Daimler apoia acordo com Vettel, mas chefe da Mercedes insiste em Hamilton-Russell

De acordo com o jornal italiano 'Corriere Della Sera', a alemã Daimler pressiona para que a Mercedes tenha o também alemão Sebastian Vettel em 2021 ao lado de Lewis Hamilton, que está perto de renovar. No entanto, Toto Wolff fala em "lealdade" e projeta o hexacampeão ao lado jovem George Russell, em um par que seria 100% inglês

A Mercedes começa a se mexer para formar sua dupla já para a temporada 2021. Com a maioria dos contratos do grid se encerrando ao final de 2020, o time de Brackley acelera a renovação com Lewis Hamilton, mas segue com a segunda vaga em aberto. George Russell, hoje na Williams, é tido como favorito e escolha de Toto Wolff, mas Valtteri Bottas tenta novo acordo, além de Sebastian Vettel, que deixará a Ferrari e, caso não vá para a Mercedes, provavelmente deixe também a F1. E há uma ala no time prateado que defende o acerto com o tetracampeão.
 
A Mercedes é uma equipe de duas nacionalidades, com sua fábrica na Inglaterra, mas com toda a origem e bagagem vinda da Alemanha, onde se encontra a Daimler, conglomerado multinacional alemão, do qual o time de F1 faz parte. E, de acordo com o jornal italiano 'Corriere Della Sera', é justamente a Daimler que quer ver Vettel vestindo prata em 2021 ao lado de Hamilton.
 
A publicação ainda comenta na necessidade do grupo em ver um alemão na F1 por uma equipe alemã, reeditando o que aconteceu com Michael Schumacher e, mais recentemente, com Nico Rosberg, que até campeão conseguiu ser pelo time. No entanto, o chefe Toto Wolff tem visão diferente e prefere Russell. 
Lewis Hamilton e Sebastian Vettel juntos? Há quem queira na Mercedes (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Falando do futuro do time, Wolff foi realmente nessa linha, indicando que deve priorizar quem já está no esquema do time. O austríaco, por outro lado, reconheceu a representatividade que haveria em uma escolha por Vettel.
 
“Somos fiéis aos nossos pilotos atuais e não queremos começar as negociações em um momento em que a temporada nem começou. Seb seria fantástico do ponto de vista alemão, mas devemos permanecer fiéis aos nossos princípios. A lealdade é importante e é um dos nossos valores. No fim das contas, a performance e a dinâmica entre os pilotos são o que contam, mesmo que obviamente o marketing também tenha seu papel e todos esses fatores sejam levados em conta”, disse à emissora alemã 'RTL'.
George Russell é o favorito do chefe (Foto: Williams)
O dirigente, no entanto, tratou de elogiar Sebastian, tanto pelo seu talento quanto por seu comportamento e personalidade.
 
“Eu o conheço como pessoa. Ele é muito simples e representa valores semelhantes aos que eu tenho. Como atleta, ele é quatro vezes campeão do mundo, então não preciso falar sobre seu desempenho”, ponderou.

A saída de Vettel da Ferrari destravou o mercado para 2021, com Carlos Sainz Jr. ocupando a vaga ao lado de Charles Leclerc e Daniel Ricciardo indo da Renault para a McLaren. Seb, por sua vez, só parece interessado na Mercedes e, caso não consiga a vaga, deve deixar o grid.

Paddockast #61
VETTEL: ACERTOS, ERROS E… AZAR NA FERRARI

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube