Confira declarações dos pilotos após treino classificatório para GP do Japão, 15ª etapa da temporada da F1

Com um excelente desempenho, Sergio Pérez vai largar na quinta colocação na prova que acontece neste domingo (7). Quem não pode dizer o mesmo é a Mercedes, que foi muito mal mais uma vez e se quer avançou à fase final do classificatório

A Red Bull confirmou o domínio do final de semana e vai largar na primeira fila do GP do Japão, neste domingo (7). Entre os outros pilotos de destaque, Sergio Pérez ficou com a sexta colocação, mas que virou quinta por conta da punição aplicada a Jenson Button, futuro companheiro do mexicano, por mudar o câmbio de sua McLaren antes do início dos treinos em Suzuka.

Quem está passando por problemas é a Mercedes que, com um desempenho muito abaixo do esperado, não chegou ao Q3. Nico Rosberg vai largar na 13ª colocação, enquanto Michael Schumacher, punido em dez posições ainda em Cingapura, é apenas o 23º.

Também punido por trocar o câmbio, Nico Hülkenberg, 10º, perdeu cinco posições e ficou em 15º. Paul di Resta foi um pouco melhor e herdou a posição do companheiro. Já Pastor Maldonado foi um pouco melhor que Bruno Senna e ficou na 13ª colocação.

Na parte de trás do grid tivemos algumas surpresas, como os dois carros da Marussia, Timo Glock e Charles Pic, largando à frente de Vitaly Petrov, apenas 22º. Pedro de la Rosa também foi muito bem, para os padrões da HRT, superou Pic e Petrov e vai largar na 20ª posição.

Sauber

Sergio Pérez, quinto: “Minha última volta no Q3 não foi perfeita, mas ainda boa. Eu estou muito feliz pela equipe que tenhamos alcançado um resultado tão forte assim hoje. Eles fizeram um grande trabalho porque, inicialmente, na sexta-feira, estávamos sem um bom desempenho. Foi uma recuperação rápida e forte e estou confiante que amanhã, na corrida, seremos capazes de brigar por outro pódio.”

Williams

Pastor Maldonado, 12º: “Temos trabalhado duro para tornar o carro mais competitivo, mas por uma razão ou outra, nós não conseguimos juntar tudo hoje. Nós precisamos tentar compreender o porquê, mas amanhã a corrida será longa, então eu estou otimista. A distância entre os pilotos é pequena e nosso ritmo em stints mais longos parece encorajador, então nós esperamos forçar para conseguir alguns pontos amanhã.”

Toro Rosso

Daniel Ricciardo, 14º: "Sem levar em consideração a posição de largada, a classificação desta tarde foi divertida. Dirigir neste circuito com o tanque vazio e o melhor jogo de pneus do fim de semana é muito legal. Hoje, houve apenas uma briga entre Jean-Éric e eu, pois os outros estavam um pouco distantes a nossa frente. No entanto, não é tão desencorajador, pois, no lado positivo, nós definitivamente progredimos desde ontem e, se pudermos dar outro passo a frente para amanhã, espero que possamos entrar na zona de pontuação novamente".

Force India

Paul di Resta, 11º: “Foi uma sessão muito difícil. Com o tráfego, até minha volta mais rápida no Q2 ficou um pouco comprometida no segundo setor. Pode ter me custado 0s5, mas é assim mesmo. Dado com que aconteceu ontem, com a perda de tempo de pista, podemos ficar felizes com o nosso desempenho hoje. Nós estamos perto do top-10 e com chances de pontos. Para amanhã, está claro que o desgaste dos pneus vai ser um grande problema para todos, mas espero usar a estratégia para duelar por posições. Existem alguns pontos de interrogação, porque não consegui andar com tanque cheio, mas temos os dados do outro carro.”

Nico Hülkenberg, 15º: “Os preparativos para o classificatório foram intensos porque todos trabalharam duro para consertar meu carro após o acidente desta manhã. Não foi um grande impacto, mas a forma como foi acabou afetando o desempenho. Assim, agradeço muito a eles que arrumaram tudo para eu participar do treino. Entrar no Q3 sempre foi o alvo, mas fizemos uma estratégia e optamos por economizar pneus. Isso muda as coisas para amanhã, porque sabia que seria punido. Ainda há uma chance de somar pontos se trabalharmos bem nossa estratégia.”

Mercedes

Nico Rosberg, 13º: “Tem sido um final de semana difícil para nós. Classificar onde estamos não era nosso objetivo. Os tempos estavam muito próximos hoje e é decepcionante não ir ao Q3. Nosso ritmo está bom com muito combustível, por isso espero que funcione na corrida e me ajude a ganhar posições.”

Michael Schumacher, 23º: “Foi uma pena não fazer melhor hoje. Nós simplesmente não conseguimos reunir um bom desempenho no geral. Sabendo disso, conhecendo as características de alta velocidade do circuito, não dá para esperar um ótimo desempenho. Talvez eu pudesse ter ido ao Q3, porque os dados me mostraram que perdi 0s2 por causa do tráfego, mas eu não sabia a situação de [Lewis] Hamilton, que estava a minha frente. Economizei alguns jogos de pneus e estou muito bem nessa situação. Agora temos que esperar e ver o que acontece amanhã.”

Caterham

Heikki Kovalainen, 17º: “Estou satisfeito com que tirei do carro hoje na minha segunda volta rápida. Eu estava atrás de [Nico] Hülkenberg e não fui capaz de colocar os pneus na temperatura ideal. Assim, no primeiro setor, eu tive problemas, mas os seguintes foram ótimos. O ritmo do carro nas corridas tem sido muito bom durante todo ano e nosso objetivo é ter uma corrida forte e estar no lugar certo para tirar proveito do que acontece. A equipe está fazendo de tudo para continuar progredindo e quero ajudá-los com voltas como a de hoje, sem cometer erros, tirar tudo do carro e ajudar a colocar a equipe no caminho certo.”

Vitaly Petrov, 22º: “Descobrimos no terceiro treino livre que o carro não estava funcionando muito bem e vimos que a temperatura dos pneus não estava chegando ao nível ideal. Bem, fizemos algumas mudanças para o classificatório, o que melhorou imediatamente tudo. Na minha primeira volta o carro estava muito melhor e estava ainda melhor na segunda, mas cometi um erro que me custou tempo. Apesar disso, não estou desapontado com minha posição. Temos uma diferença de 0s6 para os carros atrás de nós. Espero que a corrida de amanhã nos dê a chance de duelar com os carros que estão à nossa frente. Podemos ter um bom domingo.”

Marussia

Timo Glock, 18º: “Está tudo bem porque acabou bem, mas o terceiro treino livre foi um começo difícil para o dia, como em Cingapura. Aqui, nós tivemos um problema com a pressão do óleo e eu não pude andar muito, o que foi uma pena, pois precisávamos fazer o acerto fino, devido à mudança na temperatura da pista – nosso carro foi bastante sensível a isso. Então eu estava um pouco preocupado por chegar às cegas à classificação, pois parecia que nós havíamos perdido um pouco do ritmo. Eu e meus engenheiros tivemos um bom raciocínio sobre o que fazer e eu acho que as mudanças funcionaram bem. Tive apenas uma volta rápida, na minha segunda saída, e eu acho que cometi um pequeno erro no primeiro setor, mas o carro estava bom. Para ficar à frente de uma Caterham, apesar do desafio que tivemos, me deixa muito feliz, e agora nós vamos ver se podemos encontrar mais na corrida”.

Charles Pic, 21º: “Estou razoavelmente feliz com a minha volta lançada e por ter atingido o objetivo de ficar à frente de uma Caterham. Tendo dito que eu acho que há mais para tirar do carro, isso será um grande foco durante esta tarde e inoite. No momento, parece que nós somos um pouco menos competitivos que em Cingapura, então vamos usar o tempo antes da corrida para ver que progresso podemos fazer amanhã”.

HRT

Pedro de la Rosa, 20º: “Saí para dar meu melhor hoje e estou feliz de como tudo foi feito. A equipe fez um trabalho fantástico e o acerto do carro melhorou notavelmente. Fiz duas voltas boas na classificação e a segunda foi ainda melhor, quase perfeita. Amanhã, vou começar à frente de Caterham e Marussia, o que já é um sucesso, ainda mais em um circuito como este. Temos que ficar felizes com que fizemos. Vamos com tudo amanhã para ter um bom ritmo, cuidar dos pneus e terminar a corrida.”

Narain Karthikeyan, 24º: “De manhã, o carro estava funcionando bem, mas eu bati e danifiquei meu novo assoalho, então tivemos que usar o antigo. No classificatório, mal tive aderência e minha última volta foi muito ruim. Não foi um bom treino, mas o carro está melhor e, apesar de ser uma corrida difícil, vamos tentar terminá-la da melhor maneira possível.”

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube