de poder, então isso também deve ajudar a conseguir algum tempo de volta”.
MANOR
Pascal Wehrlein, 21º: “Como um todo, o dia foi positivo. Pela manhã nós testamos algumas coisas no carro que não renderam o avanço desejado. Então voltamos para o TL2 e me senti muito confortável outra vez. Agora precisamos nos sentar e analisar os dados, pensando em melhorar para a classificação. Mas não estamos tão mal. Acho que dá para fazer um bom trabalho amanhã”.
 
Rio Haryanto, 22º: “Hoje foi um bom dia para nós, parece que estamos mais competitivos do que antes. Testamos várias coisas novas no carro e aprendemos muito no TL1. É a primeira vez que piloto aqui, então estou me familiarizando com a pista e aproveitando. Pela tarde percebi que precisamos melhorar o balanço, mas o ritmo parecia bom. Fizemos trechos curtos e longos hoje, então deu pra aprender bastante”.

Que tal participar do Fantasy F1 e concorrer a prêmios? Inscreva-se no 'Fantasy F1 Grand Prix du Canada (RtAD) 2016'.

Funciona assim: forme uma equipe com um orçamento de 115 milhões de euros. Seus pilotos marcarão pontos com base nos resultados das corridas (pontos de corrida) e na diferença entre a posição final e a posição da qualificação (pontos de bônus).

Ficou interessado? Vem e entre nesta com a gente.

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube