Confira declarações dos pilotos depois do GP da Bélgica, 11ª da temporada 2015 do Mundial de F1

Mais uma vez, sem qualquer surpresas, Lewis Hamilton venceu mais uma etapa da temporada, dessa vez em Spa-Francorchamps. Após uma largada ruim, Nico ROsberg fechou o dia na segunda colocação, com Romain Grosjean fechando o top-3 da prova

Sem nenhuma surpresa, Lewis Hamilton colocou mais uma vitória em sua conta neste domingo (23), em Spa-Francorchamps. Apenas de passeio pelo circuito belga, o inglês subiu mais uma vez ao degrau mais alto do pódio.
 
Com uma desvantagem de mais de 2s para seu companheiro de equipe, foi Nico Rosberg quem recebeu a bandeira quadriculada na segunda colocação. Romain Grosjean voltou ao pódio após dois anos, e completou o top-3 do dia.
 
Daniil Kvyat teve mais sorte que seu colega da Red Bull, que abandonou a corrida, e fechou a prova no quarto posto, seguido por Sergio Pérez. Em sexto foi o brasileiro Felipe Massa, com Kimi Räikkönen em sétimo.
Daniil Kvyat (Foto: AP)
Na oitava posição apareceu Max Verstappen, com Valtteri Bottas cruzando a linha de chegada em nono. Completando o top-10 da etapa belga veio Marcus Ericsson.
 
Felipe Nasr, o brasileiro da Sauber, foi o 11º. Já o dia não foi fácil para Sebastian Vettel. Quando ele aparecia na terceira colocação, acabou sofrendo um estouro em seu pneu traseiro direito, terminando apenas em 12º. 

Confira as declarações dos pilotos:

FORCE INDIA
 
Sergio Pérez, quinto: "O quinto lugar e os dez pontos foram um bom resultado, mas faltou o ritmo para conseguir realmente lutar pelo pódio. Minha largada foi muito forte e fiquei perto de tomar a liderança na primeira volta, quando fiquei ao lado de Lewis [Hamilton] na Eau Rpuge. Fiquei num bom ritmo, mas tivemos degradação muito alta nas primeiras duas saídas à pista. Foi um pouco melhor com os pneus médios, mas tivemos dificuldades no segundo setor com nosso setup de baixo downforce que machucou o ritmo. Estávamos correndo contra carros bem rápidos e foi duro lutar com Grosjean e Kvyat, então é bem claro que precisamos olhar adiante para a corrida de Monza, outra pista onde podemos ser muito competitivos."
 
Nico Hülkenberg, não largou: "É um final decepcionante quando você termina uma corrida que nem começou. Tentamos entender e consertar o problema no grid, mas voltou durante a volta de apresentação. Por alguns momentos, a força voltou, mas desapareceu de novo quase na largada e tive de abandonar. É uma pena, porque o carro tem sido muito rápido neste fim de semana. Era uma boa oportunidade de somar pontos importantes."
 
SAUBER
 
Marcus Ericsson, décimo: "Primeiro de tudo, tive uma boa largada, consegui passar Daniil [Kvyat] com uma manobra na curva cinco. Logo cedo na corrida, percebi que tinha alguns destroços presos embaixo do carro. Não deu para seguir competindo, então perdemos algum espaço, o que foi frustrante. Para a segunda parte, limpamos os destroços, e pude forçar mais. Mesmo assim, o ritmo não era como esperávamos. Tivemos um pouco de sorte no fim, e pude marcar um ponto. Para mim, é ótimo estar de volta aos pontos para a segunda corrida seguida."
 
FERRARI
 
Kimi Räikkönen, sétimo: "Obviamente não podemos ficar felizes em como terminamos, mas é muito melhor do que onde começamos. Ontem tivemos alguns problemas, mas hoje queríamos ter um final melhor que o início. Minha largada foi muito ruim e minha primeira curva não foi ideal, mas fui capaz de recuperar bem. Meu carro estava fácil de pilotar, apenas no final que ficamos sem pneus dianteiros. Fizemos o máximo para melhorar nossa posição, mas largando tão de trás não foi fácil. Agora vamos para Monza, nossa etapa natal. Seria muito bom ter um final de semana forte na frente de nossos fãs. Não será fácil, mas iremos levar novas coisas e isso irá nos ajudar na briga"
Kimi Räikkönen (Foto: AP)
TORO ROSSO
 
Max Verstappen, oitavo: "Que corrida divertida, foi uma grande conquista largar de tão atrás e terminar em oitavo. Meu ritmo estava bastante forte e eu curti as ultrapassagens, então podemos ficar satisfeitos com a corrida. O carro estava ótimo e pudemos brigar com a Williams e Ferrari. Eu realmente curti aqui e mesmo que algumas ultrapassagens foram um pouco arriscadas, quando você larga do fundo tem que assumir alguns riscos. Não foi um início fácil no final de semana, mas conseguimos fazer um bom trabalho no final e gostaria de agradecer a equipe pelo grande esforço e minha torcida natal pelo apoio".
 
Carlos Sainz, abandonou: "Que maneira frustrante de terminar o final de semana. Durante a formação do grid eu senti que não tinha poder, então tive que ir aos boxes. Por sorte eles resolveram o problema e eu fui capaz de ir para a corrida, mas estar duas voltas atrás não me permitiu brigar, apenas esperar pela chuva e ter sorte. Mas então decidimos terminar a corrida, e agora são quatro consecutivas que não terminamos uma prova. Mas isso não me desanima. Continuarei persistindo e mostrando meu bom desempenho sempre que puder, como fiz ontem na classificação".
 
MCLAREN
 
Fernando Alonso, 13º: "Foi uma corrida difícil e um fim de semana dolorido. Simplesmente, não fomos competitivos. Minha única diversão veio na largada – sair de 20º para 14º ao fim da primeira volta foi legal. Depois disso, nosso ritmo não era bom, mas ao menos os dois carros terminaram, então espero aprender um pouco para a próxima corrida. É desse jeito que as coisas são no momento. Monza também será difícil, mas estou certo de que teremos corridas melhores pela frente."
 
Jenson Button, 14º: "Desde as primeiras voltas, tive problema com a distribuição desde o sistema de recuperação de energia. Eu recebia em diferentes lugares, de vez em quando, mas nunca como deveria. Cortava logo após a Reidillon, por exemplo, e significava que eu passasse pela reta Kemmel e pela Blanchimont sem qualquer distribuição. Não dá para fazer muito nesta situação."
Jenson Button (Foto: AP)
MANOR MARUSSIA
 
Roberto Merhi, 15º: "Foi uma boa corrida para mim. Fiquei à frente do meu companheiro na primeira volta e as coisas ficaram assim até o fim. Foi uma corrida um pouco solitária para mim para ser honesto, e principalmente em manter meus pneus para manter um bom ritmo. É sempre um prazer pilotar em Spa, você nunca fica cansado de experenciar a Eau Rouge. E claro que começamos a segunda metade da temporada com outro bom resultado para a equipe, então é um final de semana sólido".
 
Will Stevens, 16º: "Minha largada foi muito boa. Eu consegui ficar na frente do Nasr na primeira curva e então fui sanduichado entre dois carros, e sem espaço. Eu fui acertado e isso me comprometeu. Eu perdi posições e mesmo que meu ritmo estivesse bom, eu não fui capaz de recuperar posições. Então, a corrida não foi da melhor maneira para mim, mas foi um final de semana positivo no geral, e é claro que conquistamos outro bom resultado para a equipe".
 
RED BULL
 
Daniel Ricciardo, abandonou: "Eu tive uma boa largada, subi para terceiro e a corrida ia OK. Não tínhamos um grande equilíbrio com os pneus médios, eu estava tendo algumas dificuldades, mas esperávamos voltar fortes aos macios e ter uma parte final forte. Foi decepcionante não terminar, não estou certo qual foi o problema, mas o time está investigando. Perdi a força entrando na chicane, tudo desligou. Pareceu elétrico, mas vamos ver o que a investigação traz." 
 
LOTUS
 
Pastor Maldonado, abandonou: "Fizemos um ótimo trabalho neste final de semana, especialmente ontem. O carro estava muito bom e muito competitivo, e minha largada na corrida foi muito boa. Tivemos um problema com o volante do carro, que a equipe está investigando. Estou decepcionado com esse problema que tivemos hoje, mas isso é corrida. Estamos focados na próxima etapa agora, e Romain provou que é possível. Adoro correr na Itália, então farei de tudo para ter um resultado forte lá".
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube