Criticada, Pirelli encontra problemas em pelo menos mais dois pneus durante fim de semana em Spa, diz site

Segundo a publicação norte-americana ‘Motorsport.com’, a Pirelli vem procurando os motivos que causaram tantos problemas nos compostos durante o fim de semana do GP da Bélgica. E encontrou falhas em pelo menos mais dois pneus. A fornecedora foi duramente criticada por Sebastian Vettel, que perdeu a chance de ir ao pódio por conta de um estouro na última volta

Há tempos a Pirelli não se via tão envolta às críticas como no fim de semana do GP da Bélgica de F1. Em Spa-Francorchamps, um dos circuitos mais rápidos de todo o calendário, Nico Rosberg teve um pneu furado no segundo treino livre de sexta-feira, e Sebastian Vettel, na derradeira volta da corrida, tirando-lhe a chance de subir ao pódio. Coincidência ou não, os dois estouros aconteceram no pneu traseiro direito. A fornecedora de Milão foi duramente criticada pelos pilotos e também pela Ferrari em Spa, mas foi defendida pela Mercedes.

Mas depois de uma investigação empreendida após um fim de semana problemático, o desfecho poderia ter sido ainda pior. Segundo a publicação norte-americana ‘Motorsport.com’, a Pirelli descobriu furos em muitos outros pneus depois dos treinos livres em Spa.

Na sexta-feira, Rosberg foi a vítima do estouro do pneu traseiro direito da Pirelli em Spa (Foto: Reprodução/TV)

De acordo com o site, os problemas foram apresentados também nos pneus traseiros, embora a Pirelli ainda não tenha explicações para justificar o que possa ter acontecido.

De certa forma e por precaução, a fábrica italiana solicitou à FIA (Federação Internacional de Automobilismo) a realização de procedimentos para minimizar a possibilidade de ocorrências do tipo, como a limpeza exaustiva de todas as áreas de escape de asfalto do circuito belga.

As próprias equipes do grid mostraram grande preocupação em relação aos detritos ao redor da pista, uma vez que muitos pilotos usaram boa parte das áreas de escape, como a saída da Eau Rouge, por exemplo.

No domingo, foi a vez de Vettel. E poderia ter sido muito pior (Foto: AP)

Mas a Pirelli se defende e garante que os problemas ocorridos nos pneus de Rosberg e Vettel tiveram motivos distintos. No caso do piloto da Mercedes, a falha foi ocasionada, segundo a fornecedora, por uma “fonte externa”, com as câmeras de transmissão flagrando o problema desde a subida da Eau Rouge.

No caso de Vettel, a Pirelli defende que a Ferrari adotou uma estratégia errada ao manter seu piloto na pista por 28 voltas com o mesmo composto tipo de composto, o médio, e que sua vida útil se esvaiu com o intenso desgaste provocado durante tanto tempo, causando a explosão do pneu traseiro direito na volta final da corrida em Spa-Francorchamps.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube