Conselho legal e ‘trauma’ de Piastri: por que Alpine desistiu de suspender Ocon no Canadá

Chefe da Alpine, Bruno Famin queria suspender Esteban Ocon no GP do Canadá e promover estreia de Jack Doohan. Porém, conselho de advogados da marca e receio de um novo 'caso Oscar Piastri' fizeram com que a equipe desistisse da ideia

A confusão protagonizada por Esteban Ocon no GP de Mônaco, quando acertou Pierre Gasly na primeira curva e causou o próprio abandono, gerou consequências graves para o francês — que não será mais piloto da Alpine após o fim da temporada. Porém, a vontade do chefe Bruno Famin era suspender Ocon já no GP do Canadá, nesse fim de semana, e promover a estreia de Jack Doohan na Fórmula 1. O receio de um processo judicial, entretanto, mudou os planos do dirigente.

Ocon foi para cima de Gasly logo na primeira volta do GP de Mônaco, na Portier, e atacou por dentro. Depois de espalhar, espremeu o companheiro no muro e se chocou com ele, catapultando o próprio carro na entrada do túnel. Enquanto Esteban precisou abandonar devido aos danos, Pierre foi salvo pela bandeira vermelha ativada no acidente entre Sergio Pérez, Kevin Magnussen e Nico Hülkenberg, voltando para a corrida depois.

Revoltado, Famin disse imediatamente à mídia francesa que “ações drásticas” seriam tomadas — e a interpretação foi de que Ocon poderia perder um fim de semana inteiro de corrida devido ao incidente. De acordo com o jornal L’Équipe, a vontade do chefe da Alpine era ter Doohan no carro em Montreal, mas a decisão precisaria ser aprovada pelos advogados da marca para impedir um processo legal.

O cuidado da Alpine seria para evitar uma repetição do ‘caso Oscar Piastri‘, que foi parar nos tribunais depois que o australiano se desvinculou do time francês para assinar com a McLaren em 2022. Na Justiça, porém, a esquadra francesa perdeu e ainda teve de arcar com os custos processuais, o que resultou na contratação da badalada advogada Caroline McGrory para cuidar de possíveis novos ‘furos’ contratuais.

Famin voltou atrás sobre ideia de suspender Ocon (Foto: Reprodução)

Assim, a reportagem indica que a equipe legal da Alpine aconselhou que Famin mudasse de ideia, pois Ocon poderia alegar que seu direito de trabalhar não estaria sendo respeitado. O receio de ver o piloto chegar ao Canadá com uma ordem judicial, então, demoveu a esquadra.

Agora sem vaga confirmada na Fórmula 1 para 2025, Ocon vai precisar pagar uma punição de cinco posições no grid de largada do GP do Canadá pelo incidente com Gasly.

GP do Canadá de Fórmula 1nona etapa da temporada 2024, acontece entre os dias 7 e 9 de junho.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.