Contratos amarrados de Ricciardo e Bottas aumentam chances de Hülkenberg substituir Räikkönen na Ferrari, diz jornal‏

Segundo o jornal alemão 'Bild', os contratos de Daniel Ricciardo e Valtteri Bottas com Red Bull e Williams, respectivamente, torna os dois chances distantes para a Ferrari. Com isso, Nico Hülkenberg entre forte na briga para substituir Kimi Räikkönen na escuderia de Maranello em 2016

Maurizio Arrivabene diz que não vai decidir pela manutenção ou partida de um piloto baseado em um erro – mas também vai analisar o pacote geral, se é caro demais ou não. Mas ao redor da F1, a sensação é de que 2015 é a temporada final de Kimi Räikkönen na Ferrari, e que a rossa está atrás de um companheiro para Sebastian Vettel. Embora Valtteri Bottas e Daniel Ricciardo possam ser os favoritos, as chances apontam para Nico Hülkenberg.
 
Segundo o jornal alemão 'Bild', isso porque Ricciardo e Bottas têm contratos amarrados demais para que saiam de onde estão. O australiano está sob acordo com a Red Bull. Sim, Vettel também tinha, mas o alemão já passava por anos de serviços prestados e quatro títulos mundiais à equipe. Além do mais, a Red Bull tinha um substituto para piloto número um: o próprio australiano. E segundo Helmut Marko, a equipe não está disposta a deixá-lo ir.
 
"Não vou entrar em detalhes. Primeiro e mais importante, não estou falando de contratos nem nada – o que quero é ganhar. Muito da minha frustração foi por causa disso. Não estamos em posição disso, e como piloto eu quero ganhar. Pelo menos nesse ponto da minha carreira, enquanto sou jovem e faminto e sinto ter muito potencial", disse. 
 
"Com contratos e tudo, não é fácil dizer 'OK, eu vou para a Ferrari e é isso.' Tem coisas em andamento, e do meu entendimento de contrato, não é provável que eu possa sair. Mas ao mesmo tempo eu sinto que a Red Bull pode mudar ano que vem e voltar à frente. Ainda acho que temos gente boa no time e ingredientes para fazer isso", seguiu.
Depois de vencer as 24 Horas de Le Mans, pode faltar isso aqui para Nico Hülkenberg na Ferrari (Foto: AP)
"Voltando à Ferrari: é legal ser reconhecido por um time como esse, então vou levar como cumprimento e ver o que acontece", terminou o australiano.
 
Com Bottas, embora tenha o contrato terminando em 2015, a Williams possui uma opção de renovação. Para que Grove libere o finlandês, especula-se que Maranello tenha de pagar a rescisão, cerca de R$ 65 milhões.
 
Então, sob essa ótica, com Ricciardo improvável e Bottas muito caro, Hülkenberg pode ser a bola da vez. Se a Ferrari já teve interesse em Hülkenberg antes, agora, com a vitória em Le Mans e as complicações dos outros dois jovens pilotos, as chances foram renovadas.
 
"Eu tenho a sensação de que não fiz nada na F1. Ainda vou sair por cima aqui também. Provei que posso guiar em um carro top. Quem duvidava, agora não se preocupa tanto. Mas agora preciso ver que opções vão se abrir realisticamente para mim nas próximas semanas e meses. Estou aberto a qualquer coisa", falou.
 
Claro, caso nenhum dos acertos seja possível, Esteban Gutiérrez – patrocinado pelo multimilionário Carlos Slim – ou Jean-Éric Vergne, terceiro e quarto pilotos da Ferrari, são possibilidades. Assim como o jovem Antonio Fuoco, que testou em Spielberg e faz parte do programa de desenvolvimento de Maranello.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube