F1

Confira declarações dos pilotos após treino classificatório para GP da Espanha de 2019

Deu Valtteri Bottas no embate direto com Lewis Hamilton pela pole-position do GP da Espanha. A dupla da Mercedes cumpriu expectativas e teve larga vantagem sobre a Ferrari, que completou o top-3 com Sebastian Vettel

Grande Prêmio, de Barcelona / Redação GP, de Berlim
Não tinha como o treino classificatório deste sábado (11) ser melhor para Valtteri Bottas. Além de se ver com um foguete em mãos, dada a vantagem da Mercedes sobre a Ferrari, o finlandês encontrou uma volta surpreendente e foi 0s6 melhor do que Lewis Hamilton. A terceira pole seguida na F1 permite que Valtteri mire em uma vantagem maior no Mundial de Pilotos.

Sem resposta, a Ferrari foi coadjuvante em Barcelona, com Sebastian Vettel largando em terceiro. A surpresa é que Charles Leclerc não conseguiu encaixar uma boa volta no Q3, aparecendo em quinto enquanto Max Verstappen larga em quarto.
 
Leclerc divide a terceira fila do grid com a Red Bull de Pierre Gasly. A Haas, que vive boa fase em Barcelona, vai protagonizar a quarta fila com Romain Grosjean em sétimo e Kevin Magnussen em oitavo no grid. Daniil Kvyat, da Toro Rosso, e Daniel Ricciardo, da Renault, completam a lista dos dez primeiros.
Valtteri Bottas (Foto: Mercedes)
Confira declarações dos pilotos após classificação do GP da Espanha

Valtteri Bottas, pole: 
Bottas destaca “adrenalina” por volta da pole-position em Barcelona: “Eu me sinto cada vez melhor”

Pierre Gasly, sexto:

Romain Grosjean, sétimo: “Espero que a gente consiga manter esse ritmo na corrida. Conseguimos ter pneus que funcionassem direito, uma situação com a qual a gente costuma sofrer, e estamos felizes. Não estamos tão distantes da Red Bull e temos uma boa vantagem sobre quem vem atrás. Acho que dá para se orgulhar disso. Todos conhecem bem essa pista, então não é fácil fazer a diferença. Extraímos o melhor do dia”.

Kevin Magnussen, oitavo: “Provavelmente fizemos o máximo possível hoje. Só ficamos 0s2 atrás de uma Red Bull e na frente do pelotão intermediário, então fico feliz. Ainda não temos certeza sobre o ritmo de corrida amanhã. Sabemos que é uma pista difícil para ultrapassar. Hoje fomos 0s6 melhores que os outros, então espero ter o suficiente para manter esses caras atrás. Não acho que será uma corrida fácil, mas acho que estamos em uma boa posição para pontuar bem com os carros”.
Romain Grosjean (Foto: Haas)
Daniil Kvyat, nono: “Hoje foi um bom dia e fiquei muito feliz sobre como a classificação se desenrolou. Desde o começo do ano nós estamos fazendo um grande progresso na classificação, e estou muito feliz com minha performance, assim como a equipe. São duas presenças consecutivas no Q3 agora, sendo uma em Barcelona, onde a classificação é importante para mostrar as capacidades do carro e do piloto. O terceiro treino começou um pouco difícil, mas conseguimos encaixar tudo depois de entender o que o carro e eu precisávamos. O carro se comportou muito bem hoje, então vamos tentar fazer nosso melhor para a corrida amanhã.”

Lando Norris, décimo: “Estou muito feliz. Melhorei em quase todos os trechos nas minhas últimas voltas lançadas, mas talvez um pequeno erro me custou algumas posições e um lugar no Q3. Sabíamos desde ontem que a classificação não seria incrível, mas esperamos que o ritmo de corrida do nosso carro pareça mais promissor. Estou ansioso para amanhã com a escolha livre de pneus por ter me classificado em 11º, mas vou subir uma posição por conta das punições. Não é um dia ruim, mas chegar ao Q3 seria melhor.”

Alexander Albon, 11º: “Hoje cometi muitos erros, para ser bem sincero. Nós parecíamos bem forte durante toda a classificação, mas então tentei alguma coisa um pouco diferente na entrada da curva 5 e acelerei demais na entrada, o que provocou uma grande escapada na saída. E como os pneus são sensíveis, fiquei brigando o restante da volta com os pneus traseiros, tentando colocá-los na janela de funcionamento, mas notei que eles estavam escorregando demais. É frustrante porque não fiz o trabalho hoje. Sabíamos que estaríamos na luta pelo Q3, mas classificar em 12º e largar em 11º amanhã ainda é uma boa posição, e nosso ritmo de corrida para amanhã parece bom.”

Carlos Sainz Jr., 12º: “Hoje foi uma sessão complicada e ainda precisamos analisar o motivo. Nós parecíamos bem na classificação até o Q2, fiz uma boa volta, mas depois me senti pouco à vontade. Notei que estava perdendo a traseira, e isso comprometeu minha volta. Tentei recuperar no terceiro setor, acelerei forte e cometi um erro. Foi isso. Estou confiante com nosso ritmo de corrida e o fim de semana ainda não acabou, então vamos nos preparar para amanhã.”

Daniel Ricciardo, 13º: “Fizemos um trabalho muito bom ao ir ao Q3 hoje. Esse era o objetivo e ontem eu tive certeza de que tínhamos potencial para isso. Provavelmente dava para ficar um pouco mais acima no Q3, mas perdei a traseira na curva 13 e perdi tempo. Foi isso que nos impediu de ter uma sessão muito boa. De qualquer forma, foi um grande trabalho. Temos a punição, mas vamos nos focar e pensar nos pontos”.

Kimi Räikkönen, 14º: “Nós sofremos um pouco com o acerto no começo do fim de semana, mas então o terceiro treino foi bom. Mas as condições mudaram, e isso complicou as coisas para nós. Por um lado, não fiquei feliz, por outro, tentamos de tudo. Fiz a melhor volta do fim de semana na classificação, mas, infelizmente, não foi rápida o bastante. O que nós temos não é um grande problema, são pequenas coisas que precisamos trabalhar e melhorar.”

Sergio Pérez, 15º: “Está sendo um fim de semana decepcionante até aqui, e não tenho respostas para o motivo. Essa pista exige muito do carro por ter um pouco de tudo. Curvas de baixa, média e alta velocidade. Nunca foi nossa melhor pista, então não me preocupo muito. De qualquer maneira, estou ansioso para amanhã. É o dia que conta e tomara que dê para pontuar. Vai ser duro porque posição de pista é muito importante aqui, mas vamos tentar nosso melhor. Acho que nosso ritmo de corrida está melhor que o de classificação, então isso é algo positivo”.
Sergio Pérez (Foto: Racing Point)
Nico Hülkenberg, 16º: “Fico um tanto decepcionado comigo mesmo depois daquilo [escapada no Q1]. Cometi um erro, toquei o muro de leve e aí precisamos mudar a asa dianteira, além de ficar com danos no bargeboard. Se você erra, você paga por isso. Dava para, no mínimo, ir ao Q2. Ainda não temos tanto ritmo e equilíbrio no carro, mas vamos dar nosso melhor amanhã e focar em um resultado melhor”.

Lance Stroll, 17º: “É frustrante ser eliminado no Q1. Não maximizei minha volta, mas já sabíamos que seria um fim de semana difícil. Ainda é muito apertado no pelotão intermediário e estávamos lutando com a Renault por espaço no Q2. Todos os detalhes fazem a diferença quanto fica apertado assim. Costumamos correr melhor do que nos classificamos, então vamos ver o que o amanhã vai trazer”.

Antonio Giovinazzi, 18º: “Estou sofrendo com meus freios durante todo o fim de semana e não foi diferente hoje na classificação. É bastante decepcionante sair para o Q1, cometer um erro na curva 10 e travar os pneus dianteiros, o que me custou um lugar no Q2. A corrida amanhã vai ser desafiadora porque ultrapassar aqui não é fácil. Vamos seguir trabalhando para melhorar e ver o que podemos fazer na corrida.”

George Russell, 20º: “Foi uma boa sessão, considerando as circunstâncias do TL3. Agradeço aos mecânicos pelo trabalho árduo para preparar o carro depois do meu erro nos treinos livres. De qualquer forma, fico muito satisfeito com minha atuação na classificação. Sinto que tirei o máximo do carro”.