Confira estratégia de pneus utilizada por cada piloto durante GP do Canadá de F1

Sebastian Vettel triunfou com a tática-padrão para o GP do Canadá: duas paradas para troca de pneus. O destaque foi Paul di Resta, que completou um incrível primeiro stint de 56 voltas com os médios antes de efetuar sua única troca pelos supermacios e fechar a prova em sétimo

O GP do Canadá, sétima etapa da temporada 2013 do Mundial de F1, foi uma corrida razoavelmente tranquilo no quesito estratégia. Isso porque 15 dos 22 pilotos que iniciaram a prova optaram por uma tática-padrão de dois pit-stops. Dominante no sábado e no domingo (9), Sebastian Vettel largou com pneus supermacios e cumpriu outros dois stints com os médios para triunfar pela terceira vez no ano, a primeira em Montreal.

Dois pilotos de times de ponta foram prejudicados pela escolha de uma tática equivocada e distinta dos seus adversários. Depois de abrirem a corrida com os supermacios, Nico Rosberg e Felipe Massa optaram por seguir com os compostos ‘vermelhos’ no segundo stint, mas não conseguiram manter o mesmo rendimento da primeira parte da prova e perderam posições. O caso de Rosberg foi tão mais crítico que a Mercedes precisou providenciar um terceiro pit-stop. Além do alemão, Giedo van der Garde realizou três pit-stops no Canadá.
Opinião GP: atípico e triste, GP do Canadá evidencia constância de Vettel

Paul di Resta acertou na estratégia e terminou o GP do Canadá em sétimo (Foto: Getty Images)

Destaque para Paul di Resta. Depois de ter feito uma má classificação, o 17º colocado do grid em Montreal decidiu por uma tática diferente e largou com pneus médios. De maneira incrível, o escocês manteve sempre um ritmo bom e constante e só fez sua primeira
e única parada na volta 56, quando colocou os supermacios para seguir na corrida, terminando em sétimo lugar.

As punições impostas a Adrian Sutil, Pastor Maldonado e Van der Garde não contabilizam como pit-stops.


F1, GP do Canadá, Montreal, estratégia dos pneus de cada piloto:
    Largada              
1 Sebastian VETTEL     16   49      
2 Fernando ALONSO     16   47      
3 Lewis HAMILTON     19   48      
4 Mark WEBBER     13   46      
5 Nico ROSBERG     14   31   57  
6 Jean-Éric VERGNE     13   57      
7 Paul DI RESTA     56          
8 Felipe MASSA     17   41      
9 Kimi RÄIKKÖNEN     22          
10 Adrian SUTIL     9   37      
11 Sergio PÉREZ     13   43      
12 Jenson BUTTON     27          
13 Romain GROSJEAN     42   53      
14 Valtteri BOTTAS     14   40      
15 Daniel RICCIARDO     12   39      
16 Pastor MALDONADO     9   49      
17 Jules BIANCHI     41          
18 Charles PIC     11   36      
19 Max CHILTON     38          
  Esteban GUTIÉRREZ     21   63      
  Nico HÜLKENBERG     12   38      
  Giedo VAN DER GARDE     8   32   40  
                   
  Pneu médio                
  Pneu supermacio                

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube