Confira declarações dos pilotos após corrida sprint do GP do Catar de Fórmula 1 2023

Oscar Piastri venceu a corrida sprint do GP do Catar, mas quem tem mais a comemorar é Max Verstappen que, mesmo chegando em segundo, se tornou tricampeão mundial de Fórmula 1

A corrida sprint do GP do Catar, realizada neste sábado (7), viu a coroação do campeão da temporada de 2023 da Fórmula 1. Na realidade, mais um tricampeão na história da categoria. Max Verstappen teve mais uma boa prova e, mesmo chegando somente na segunda posição, fez mais que o suficiente para garantir o título.

Com o neerlandês na vice-liderança, o vencedor foi Oscar Piastri que, com a ajuda das três intervenções do safety-car durante as 19 voltas, garantiu os oito pontos dados na prova curta em Lusail. Lando Norris completou o top-3.

A Mercedes terminou na quarta e na quinta colocações, com George Russell na frente de Lewis Hamilton, que se recuperou após largar somente em 12º. Em sexto chegou Carlos Sainz, que apesar de fazer uma primeira parte da corrida agressiva, sofreu com o desgaste dos pneus macios e acabou perdendo posições.

Max Verstappen conquistou o tricampeonato na sprint do GP do Catar (Foto: Red Bull Content Pool)

Fechando a zona de pontuação da sprint: Alexander Albon foi o sétimo e Fernando Alonso, oitavo, resultados esses devido a uma punição a Charles Leclerc, que acabou em 12º.

Fórmula 1 volta à pista de Lusail neste domingo (8), com a largada do GP do Catar programada para as 14h (de Brasília, GMT-3). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL. Há também a transmissão da corrida em segunda tela, em parceria com a Voz do Esporte, a partir das 13h40.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Confira tudo que os pilotos disseram após a corrida sprint do GP do Catar:

Oscar Piastri, primeiro: Piastri vê sorte com safety-car na sprint do Catar e brinca: “Ele foi meu amigo”

Max Verstappen, segundo: Verstappen fala em “sensação fantástica” após tricampeonato: “É simplesmente incrível”

Lando Norris, terceiro: Norris admite “largada ruim”, mas se contenta com 3º lugar na sprint no Catar

Oscar Piastri venceu a corrida sprint do GP do Catar (Foto: McLaren)

George Russell, quarto: Russell lamenta desgaste de pneus após 4º na sprint do Catar: “Pior que esperávamos”

Lewis Hamilton, quinto: Hamilton destaca reação na sprint do Catar, mas aponta: “Carro ainda é complicado”

Carlos Sainz, sexto: Sainz diz que Ferrari “foi salva por safety-car” na sprint e pede mais paradas no GP do Catar

Alexander Albon, sétimo: Albon admite surpresa com 7º lugar na corrida sprint do Catar: “Carnificina sempre ajuda”

Fernando Alonso, oitavo: Alonso critica FIA por estratégia de pneus e diz que Aston Martin “sacrificou” sprint

Lando Norris foi terceiro na sprint (Foto: AFP)

Pierre Gasly, nono: “Hoje foi um dia agitado para todos nós. Optamos pelos pneus macios e, infelizmente, não funcionaram como esperado. No entanto, acho que fizemos um bom trabalho terminando próximo ao top-8. Amanhã será uma corrida desafiadora. Precisamos avaliar cuidadosamente nossa escolha de pneus e encontrar a melhor estratégia para a corrida. Sinto que teremos grandes oportunidades amanhã e daremos tudo de nós para obter um bom resultado.”

Valtteri Bottas, 10º: “Hoje foi um dia interessante: aprendemos que temos um ritmo de corrida decente, o que nos permitiu lutar com aqueles ao nosso redor, e, embora não tenhamos entrado no top-8, ganhamos algumas posições na pista, nos dando confiança para a corrida principal. Fiquei contente por estar usando os pneus médios, já que os pneus macios pareciam estar se desgastando bastante; infelizmente, acho que o último safety-car durou um pouco mais do que deveria, e, portanto, não pudemos tentar construir algo nas voltas finais da corrida sprint. Ainda assim, amanhã estaremos partindo de uma posição mais favorável, dentro do top-10, então esperamos poder melhorar o ritmo de hoje e ter uma chance mais realista de pontuar.”

Yuki Tsunoda, 11º: “[O ritmo] não foi ótimo, mas, pelo menos, temos alguns dados coletados para amanhã e algumas outras coisas no bolso, para que possamos maximizar isso. Não foi fácil, mas acho que focamos mais no lado dos dados, já que larguei em 18º. O dia não foi bom, mas pelo menos temos amanhã — e vamos largar perto da zona de pontuação. Então, vamos focar de novo e ver o que acontece.”

Charles Leclerc, 12º: Leclerc explica “dificuldade” na sprint do Catar: “Fiquei sem pneus macios novos”

George Russell foi o quarto colocado na sprint do GP do Catar (Foto: AFP)

Kevin Magnussen, 13º: “Acho que tentamos algo diferente durante o terceiro safety-car, quando paramos para um jogo de pneus macios, o que foi uma boa escolha. Eles tinham muito mais aderência e estava feliz. Dois outros carros também pararam. Não fiquei muito preocupado com isso, já que podia sentir a maior aderência e, embora eles fossem ganhar posições, pensei que poderia ir junto. Mas não ganharam, e precisei lutar para passá-los. Fiquei preso lá, mas tentamos e ainda temos o fato de que conseguimos ultrapassar. Aceito a posição que fiquei.”

Guanyu Zhou, 14º: “Foi uma corrida movimentada e estivemos envolvidos em muitas disputas. Havia muito pouca aderência na pista, mas nosso ritmo com os pneus médios foi bastante bom e estávamos nos saindo bem, nos aproximando de Lance Stroll. Quando o último safety-car entrou, tentamos arriscar com os pneus macios e adotamos uma estratégia diferente em comparação com Valtteri [Bottas], mas isso não funcionou muito bem – a degradação dos pneus macios foi simplesmente muito alta. No geral, aprendemos muito para amanhã: começar em último será desafiador, mas só podemos seguir em frente. Sei o que precisamos fazer: ultrapassar não será fácil, especialmente se formarem trens de DRS, mas se conseguirmos um ar limpo, poderemos usar nosso bom ritmo para recuperar terreno.”

Lance Stroll, 15º: “Foi uma corrida sprint difícil. As temperaturas estavam extremamente altas e tivemos muito desgaste dos pneus na pista. As primeiras voltas foram relativamente boas e consegui ultrapassar Valtteri Bottas durante essa fase, mas depois perdi a aderência rapidamente, então não pudemos progredir muito mais. Optamos por entrar nos boxes durante o terceiro safety-car e colocamos um jogo usado de pneus macios, mas faltavam poucas voltas e Yuki Tsunoda estava defendendo com força. Estamos levando muito mais dados para a corrida de amanhã, então vamos revisar isso esta noite e ver o que é possível.”

Lewis Hamilton conseguiu a quinta posição na corrida sprint do Catar (Foto: Mercedes)

Nico Hülkenberg, não completou: “Foi uma pena. Com os pneus médios, a corrida poderia ter vindo para nós. Como você pôde ver, todos aqueles que foram ambiciosos e usaram pneus macios estavam sofrendo muito no fim, e estávamos em uma boa posição. Ocon estava começando a sofrer, e foi assim que pude atacá-lo. Pérez estava vindo muito rápido e, de alguma forma, entrou na disputa, o vi muito tarde, já que estava focado em Ocon, e ele provavelmente não sabia — ou não podia ver — que havia um carro do meu outro lado e não havia espaço. Foi ruim para nós, já que hoje era o dia em que poderíamos ter somado alguns pontos. Estou muito decepcionado com isso, hoje era a oportunidade.”

Esteban Ocon, não completou: “Acho que, primeiramente, parabéns ao Max [Verstappen] pela temporada que fez e por tudo que alcançou ao longo dos últimos anos. É incrível, fico orgulhoso de dividir a pista com alguém tão bom. É muito impressionante. E, sobre Oscar, ele está melhorando cada vez mais. É ótimo de ver. Então, parabéns a ele também. Minha corrida começou bem com os pneus macios, estávamos atacando no início e fomos do décimo ao sétimo lugar rapidamente. Lutei com Fernando [Alonso], foi divertido no início, mas comecei a ver que seria difícil manter a posição. Passei a me defender e, infelizmente, tive o acidente que encerrou minha corrida. Senti um toque na traseira direita, foi a única coisa que vi, e fui para a brita. Infelizmente, acabou com nossa corrida, mas vamos novamente [para a pista] amanhã. Aprendemos muito sobre a estratégia hoje, e tenho certeza de que conseguiremos fazer algo domingo.”

Sainz foi o sexto na corrida sprint do Catar (Foto: AFP)

Sergio Pérez, não completou: Pérez analisa acidente com Hülkenberg e Ocon no Catar: “Lugar errado na hora errada”

Logan Sargent, não completou: “Honestamente, foi um erro bobo. Simplesmente virei demais na entrada de curva e perdi a traseira. Estava pilotando bem nesse fim de semana, foi um erro muito bobo. Vamos tentar ter um domingo melhor. Tem sido um fim de semana muito positivo em termos de pilotagem, não tive danos — o que é bom. Mas, no fim, não deveria ter cometido aquele erro, obviamente. Teremos outra chance amanhã, em uma posição de largada melhor.”

Liam Lawson, não completou: “Na primeira volta da corrida sprint, o maior problema foi a areia fora do traçado de corrida. Tive uma largada ruim no lado sujo da pista, mas depois entrei na curva 1 na linha correta, fiz uma curva forte e ganhei algumas posições. Na curva 2, fui para fora do traçado ideal e perdi a traseira muito rapidamente. Peço desculpas à equipe, porque com tudo o que aconteceu na corrida, talvez pudéssemos ter marcado alguns pontos hoje, mas meu erro nos custou. O carro parece estar bem, e para a corrida de amanhã, vou aprender com o que aconteceu hoje. A degradação dos pneus foi bastante alta, então será uma corrida difícil e longa, mas vou analisar os dados esta noite e aplicá-los amanhã.”

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.