Confira declarações dos pilotos após treino classificatório do GP da Austrália, primeira etapa da temporada 2017 da F1

Muitas coisas podem ter mudado na F1 para 2017 - até a ordem de forças -, mas é Lewis Hamilton quem continua dando as cartas. Ao menos na Austrália, onde é o dono dos sábados, é assim. Hamilton larga na frente, acompanhado por Sebastian Vettel na primeira fila. Destaque do treino classificatório também fica para a batida de Daniel Ricciardo no começo para Q3

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O primeiro treino de classificação da temporada 2017 da F1 aconteceu neste sábado (25) em Melbourne e mostrou a cara da nova realidade do Mundial. Bem mais próximas que nos últimos anos, Mercedes e Ferrari dão pinta de uma boa briga. No primeiro round, porém, a mudança no topo da classificação não foi muito grande: Lewis Hamilton fez sua sexta pole-position na Austrália, igualando seu ídolo Ayrton Senna.

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Dizimando o recorde da pista, Hamilton cravou 1min22s188 e até conseguiu manter uma boa distância para o segundo colocado, Sebastian Vettel. O tetracampeão mundial saiu feliz da vida com a noção de que, embora ainda aparentemente um tanto atrás, a aproximação é notória e uma conquista importante ferrarista.

 
O 'Quarteto Fantástico' seguiu se alternando; Valtteri Bottas foi terceiro, enquanto Kimi Räikkönen ficou com a quarta colocação. Max Verstappen larga em quinto, à frente do surpreendente Romain Grosjean, que levou a Haas ao top-6. Felipe Massa, Carlos Sainz, Daniil Kvyat e Daniel Ricciardo fecharam o top-10. Ricciardo não conseguiu anotar tempo no Q3 após sair da pista durante a volta rápida e acertar a traseira da Red Bull na barreira de pneus. 
Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)
Sergio Pérez e Nico Hülkenberg continuam colados, embora não sejam mais companheiros de equipe. Fernando Alonso, Esteban Ocon e Marcus Ericsson foram os pilotos que passaram ao Q2. No fim da fila, Antonio Giovinazzi, que recebeu horas antes a notícia de que iria substituir o machucado Pascal Wehrlein, além de Kevin Magnussen, Stoffel Vandoorne, Jolyon Palmer e Lance Stroll, que fez o 19º tempo mas foi punido pela batida da manhã, fecham o grid de largada.

GRANDE PRÊMIO transmite todas as atividades do GP da Austrália de F1 neste fim de semana. Acompanhe tudo AO VIVO e em TEMPO REAL, com a estreia do livetiming.


Confira as declarações:
FERRARI
 
Kimi Räikkönen, quarto: "Todas as minhas voltas não foram boas. Eu simplesmente não consegui nenhuma volta decente. Foi um pouco confuso após a primeira saída à pista. Não era exatamente o melhor a fazer naquele momento no meu lado. Foi um pouco decepcionante, mas ainda estamos em quarto, então temos de ver o que tirar a partir daí. Nós temos, com certeza, um pacote muito bom, mas ainda temos de trabalhar um pouco mais. Este é um lugar especial, então vamos ver o que acontece. Mas penso que só teremos uma visão mais real de tudo quanto chegarmos aos circuitos normais. De qualquer forma, não foi um dia ideal, mas temos de tirar o melhor disso."
Kimi Räikkönen (Foto: Ferrari)
HAAS
 
Romain Grosjean, sexto: “Um dia feliz. Foi uma classificação um tanto inacreditável para nós. Foi uma pena que não tenhamos Kevin lá, mas o carro parece bom, ainda melhor do que nós vimos recentemente. Nós fizemos alguns bons progressos ao longo do fim de semana. Há muito mais que nós podemos entender e analisar, mas, no geral, foi um ótimo começo para nós. É sempre bom começar com uma forte classificação. Isso diz que, se você continuar melhorando o carro, você vai poder estar em uma boa posição muito em breve. Se esta é nossa base, e nós pudermos lutar entre o sexto e o décimo lugar, onde é bastante apertado, seria ótimo ter mais tempo e curtir alguns bons momentos. A largada amanhã vai ser uma grande interrogação. Nós estivemos testando e algumas delas foram boas, outras nem tanto. Espero que possamos ter uma primeira [largada] correta amanhã.”
 
Kevin Magnussen, 17º: “Escapei da pista na curva 12 nas minhas duas voltas rápidas. Fiquei muito irritado com isso. Minha volta foi boa até eu escapar. Os dois tempos da minha volta foram bons. Fiquei decepcionado com isso. Deveria estar muito acima no grid. Agora tenho de lutar de forma dura na corrida. Muita coisa ainda vai acontecer, e vou dar meu melhor amanhã. O bom é que o carro parece competitivo. Romain fez isso no Q3, o que mostra o potencial do carro. Tenho certeza de que eu poderia estar muito perto se não tivesse errado e saído da pista. Acho que fiquei muito ansioso para compensar meu começo lento de fim de semana. Deu errado duas vezes. A primeira vez eu fiz a curva com o pé embaixo para ver onde era o limite e saí da pista. A segunda vez eu pedi um pouco mais de asa dianteira e fiquei um pouco lento, então não entendi direito. É muito irritante quando você vê o quão bom o carro é. Estou muito chateado por não estar lá em cima e por não me dar uma melhor chance de marcar alguns pontos.”
TORO ROSSO
 
Carlos Sainz, oitavo: "Podemos dizer que hoje foi um dia bom, mas não perfeito. Nós começamos a classificação totalmente longe do acerto ideal em comparação aos treinos livres de sexta, perdemos estabilidade e eu comecei perdendo a confiança no carro. Então, tive de ir aos poucos ganhando terreno até conseguir tirar tudo do carro. Por isso não foi um começo perfeito, mas que acabou muito bem. Chegar ao Q3 não foi nada fácil, a briga estava muito acirrada, mas tudo se enxaixou e eu estou bem satisfeito com o resultado. O time também precisa estar bem satisfeito, já que colocou os dois carros no Q3. Largar em oitavo é uma posição bem decente, acho que vai ser uma corrida interessante".
 
Daniil Kvyat, nono: "Foi muito bom ter os dois carros no Q3, podemos ficar bem felizes com o nosso sábado. Nós perdemos um pouco de tempo em Barcelona, então chegamos aqui tendo bastante coisa para testar. Ficamos trabalhando dia e noite sem parar e aí conseguimos arrumar as voltas ideais na classificação, que foi bem apertada! O Q1 foi muito difícil como de costume por aqui, já que a pista gosta de ter características diferentes de uma hora para outra. Então, tivemos de entender a situação rapidamente. O time está indo super bem esse fim de semana, queria parabenizar a todos. Eu posso dizer que estamos muito satisfeitos. Demos um passo para frente, o carro ganhou nossa confiança, está muito rápido e animando a gente pra corrida".
Carlos Sainz (Foto: Red Bull Content Pool)
FORCE INDIA
 
Sergio Pérez, 11º: “É decepcionante ficar de fora do top-10 por conta de uma pequena margem, menos de 0s1. Entretanto, 11º não é uma posição de largada ruim, e nós certamente podemos correr por bons pontos. Todas as equipes do pelotão intermediário parecem muito próximas umas das outras em termos de performance e vamos ter muitas batalhas na corrida. O desgaste dos pneus é muito baixo, de modo que encontrar o ritmo correto durante a corrida vai ser um desafio. Ultrapassar é um desafio aqui, especialmente com esses carros muito mais largos, mas vou lutar ferozmente amanhã. Estou determinado a começar bem a temporada.”
 
Esteban Ocon, 14º: “Estive na curva de aprendizado nesta semana em Melbourne e não estou particularmente me sentindo satisfeito com a classificação de hoje. Sim, foi a primeira vez que alcancei o Q2, mas há mais potencial no carro. Eu aprendi muita coisa durante a sessão e, apesar de ter ficado longe de Sergio no Q1, fiquei muito mais perto no Q2. Infelizmente cometi um pequeno erro na minha última volta, então perdi a chance de estar ainda mais acima no grid. Nós vimos hoje o quão próxima vai ser a batalha no meio do grid porque cada pequena margem de tempo pode se tornar uma enorme diferença. O lado positivo é que nós melhoramos o carro durante a classificação. Nós melhoramos nosso procedimento e aprendemos coisas que vão nos ajudar a seguir em frente. Sigo para amanhã acreditando que há uma boa chance de lutar pelos pontos. O primeiro desafio vai ser com os novos procedimentos de largada, o que pode movimentar muito as coisas na primeira volta. Estou empolgado para amanhã e pronto para minha primeira corrida em Melbourne.”
RENAULT
 
Nico Hülkenberg, 12º: “Foi uma primeira classificação sólida com a equipe. Ficamos a alguns 0s3 de ir para o Q3, entretanto lutei um pouco com o equilíbrio e a aderência na minha volta mais rápida no Q2, então não era para ser. É difícil prever o que esperar amanhã, mas o que eu tenho de saber é que o meio do grid é muito competitivo. Vai ser interessante lutar na corrida e os pontos são a meta.”
 
Jolyon Palmer, 19º: “Hoje não correu como o planejado. Não tinha nenhuma aderência e sofri com os freios, então nós precisamos saber o que aconteceu de errado. Ontem o carro se mostrou muito melhor e foi muito mais rápido com pneus macios e com muito combustível, então algo não correu bem. Estamos um pouco longe de onde eu queria começar a temporada no fim de semana até agora, mas vamos ver o que acontece na corrida.”
Antonio Giovinazzi (Foto: Sauber F1 Team)
SAUBER
 
Marcus Ericsson, 15º: “Foi uma primeira classificação decente para nós. Ao longo do fim de semana nós trabalhamos duro para explorar ao máximo nosso pacote atual. Consegui encaixar uma boa volta no Q1, o que foi suficiente para nos colocar no Q2. A segunda parte da classificação começou bem, mas então tive uma pequena escapada na curva 9, então perdi algum tempo de volta lá. 15º é uma posição decente para largar no primeiro GP da temporada 2017.”
 
Antonio Giovinazzi, 16º: “Este é um dia especial para mim por começar meu primeiro fim de semana de corrida na F1. Estou muito feliz com minha performance hoje. Fiquei a apenas alguns décimos do Q2. Vai ser uma longa corrida amanhã. Muita coisa pode acontecer aqui em Melbourne. Vou fazer meu melhor para encaixar meu desempenho máximo.”
 
MCLAREN
 
Stoffel Vandoorne, 18º: "Tive um problema de pressão no Q1 e precisei abortar as duas saídas seguintes porque o motor estava com menos potência. Foi uma pena – porque depois do TL3 tudo estava na direção certa, e eu me sentia confiante. Mas é sempre difícil quando você só tem uma oportunidade de marcar tempo, porque não dá para assumir riscos e você precisa fazer contar.
 
Melhoramos algumas coisas no fim de semana: Fernando e eu estamos mais confortáveis no carro, e essa confiança significa que podemos forçar mais o carro. Claro que ainda temos muito trabalho a fazer, mas podemos tirar algumas coisas positivas do final de semana. Acho que podemos ter um bom final de semana amanhã."
 

PADDOCK GP #70 FAZ PRÉVIA DE ABERTURA DAS TEMPORADAS DE F1 E MOTOGP E LEMBRA PACE

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube