De olho em vaga nas equipes grandes, Pérez espera anunciar antes do GP de Cingapura onde corre em 2017

Sergio Pérez quer uma equipe grande e sua melhor chance de ser um piloto campeão mundial. Parece claro que sua cabeça não está mais na Force India. Mas, na falta de algo melhor, Pérez quer confirmar seu destino para 2017 até o GP de Cingapura de 18 de setembro

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

As atuações de Sergio Pérez na temporada 2016 da F1 qualificaram o piloto da Force India como a peça mais desejada do quebra-cabeças do mercado do Mundial. Bem na Force India, Pérez quer voltar a uma equipe grande, de fábrica, para lutar por vitórias e títulos. O mercado, no entanto, está emperrado, mas depois do GP da Itália o mexicano começa a querer resultados.

 
Após o quinto posto conquistado no GP da Bélgica – e que deu à Force India a tão esperada tomada da quarta colocação do Mundial de Construtores -, Pérez voltou a falar das expectativas e mostrou que está começando a ficar impaciente.   
 
"Espero poder anunciar antes das corridas na Ásia onde vou correr em 2017", afirmou. Não que a Force India tenha deixado de estar na disputa pelo piloto, mas a Renault e a Williams, por exemplo, são fortes candidatas. E a Ferrari, mas essa apenas para 2018. 
 
O chefe-adjunto da Force India, Bob Fernley, admitiu que os contratos de patrocinadores mexicanos que seguram Pérez preso ao time são costurados demais e, no momento, não parecem indicar uma permanência. 
Sergio Pérez (Foto: Force India)
"Estamos num processo de negociação muito complexo e que me deixaria muito surpreso se mantivássemos Nico e Sergio" falou em Spa-Francorchamps.
 
A maior vontade da equipe é segurar o quarto lugar no Mundial de Equipes e "aumentar a dúvida" na cabeça do piloto. Mas, ao tirar pelas declarações que Pérez vem dando, sua cabeça parece já ter saído da Force India.
 
A F1 volta na próxima semana, no GP da Itália. O G da Cingapura está marcado para 18 de setembro.
 
PADDOCK GP #43 DEBATE INDY E MOTOGP E FAZ PRÉVIA DA F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube