Confira declarações dos pilotos após GP do Azerbaijão de Fórmula 1 2022

Max Verstappen comandou 1-2 da Red Bull em Baku. Equipe dos energéticos viu Ferrari sofrer com abandono duplo e abriu boas vantagens no Mundial de Pilotos e Construtores

FÓRMULA 1 2022: VERSTAPPEN VENCE GP DO AZERBAIJÃO DE F1. FERRARI ABANDONA E ZERA | Briefing

O GP do Azerbaijão de Fórmula 1, neste domingo (12), foi trágico para a Ferrari e esplendoroso para a Red Bull. A escuderia italiana viu seus dois pilotos abandonarem a disputa – Carlos Sainz sofreu um problema hidráulico na nona volta, enquanto Charles Leclerc viu seu motor esfumaçar pouco depois. O duplo abandono ficou ainda pior, já que Max Verstappen venceu a corrida, com Sergio Pérez – dono da melhor volta – em segundo.

Após a etapa azeri do calendário de 2022 da F1, os taurinos abriram 80 pontos de vantagem no Mundial de Construtores: 279 x 199. Já na tabela de Pilotos, Verstappen aumentou a distância para Leclerc, que foi inclusive ultrapassado por Pérez: 150 x 129 x 116.

Relacionadas


LEIA TAMBÉM
+ Confira voltas mais rápidas de cada piloto no GP do Azerbaijão de Fórmula 1 2022
+ Speed trap: velocidades máximas de cada piloto no GP do Azerbaijão de F1 2022

Quem completou o pódio em Baku foi George Russell, com mais uma atuação consistente – marca do britânico na temporada. Muito dolorido por conta dos quiques do W13, Lewis Hamilton ‘sobreviveu’ para cruzar a linha de chegada na quarta colocação. Pierre Gasly, Sebastian Vettel, Fernando Alonso, Daniel Ricciardo, Lando Norris e Esteban Ocon completaram, em ordem, a zona de pontuação no Azerbaijão.

Fórmula 1 volta já na semana que vem, entre os dias 17 e 19 de junho, em Montreal, com o GP do Canadá. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as ações AO VIVO e em TEMPO REAL.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Confira as declarações dos 20 pilotos do grid da F1:

Max Verstappen, primeiro: Verstappen celebra ritmo “incrível” da Red Bull em Baku: “Corrida esteve nas mãos”

Sergio Pérez, segundo: Pérez admite problemas com pneus em Baku, mas diz: “Deveríamos ter parado no VSC”

George Russell, terceiro: Russell festeja pódio e quebras da Ferrari em Baku: “Preciso estar na frente para aproveitar”

Lewis Hamilton, quarto: “Estava rezando para acabar”: Hamilton descreve dor nas costas por quiques em Baku

Pierre Gasly, quinto: Gasly vibra com redenção da AlphaTauri em Baku: “Terminar no top-5 foi incrível”

Pierre Gasly, quinto colocado no Azerbaijão (Foto: AlphaTauri)

Sebastian Vettel, sexto: Vettel lamenta erro em disputa com Ocon em Baku: “Poderíamos brigar pelo quinto lugar”

Fernando Alonso, sétimo: Alonso fala em “ótimo sabor” com 7º em Baku e quer mais: “Vamos pontuar no Canadá”

Daniel Ricciardo, oitavo: Ricciardo comemora pontos, e Norris resmunga por ordem da McLaren em Baku

Lando Norris, nono: Ricciardo comemora pontos, e Norris resmunga por ordem da McLaren em Baku

Esteban Ocon, décimo: “Corrida difícil pelo nosso lado. É bom sair daqui com os dois carros nos pontos. Depois de um treino classificatório não tão bom, provavelmente tínhamos mais ritmo no carro no sábado. Sem a bandeira amarela, talvez pudéssemos ter largado de uma posição melhor. Corrida difícil, mas podemos superar as dificuldades no Canadá. Há muitos positivos para se tirar, muitas coisas a serem analisadas. Mal posso esperar para ir a Montreal. Faz alguns anos que sinto falta dessa pista, então será emocionante”.

Valtteri Bottas, 11º: “Viemos aqui em busca de pontos e saímos sem nenhum, então obviamente não estou muito satisfeito com o resultado do nosso fim de semana. Hoje parecia uma corrida muito longa, pois estávamos sem ritmo: acredito que havia algo fundamentalmente errado com o carro, algo que precisamos investigar. Precisaremos descobrir o que exatamente aconteceu antes de chegarmos a Montreal, mas estou convencido de que entenderemos e resolveremos isso. Além do ritmo em si, fomos bem como equipe em termos de estratégia e execução de corrida, mas isso não foi suficiente para trazer para casa os pontos. Sinto muito por Zhou, pois ele estava fazendo uma corrida muito boa antes de seu abandono. Hoje não foi o nosso dia, mas estou ansioso pelo Canadá na próxima semana. Já faz um tempo desde que corremos lá e será bom estar de volta”.

Alexander Albon, 12º: “Foi uma corrida divertida aqui em Baku! Tivemos um pouco de azar com o tempo do VSC, caso contrário, estaríamos em uma posição melhor para lutar por pontos hoje, mas novamente nosso ritmo de corrida foi realmente muito forte. Se você olhar para o nosso ritmo em relação ao pelotão intermediário, foi muito forte; éramos tão rápidos quanto, se não mais, do que muitos carros à nossa frente. Tivemos uma boa largada, otimizamos o que tínhamos e foi uma corrida bem executada por nós”.

Alexander Albon (Foto: Williams)

Yuki Tsunoda, 13º: Gasly vibra com redenção da AlphaTauri em Baku: “Terminar no top-5 foi incrível”

Mick Schumacher, 14º: “Não tivemos carro de segurança, nem uma bandeira vermelha e acho que estava apostando em três carros de segurança e uma bandeira vermelha, pelo menos, mas isso não aconteceu. Fizemos o nosso máximo, mas o ritmo simplesmente não estava lá. A partir de sábado as coisas correram um pouco mais suaves, mas numa pista como esta, é a sexta-feira que importa – e só tivemos uma sessão para encontrar a afinação perfeita para a classificação, por isso não é fácil e foi isso que tornou tudo um pouco mais difícil. Nós apenas temos que olhar para frente”.

Nicholas Latifi, 15º: “É uma pena que a punição tenha desfeito tudo antes mesmo de começar. Sinto que deveria haver alguma clemência aplicada à infração, pois fui manualmente empurrado para trás e nada foi alterado no carro. Foi complicado estar tão longe do pelotão, depois do ciclo de bandeiras azuis, e ser pego pelos líderes muito cedo. A corrida acabou sendo muito longa e solitária. Conseguimos mais quilometragem e voltas com o carro, mas no geral foi um fim de semana desafiador nesta pista. Um dia para esquecer, mas animado por estar indo direto para o Canadá para minha primeira corrida em casa”.

Lance Stroll, 16º: “É uma pena que tivemos que abandonar. Os engenheiros viram que o carro estava sofrendo de um problema de vibração, então eles me pediram para abandonar. Ainda não temos certeza de qual era o problema, então teremos para fazer algum trabalho durante a próxima semana para investigá-lo e consertar as coisas. Sebastian (Vettel) provou que nosso carro tem o ritmo, então espero que possamos voltar mais fortes para minha corrida em casa no Canadá na próxima semana, o que estou realmente ansioso para fazer”.

FÓRMULA 1 2022 AO VIVO: ESQUENTA E PRÉ-CORRIDA GP DO AZERBAIJÃO DE F1 | Briefing

Kevin Magnussen, NC: “Parecia que estávamos de volta à corrida e em posição de marcar um ou dois pontos, então é decepcionante. Sei que perdi potência, mas não sei exatamente o que quebrou, então é lamentável, mas vamos para a próxima. Nós apenas temos que focar, manter o pensamento positivo e continuar trabalhando duro, pois as coisas acontecerão do nosso jeito mais cedo ou mais tarde”.

Guanyu Zhou, NC: “É frustrante não terminar a corrida hoje, mas quero focar nos pontos positivos do meu desempenho. Até o problema, minha corrida estava indo muito bem: não cometi nenhum erro, fui competitivo e estava correndo na zona de pontuação. Tive um bom ritmo e sei que poderíamos ter trazido para casa um bom resultado. O que aconteceu é lamentável, mas o mais importante agora é que nós, como equipe, resolvamos esse problema para o futuro, para que não percamos as oportunidades que temos. Investigaremos qual é, detalhadamente, o problema – e vamos garantir que voltaremos mais fortes”.

Charles Leclerc, NC: Leclerc diz que quebra em Baku “doeu” e desabafa: “Não pode acontecer mais”

Carlos Sainz, NC: Sainz vê momento da Ferrari na F1 2022 ainda pior que confiabilidade: “Difícil e frustrante”

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.