F1

Confuso, chefe diz que problemas da Haas seriam menores com carro pior

A Haas tem um carro instável, com rendimento indo do céu ao inferno em um piscar de olhos. A situação irrita Guenther Steiner: o chefe diz que seria melhor ter um carro sempre ruim, o que ajudaria a identificar problemas e soluções

Grande Prêmio / Redação GP, de Porto Alegre
Já estamos em agosto, mas a Haas ainda não conseguiu se acertar com o VF-19. O carro da temporada 2019 vive de altos e baixos, o que significa que a equipe tem dificuldades até mesmo para identificar o que há de errado. A inconstância irrita tanto que Guenther Steiner, chefe da escuderia, acredita que seria melhor ter um carro que fosse sempre mais lento.
 
“Temos muito trabalho por fazer e sabemos que para o resto da temporada vamos precisar aprender a administrar o carro e os pneus”, disse Steiner. “Se você tem um carro ruim, isso é um grande problema. Só que se você pensa que um carro que de vez em quando anda bem é um problema menor, na verdade acaba sendo um problema ainda maior. É porque [a performance] está em algum lugar e você precisa encontrar, e isso é difícil”, explicou.
O VF-19 segue tirando o sono da Haas (Foto: Haas)
A Haas viveu situações em que a performance se perdeu até mesmo de um dia para o outro. Kevin Magnussen teve ótimas classificações nos GPs do Bahrein e da Áustria, mas desabou para o fim do grid durante as corridas por pura falta de ritmo. Steiner entende que o problema é relacionado aos pneus, mas não se sabe qual é o diagnóstico adequado.
 
A consequência da instabilidade é vista na classificação. Apenas uma vez no top-10 nas últimas seis provas, a Haas chegou aos 26 pontos. Isso significa o nono lugar no Mundial de Construtores, na frente somente da Williams. Desse jeito, Steiner nem sabe ao certo o que esperar do segundo semestre.
 
“Não faço ideia de qual seria um objetivo realístico em termos de resultados. Conseguir um melhor entendimento entre pneus e carro. Nosso objetivo é ter uma boa compreensão para que a gente não caia nessa armadilha no próximo ano, apesar de que os pneus vão mudar novamente ano que vem”, encerrou. 


Paddockast #28
INTERROGANDO Flavio Gomes: O Boto do Reno


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.