Confira declarações dos pilotos depois do treino classificatório do GP do Brasil, 18ª etapa do Mundial de F1

Nico Rosberg, pela quinta corrida seguida, vai largar na liderança com Lewis Hamilton logo atrás. Depois da dupla da Mercedes, as Ferrari de Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen acompanham. Force India e Red Bull dividem a terceira fila, enquanto Williams e Toro Rosso saem, respectivamente, na quarta e quinta

Pela quinta prova seguida, Nico Rosberg vai largar na liderança novamente e tentar a segunda vitória em sequência. Obviamente, Lewis Hamilton larga no segundo lugar. Ainda não foi neste sábado (14) que Lewis conquistou sua pole 50.
 
A Ferrari domina a segunda fila, com Sebastian Vettel larga na terceira posição e Kimi Räikkönen logo atrás. Nico Hülkenberg e Daniil Kvyat  colocam a Force India e Red Bull na terceira fila.
As duas Mercedes em Interlagos, com Hamilton na frente (Foto: Getty Images)
O top-10 é completado por Valtteri Bottas, Felipe Massa, Max Verstappen e Carlos Sainz Jr. Na realidade, Bottas fez o quarto tempo, mas tinha uma punição pela ultrapassagem de Felipe Nasr em bandeira vermelha na sexta-feira.
 
Sergio Pérez, Marcus Ericsson e Felipe Nasr seguiram. O brasileiro, por sua vez, perdeu três posições por obstruir Massa no Q1. Romain Grosjean, Pastor Maldonado, Jenson Button, Alexander Rossi, Will Stevens, o punido Daniel Ricciardo e Fernando Alonso, que não deu sequer uma volta, encerram a festa.

Confira as declarações:

FORCE INDIA
 
Nico Hülkenberg, quinto: "Estou muito feliz com o resultado da classificação. Eu sempre curto bastante guiar aqui porque amo a pista, o país, a atmosfera que envolve esse evento. O carro estava bom e eu fiquei muito satisfeito com os tempos que eu consegui. Com a punição do Valtteri, significa que saio em quinto, atrás só de Mercedes e Ferrari, o que mostra um esforço fantástico da equipe. Espero ao menos conseguir manter a minha posição e conquistar esse grande resultado. Temos de estar atentos, alguns carros atrás de nós são bem rápidos. Estou ansioso para amanhã".
 
Sergio Pérez, 11º: "Eu acho que nós tínhamos uma grande chance de ir ao Q3, então estou bem desapontado com o resultado. Eu errei na minha última volta no Q2, deixar para frear muito tarde e isso me custou a vaga no top-10. Em momento algum desse fim de semana eu me senti confortável com o carro, estou com uma configuração diferente da do Nico e não estou com bom ritmo. Não é a posição de largada ideal, mas dá para ficar otimista. Sou 11º, mas as corridad em Interlagos são sempre conturbadas, dá para sair daqui com um ótimo resultado".
Belíssima fritada de Daniil Kvyat (Foto: Getty Images)
RED BULL
 
Daniil Kvyat, sexto: “Estou feliz com o trabalho que fizemos hoje, conseguimos uma volta limpa no Q3. Provavelmente foi uma das minhas melhores voltas de classificação no ano. Tive minha melhor corrida da temporada no México e agora uma das melhores classificações no Brasil, então estou feliz com como as coisas estão no momento. As condições foram desafiadoras, já que a pistas esteve mudando ao longo do dia, então é um pouco importante se adaptar às condições, mas o carro também esteve se comportando bem. Conseguimos um bom balanço e tirei praticamente o máximo dele. A classificação foi aperada e acho que vai ser a mesma coisa na corrida, então vamos seguir com a abordagem agressiva e ultrapassar as pessoas que estão na nossa frente. Parece que temos um bom ritmo de corrida e eu estava feliz com o ritmo em longos trechos. Meu foco é ter uma corrida boa, limpa e controlada, tentando desafiar os carros ao redor e trazer alguns bons pontos para casa”
 
Daniel Ricciardo, 19º: “Acho que o carro está funcionando bem. Parecia que todo mundo estava um pouco bravo na classificação e provavelmente nós perdemos um ou dois décimos necessários para tirar o máximo. Agora, não acho que tenha muita coisa que pudéssemos fazer diferente. Vou largar do 19º lugar e ultrapassar nessa pista é complicado, mas acho que nós podemos alcançar algo com a degradação dos pneus daqui. Adoraria que chovesse, mas não acho que vai ser o caso. Se for, as coisas vão ficar interessantes”
 
WILLIAMS
 
Valtteri Bottas, 7º: “Foi uma boa classificação. Fui me sentindo cada vez mais confortável com o carro assim que a aderência no traçado foi aumentando. É sempre bom se sentir bem quando você consegue tirar o máximo do carro. Foi ótimo ter um dos caras mais rápidos atrás, o que é bom. Com a penalização largarei em sétimo, mas podemos fazer muitas coisas de lá, é uma corrida longa e nosso ritmo é bom”.
Valtteri Bottas com sua Williams (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
TORO ROSSO
 
Max Verstappen, nono: "Hoje tivemos uma boa sessão de qualificação. Acho que podemos estar satisfeitos, fomos capazes de entrar no Q3, algo que eu não achava que conseguiríamos hoje! Esta não é a melhor pista para nós e mesmo assim fomos bem e nos qualificamos à frente da Lotus, nossos principais rivais, além de ficar perto das Red Bull. Espero uma corrida difícil, especialmente em relação aos pneus. Muita coisa vai depender da estratégia, mas temos um bom carro e estou realmente ansioso para o desafio".
 
Carlos Sainz, décimo: "Dia complicado. Nossa sessão de qualificação, infelizmente, foi um pouco conturbada. Tive um problema no volante, eu não tinha nenhum dado do tempo de volta, e tivemos algo errado na embreagem no início da última volta no Q2, o que não ajudou. Não foi um sábado fácil, mas, do lado positivo, o carro estava melhor do que ontem. Agora temos uma corrida para fazer amanhã e estou feliz com a minha posição largada – e podemos escolher a estratégia de pneus. Acho que podemos ter uma corrida forte amanhã".
 
SAUBER
 
Marcus Ericsson, 12º: “Foi uma classificação decente com uma batalha bastante apertada no pelotão do meio. Mas no geral me sinto desapontado, pois não estou completamente satisfeito com o equilíbrio do carro. Tirando isso, minhas voltas não foram ideais. De qualquer maneira, temos uma posição de largada decente para amanhã, não muito longe dos pontos”.
Max Verstappen acelera no TL2 para o GP do Brasil (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
LOTUS
 
Pastor Maldonado, 15º: “Foi uma sessão difícil. Esperávamos estar mais competitivos nesta tarde, mas infelizmente não estávamos. Estávamos tentando alguns set-ups diferenciados no carro para melhorar a estabilidade na traseira. Tomara que dê para ter um ritmo melhor e uma corrida sólida, sendo mais competitivos amanhã”.
 
MCLAREN
 
Jenson Button, 16º: "Tem sido um fim de semana complicado, tenho lutado com o carro. Melhorou na qualificação, era muito mais agradável de conduzir do que pela manhã. Além disso, o carro está configurado para a corrida. Ainda não sei o quão competitivos estaremos, porque o desgaste será um grande problema aqui. Eu estou esperando por uma corrida molhada. Se chover vai abrir mais oportunidades, e nós esperamos levar vantagem. Estou ansioso por isso. Falando em termos mais gerais, tem sido uma temporada difícil. Mas, mesmo assim, nós tivemos muito apoio, e isso significou muito para nós – para mim, pessoalmente – e quero tranquilizar os fãs que estamos todos juntos nisso e vamos trabalhar por isso juntos também. Finalmente, meu coração vai para todos os atingidos pela tragédia horrível em Paris. Toda a França sabe que nós a apoiamos. É horrível para o mundo inteiro, e isso afeta a todos. Todo mundo quer a paz; não importa em que país você vive, afeta a todos nós, e isso tem que parar. Todos nós temos de nos unir. Essa é a única maneira para passar por isso".
 
Fernando Alonso, 20º: "Este é um período difícil. Depois de não participar do GP do México e, em seguida, perder inteiramente a qualificação aqui no Brasil, há um certo grau de frustração, obviamente. Mas entendemos a situação, e precisamos aprender com todos os erros e colocar tudo no lugar, de modo a não repeti-los no próximo ano. Acho que todas as nossas fraquezas estão sendo identificadas. As ações que estamos tomando são lógicas e sensatas, então ainda estou otimista, mesmo ciente de que aqui e até mesmo em Abu Dhabi será difícil para nós. Por último, quero enviar meu apoio sincero e profundo pesar para a França e os franceses, que sofreram uma terrível tragédia em sua capital ontem. Foi um evento chocante, mas acredito firmemente que o esporte tem um papel a desempenhar nessas circunstâncias, mostrando que os países podem e devem ser unidos. Portanto, espero que, juntos, todos nós possamos fazer uma grande corrida amanhã, de modo a demonstrar isso".
Will Stevens bateu Alexander Rossi no TL2 (Foto: Getty Images)
MANOR MARUSSIA
 
Alexander Rossi, 17º: "Depois de uma sexta-feira desafiadora, quando lutamos para encontrar uma boa base, estou muito satisfeito por ser mais rápido na qualificação. Os rapazes fizeram um ótimo trabalho analisando a configuração durante a noite e estou muito confiante nas alterações que foram feitas e com o carro que temos para a corrida de amanhã. Esta é a minha última prova pela equipe este ano, por isso quero ir bem na largada e aproveitar cada volta".
 
Will Stevens, 18º: "Uma coisa que aprendi este ano é para se preocupar menos com o acerto da qualificação e se concentrar mais na corrida, que é o que estamos tentando neste fim de semana. Acho que será uma das provas mais difíceis do ano em relação ao desgaste dos pneus traseiros, por isso era importante concentrar-se no equilíbrio para a corrida. Eu acho que será pequena a diferença entre Alex (Rossi) e eu amanhã, por isso estou ansioso".

O GRANDE PRÊMIO acompanha o GP do Brasil com grande cobertura 'in loco' com Flavio Gomes, Evelyn Guimarães, Fernando Silva e Rodrigo Berton. Acompanhe aqui.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Quer ganhar um super kit do GRANDE PRÊMIO no GP do Brasil de F1? Então participe do 'Traz mais um no GP'.É simples:…

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 12 de novembro de 2015

PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube