Confira declarações dos pilotos após sábado do GP da Espanha da F1 2024

Em dia bastante movimentado, Lando Norris cravou pole-position 0s020 mais rápido que Max Verstappen no GP da Espanha, mas também tivemos desentendimentos na pista durante o TL3

O sábado de classificação para o GP da Espanha foi eletrizante em Barcelona, com um equilíbrio muito interessante entre McLaren, Red Bull e Mercedes na busca pela pole-position. A Ferrari novamente decepcionou e vai largar na terceira fila do grid, enquanto a Alpine mostrou que vem melhorando e conseguiu colocar os dois carros no Q3.

Lando Norris desbancou Max Verstappen por apenas 0s020, com um giro de 1min11s383. Foi a segunda pole da carreira do piloto desde que chegou à F1, em 2019. A primeira havia sido no GP da Rússia, em 2021. Quem fechou o grid foi Lewis Hamilton, com um giro de 1min11s701.

Vale o destaque, ainda, para os entreveros entre os pilotos durante as voltas rápidas no TL3. Primeiro, Lance Stroll se irritou com Lewis Hamilton e chegou a jogar o carro contra o britânico após ter uma das voltas atrapalhadas pelo britânico. Depois, Charles Leclerc também foi atrapalhado por Lando Norris e chegou a danificar a asa dianteira do piloto da McLaren ao jogar o carro contra o #4.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP da Espanha de Fórmula 1 e transmite classificação e corrida em segunda tela, em parceria com a Voz do Esporte, na GPTV, o canal do GP no Youtube. Além disso, debate tudo que aconteceu na pista com o Briefing após treinos livres e classificação, além de antes e depois da corrida. No domingo (23), a largada está marcada para as 10h (de Brasília, GMT-3).

Lando Norris é o pole do GP da Espanha (Foto: F1)

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Confira declarações dos pilotos no sábado do GP da Espanha:

Lando Norris, primeiro: Norris diz que acertou “volta perfeita” e promete brigar pela vitória em Barcelona

Max Verstappen, segundo: Verstappen destacou força da Red Bull e afirmou estar feliz com 2º

Lewis Hamilton, terceiro: Hamilton celebrou o 3º, mas demonstrou surpresa ao brigar com os ponteiros

George Russell, quarto: Russell afirmou que tinha ritmo para brigar pela pole e lamentou 4º no grid

Charles Leclerc, quinto: Leclerc não escondeu a frustração e classificou o dia como “decepcionante”

Charles Leclerc ficou decepcionado com resultado na classificação do GP da Espanha (Foto: Ferrari)

Carlos Sainz, sexto: Sainz diz que fez volta “decente” e garantiu que não poderia ter feito mais

Pierre Gasly, sétimo: Gasly diz que foi “além do limite” para conseguir largar em sétimo na Espanha

Esteban Ocon, oitavo: Ocon ficou surpreso com bom ritmo da Alpine em Barcelona, já que a equipe não promoveu atualizações no carro para a prova catalã

Oscar Piastri, nono: Piastri relatou dificuldades com equilíbrio do carro, mas disse que vai buscar pontos na corrida

Fernando Alonso, décimo: Correndo em casa, Alonso considerou a décima posição como “melhor que o esperado”

Pierre Gasly vai largar de sétimo no GP da Espanha (Foto: Alpine)

Sergio Pérez, 11º: Pérez viu classificação “complicada” e admitiu que não teve ritmo suficiente para brigar por posição melhor

Valtteri Bottas, 12º: “É bom ver os dois carros entrando no Q2. A sensação na pista foi boa hoje e o fim de semana tem sido bastante decente até agora. Definitivamente, temos um carro melhor neste fim de semana em comparação com os eventos anteriores. Senti-me confiante com ele durante todo o fim de semana até agora; as novas peças que trouxemos certamente também desempenharam o seu papel, permitindo-nos dar um passo pequeno, mas concreto. Acho que esse resultado foi o máximo que conseguimos alcançar hoje, é onde estamos com o nosso ritmo no momento — e também não está muito longe do Q3, o que é definitivamente encorajador. Considero que esta é a melhor oportunidade em termos de pontos que tivemos nesta temporada até agora, mas estamos apenas na metade do caminho. Precisamos entregar o nosso melhor amanhã, para converter esta posição numa verdadeira oportunidade para entrarmos no top-10.”

Nico Hülkenberg, 13º: “Sinto que dei tudo de mim na pista, fiz algumas voltas limpas e acho que este foi o nosso ritmo máximo. O carro estava bom, mas também um pouco complicado às vezes, mas ainda precisamos trabalhar no equilíbrio em alta velocidade e na aderência geral. Acho que com o tanque cheio de combustível, todos os pontos fracos ficam muito mais expostos, mas todos estão no mesmo barco. Espero uma corrida acirrada amanhã e provavelmente alguns trens de DRS.”

Sergio Pérez vai largar apenas de 11º na Espanha (Foto: Red Bull Content Pool)

Lance Stroll, 14º: “Sabíamos que seria uma classificação difícil, por isso acho que dois carros na Q2 era o máximo possível hoje. O carro não tem o ritmo necessário para brigar com as equipes de ponta nessa pista. Ficamos presos em um pouco de tráfego no Q1, mas optamos por sair mais cedo e tivemos uma pista razoavelmente livre para minha volta final no Q2. Nosso ritmo de corrida longa parece um pouco mais forte do que o ritmo de classificação, portanto, veremos o que podemos fazer na corrida de amanhã”.

Guanyu Zhou, 15º: “É muito bom ter voltado ao Q2 hoje, mas, embora este seja um bom resultado, é igualmente importante para mim que o bom feeling no carro e a minha confiança estejam de volta. Sabíamos que sair do Q2 poderia ser difícil, pois já havíamos usado um novo conjunto de pneus no Q1, o que nos forçou a começar com pneus macios usados ​​antes de mudar para um novo conjunto, mas não podemos reclamar do resultado final. Demos um passo atrás e fizemos uma pequena reinicialização neste fim de semana. As últimas corridas foram difíceis, então optamos por algumas mudanças significativas, incluindo a troca do meu chassi — e parece que as coisas estão se encaminhando muito melhor agora. Também estou feliz por ver que demos um passo à frente e fomos muito mais rápidos como equipe neste fim de semana. Continuaremos a trabalhar arduamente para transformar estas melhores posições no grid em um bom resultado amanhã, embora saibamos que os dez primeiros parecem muito fortes no momento.”

Kevin Magnussen, 16º: “Sabíamos que a classificação seria disputada, é preciso tirar o máximo proveito hoje em dia neste grid que está bem apertado. Se você perder seu melhor desempenho por 0s1, você pagará caro por isso. Não foi uma sessão limpa novamente para nós hoje, pegamos tráfego. Teríamos passado com um pouco mais de ritmo, e você precisa ter algo na reserva quando essas coisas acontecerem. Estamos em 16º, mas parece que temos um carro de corrida decente, então acho que podemos lutar a partir daí amanhã”

Yuki Tsunoda, 17º: “Temos sofrido com o ritmo neste fim de semana e tentamos várias coisas para tentar melhorar e, no final, me senti melhor na classificação do que nos treinos livres. Pelo menos estou feliz com a minha volta e sinto que consegui maximizar o pacote atual. As últimas corridas foram boas e mesmo que seja uma pena, penso que é importante enfrentarmos este momento mais difícil juntos, como equipe. É uma boa oportunidade para aprender com nossas lutas e crescer. O mais importante é permanecermos positivos, e certamente faremos isso.”

Alexander Albon não conseguiu bom desempenho na Espanha e vai largar na última fila (Foto: Williams)

Daniel Ricciardo, 18º: “É um fim de semana complicado. Temos muitas peças novas no carro e ainda precisamos entender a melhor maneira de fazê-las funcionar. Depois de ontem, quando ainda estávamos encontrando um pouco de equilíbrio, fizemos grandes mudanças durante a noite, e hoje na classificação, o carro parecia muito mais sólido. Fizemos progressos em termos de sensação e equilíbrio, mas infelizmente ainda estamos numa situação difícil em termos de cronômetro. Estar fora do Q1 com os dois carros, principalmente usando três conjuntos de [pneus] macios cada, mostra que no momento não temos ritmo. Ainda há mais para encontrar e continuaremos trabalhando. Amanhã chegará rápido, mas temos algumas corridas pela frente com características de pista semelhantes, então obviamente precisamos descobrir juntos o que estamos perdendo.”

Alexander Albon, 19º: “Sabíamos que o TL3 não seria representativo, embora terminamos a classificação um pouco decepcionados. As curvas mais longas nesta pista não nos agradaram nos últimos anos, mas o carro esteve bem hoje e demos um grande passo em relação ao ano passado. Houve talvez uma ou duas curvas onde eu poderia ter extraído mais do carro, mas foi bom no geral, e acho que destaca o quão forte está o pelotão intermediário nesta fase da temporada. Está muito perto, então veremos quais oportunidades surgirão amanhã.”

Logan Sargeant, 20º: “Infelizmente, os carros não tinham as mesmas especificações. Os assoalhos que trouxemos apresentam desempenho insatisfatório, o que é uma pena. Trabalhamos duro durante todo o fim de semana tentando mudar as coisas para que os assoalhos funcionassem como deveriam. Foi um pouco melhor na classificação do que no TL3. Precisamos entender o problema e corrigi-lo para o futuro. Não é bom para mim ou para a equipe e nenhum de nós quer estar nesta posição. Continuaremos lutando, não importa a situação.”

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.