Danos profundos na Toro Rosso após acidente no TL3 deixam Albon fora da classificação da F1 na China

A Toro Rosso bem que poderia tentar, mas não há como recuperar o carro #23 a tempo de participar do treino classificatório da Fórmula 1. Dessa forma, Alexander Albon está destinado ao 20º lugar no grid de largada da corrida 1000

O milésimo fim de semana da Fórmula 1 tem apenas 19 pilotos no treino classificatório. A ausência é Alexander Albon: a Toro Rosso confirmou neste sábado (13), pouco antes da definição do grid de largada, que não há tempo hábil para reverter todos os danos do carro #23.
 
De acordo com a equipe, até o monocoque saiu danificado da forte batida de Albon contra a barreira de pneus da última curva. O impacto aconteceu na lateral esquerda do bólido, conforme o tailandês rodava após atacar a zebra do trecho com mais agressividade do que o recomendado.
Alexander Albon sofreu acidente grave no fim do terceiro treino em Xangai (Foto: Reprodução)

Outra região do carro que saiu afetada foi a traseira – justamente onde ficam peças ligadas à unidade de potência. Ainda não existe, todavia, qualquer informação sobre necessidade de troca emergencial de componentes para a sequência do fim de semana.

 
Houve ainda uma certa preocupação em um primeiro momento porque Albon não se mexia. A mensagem via rádio da transmissão entre piloto e equipe foi tranquilizadora. "Desculpe, pessoal", disse o tailandês.
 
Albon, dessa forma, larga em 20º no GP da China. O Q1 da classificação vai tratar de eliminar os outros quatro últimos colocados do grid de largada.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube