Confira declarações dos pilotos depois do GP dos Estados Unidos, 16ª etapa da temporada 2015 do Mundial de F1

Lewis Hamilton assistiu Nico Rosberg errar e abrir o espaço para que ele seguisse sem perigos para vencer o GP dos Estados Unidos deste domingo (25) e confirmasse o terceiro título mundial de F1

Foi neste domingo (25) em Austin, no Texas, que o GP dos Estados Unidos terminou coroando o tricampeonato mundial de Lewis Hamilton. Ele passou Nico Rosberg após o companheiro cometer um erro que ele próprio chamou de "inacreditável" e venceu para se tornar o maior campeão inglês da história da F1.
 
Rosberg ficou logo atrás, contemplando o que seu erro fez ao encerrar o campeonato. Sebastian Vettel também, sendo terceiro, ficou um lugar atrás de seguir com possibilidades de faturar o quinto título. 
Lewis Hamilton bebe e baba a champanhe no troféu (Foto: Getty Images)
Max Verstappen foi quem conseguiu o quarto lugar, superando as duas Red Bull que vinham em sua frente – e acabaram despencando. Sergio Pérez foi o quinto, com Jenson Button, Carlos Sainz Jr, Pastor Maldonado, Felipe Nasr e Daniel Ricciardo encerram o top-10.
 
Fernando Alonso, com problemas de potência, acabou caindo de quinto para fora da zona de pontos. Alexander Rossi encerrou, no 12º lugar, a fila dos que terminaram a corrida na pista. Daniil Kvyat, Nico Hülkenberg, Marcus Ericsson, Kimi Räikkönen, Felipe Massa, Valtteri Bottas, Romain Grosjean e Will Stevens não completaram. 
 
A F1 volta na semana que vem, no retorno do GP do México. O último a vencer por lá, no mesmo autódromo Hermanos Rodríguez, foi Nigel Mansell em 1992.

Confira as declarações:

FORCE INDIA
 
Sergio Pérez, quinto: "Estamos muito felizes em sair de uma corrida tão difícil com o quinto lugar e mais dez pontos. A pista não estava das melhores e eu comecei a me complicar muito com os intermediários, meu ritmo estava ruim, degradei rápido meus pneus. Também não estava fácil render bem com os macios, a cada relargada a coisa se complicava mais. Tinha muita coisa acontecendo na corrida também, era difícil ficar atento a tudo para não errar. No final, Max estava sofrendo muito com os macios e eu quase cheguei nele. No fim, estou bem satisfeito com meu rendimento e com meu trabalho. Os últimos resultados me enchem de moral para minha prova em casa, no México".
 
Nico Hülkenberg, não completou: "É muito frustrante abandonar uma corrida que era tão promissora para mim. Antes do acidente, estava sendo uma corrida muito interessante para mim e também para os fãs. Sofri bastante com os intermediários, mas foi mudar para os macios que dei um salto gigantesco de qualidade. Nós vínhamos em grande forma quando eu fui para cima do Daniel. Estava bem mais rápido que ele, mas aquele foi o fim da minha prova. A equipe me falou, depois, que minha asa estava bamba antes do contato e, então, ao quebrar de vez, prejudicou todo o carro. As duas últimas corridas foram terríveis para mim, ainda bem que logo tem o GP do México, assim posso esquecer qualquer frustração."
 
MCLAREN

Fernando Alonso, 11º:

"Foi uma das melhores corridas da minha carreira. Estar um minuto atrás do penúltimo carro na segunda volta, e então estar no quinto lugar com dez voltas para o final foi um feito e tanto. Depois de uma recuperação tão forte, foi uma pena que uma falha mecânica nas voltas finais tenha nos tirado da briga. Significou que meus sentimentos depois da corrida eram mais  tristes que felizes – mas podemos sair e continuar evoluindo para melhorar esses problemas. Finalmente, parabéns a Lewis  por vencer o terceiro campeonato mundial. Ele tem sido forte a temporada toda, e isso é um ótimo feito. Espero que ano que vem possamos dificultar um pouco mais para ele que nessa temporada".

Jenson Button, sexto: "Hoje era uma corrida de estratégia e nós fomos brilhantes. Fizemos uma corrida perfeita. O time pode e deve estar bem feliz com o que fizemos, mas seguimos com falta de performance, isso é evidente. É ótimo conquistar alguns pontos, sem bom ritmo, ainda fui sexto. Por fim, muitos parabéns para meu grande amigo Lewis Hamilton. Ele e a equipe fizeram tudo certo este ano. Fantástica conquista".

 
TORO ROSSO

Carlos Sainz Jr, sétimo:

"Que corrida louca, sensacional! Fomos rápidos do início ao fim, e estou muito feliz com o resultado – meu melhor até agora. Largar no P20 e terminar com o P6 é incrível.  OK, P7 depois de adicionar uma punição de cinco segundos por passar acima da velocidade no pit-lane porque o limitador não estava funcionando é uma pena, mas eu ainda estou sorrindo. Foi uma corrida cheia de ação, com muitos safety-cars, pit-stops escorregadios, muitas ultrapassagens.. Realmente gostei de hoje à tarde. Meu engenheiro de corridas até disse no rádio que eu estava "pegando fogo", o que me fez sorrir. Eu quero agradecer ao time por aprontar o carro em tempo para a corrida. É bom conseguir uma recompensa assim depois de uma manhã tão problemática. Max também fez um grande trabalho, e é ótimo para o time ter tantos pontos. Definitivamente conseguimos".
 
LOTUS
Pastor Maldonado, oitavo: "Pontuamos mais uma vez, acho que este é o principal ponto positivo para o time. Foi uma corrida bastante movimentada para mim, tive muitos duelos e um duelo com o meu próprio carro, não estava rendendo como eu esperava. E foi estranho isso, geralmente nós somos muito melhores nas corridas em relação às classificações. Dessa vez não foi assim. O pessoal trabalhou bem nos boxes, vamos pontuar mais daqui para frente!"
 
Romain Grosjean, não completou: "Eu larguei bem, mas na metade da primeira curva, fui atingido. A pancada acabou com meu carro e destruiu os freios. Tentei até continuar, mas tivemos de abandonar por questões de segurança. É uma pena, era uma corrida boa para a gente, principalmente por ter largado tão bem. Tudo poderia ter terminado muito bem se a gente tivesse ficado na prova, mas o "se" não existe".
 
SAUBER
 
Marcus Ericsson, não completou: "Eu larguei bem. Na curva 1 tinha um carro rodando, mas eu consegui fazer tudo certo e escapei dele. Porém, eu acabei escapando da pista e perdi uma série de posições. Depois, embalei, tive bom ritmo e passei alguns carros. O ritmo que tive com intermediários foi certamente o melhor que tivemos no final de semana, éramos competitivos. Sofri um pouco com os macios e estava complicado até o momento em que acabei abandonando com problemas elétricos. Mesmo assim, acho que a chance de pontuar era bem real.
 
RED BULL
 
Daniel Ricciardo, décimo: "O início foi realmente divertido entrede as Mercedes e as duas Red Bull. Uma boa batalha de quatro partes. Ver as Mercedes não fugindo foi incrível, gostei disso. Na frente, estávamos bem rápidos por umas voltas lembrando dos velhos tempos. Isso obviamente não durou muito, e quando colocamos os pneus macios, não tínhamos ritmo. Tivemos dificuldade com o aquecimento dos pneus e muitos problemas com os freios. Foi difícil no seco e então batemos com Hülkenberg e Carlos. Daí em diante, foi ladeira abaixo. 
 
Ainda que tenhamos usado os pneus slick nunca esteve seco. As zebras estavam escorregadias e tinha uma poça d'água nas curvas nove e dez, então estava difícil. Dany rodou na minha frente e tocou no muro. Foi uma corrida doida, e espero que os fãs tenham aproveitado toda a ação. Lewis definitivamente merece o título. Este ano, claramente ele esteve no topo, então parabéns e ele e tiro o chapéu por ter sido o campeão de 2015".
 
Daniil Kvyat, não completou: "As primeiras voltas foram mega, gostosas demais. Foi uma boa luta, mas a pista secou. Se fosse uma pista molhada, senti que poderia ser uma vitória hoje. É fácil dizer isso, mas não tem sentido, porque uma vez que secou, fomos um alvo fácil para todo mundo, o que é frustrante. Não conseguimos ser competitivos no seco como no molhado, então teemos de olhar isso. No seco, eu estava guiando um pouco acima do meu limite quando bati. Coloquei os pneus na grama artificial, tentei acelerar um pouco mais, mas não funcionou e estou desapontado comigo mesmo. Finalmente, parabéns a Lewis por ganhar o título mundial. Ele fez um ótimo trabalho esse ano".
 
MANOR

Alexander Rossi, 12º: "Foi uma semana simplesmente fantástica. Terminar em 12º também foi algo maravilhoso para mim e para o time. Estou orgulhoso por ter feito a minha parte na corrida de casa e ter igualado o melhor resultado do time em minha terceira prova. Infelizmente, o começo da corrida foi péssimo para a gente. Um carro da Williams me jogou em cima de Will e nós colidimos. Ele abandonou. De positivo, além do resultado, tive uma disputa legal com o Nasr por algumas voltas. No fim, acho que todo mundo viu que a gente teve chances reais de pontuar. Estou ansioso para levar meu grande momento para o México. Espero que este seja apenas o começo do meu sucesso na F1".
 
Will Stevens, não completou: "Estou devastado por não ter tido a chance de correr. Fiz uma grande largada, assim como tinha feito nas últimas três corridas. Passei o Alex na primeira curva e 'boom', me acertaram por trás e acabaram com minhas chances de seguir na prova. A vida é assim, mas eu estava animado para finalmente correr na pista seca. Estou pronto para ir para o México".
FERRARI
 
Kimi Räikkönen, não completou: "A primeira metade da corrida foi OK. O carro estava bom e eu consegui brigar com outros pilotos. Quando troquei de pneus, cometi um erro bobo, perdi o controle e fui parar no muro. A asa dianteira ficou presa numa placa de publicidade, foi uma luta tirar o carro de lá. Furei o pneu e também prejudiquei outras partes do carro, tendo que abandonar a corrida. Não é legal fechar uma corrida assim, mas acontece, preciso dar a volta por cima. Parabéns para Lewis e para o time, ninguém foi melhor que ele, mereceu".
 
WILLIAMS
 
Valtteri Bottas, não completou: "Simplesmente não era meu dia. Acho que isso sintetiza. Duas falhas mecânicas no mesmo dia e uma suspensão quebrada acabou com minha corrida. A prova não começou bem, houve danos a minha asa frontal depois da primeira volta, então tive de ir ao pit. Tivemos de decidir usar os pneus intermediários ou arriscar com os slicks. Tentamos os slicks, o que foi guiado por mim, o que eu achava ser possível. Mas foi a escolha errada e perdemos muito tempo. No final, nada disso importou por causa das falhas técnicas, então não houve possibilidade de um resultado hoje, infelizmente".

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube