De olho em voltar a pontuar, Senna afirma que carro da Williams deve ter bom desempenho em Yeongam

Bruno Senna disse que mesmo com a escuderia inglesa tendo um bom desempenho em pistas com as mesmas características de Yeongam não é uma certeza de bons resultados, já que o traçado sul-coreano ainda é uma novidade para as equipes

Depois do final de semana conturbado em Suzuka, onde terminou apenas com a 14ª colocação, Bruno Senna terá uma nova chance de se recuperar neste domingo (14), na Coreia do Sul. No entanto, o piloto brasileiro reconheceu que não terá uma tarefa fácil, mesmo que a tendência seja de o carro da Williams ter um bom desempenho, já que o circuito de Yeongam é novo para as equipes (estreou na F1 em 2010).

“O GP da Coreia do Sul é diferente das outras corridas. É uma pista da alta downforce, então nosso carro deve se adaptar bem. Essa é também uma das pistas em que menos treinamos, pois é um circuito novo no calendário e, além disso, não tivemos muito tempo no simulador, então vai ser interessante ver o que acontece”, declarou.

Bruno Senna afirmou que o circuito de Yeongam ainda é novo para todos (Foto: Glenn Dunbar/LAT Photographic)

Apesar de não conhecer bem a pista, Senna a elogiou dizendo se tratar de um circuito bastante técnico. “É uma mistura de curvas de alta velocidade com seções bastante técnicas de baixa. Nós precisaremos trabalhar muito duro para marcar alguns bons pontos”, completou.

Pastor Maldonado, por outro lado, não concordou com o companheiro de equipe e disse que a Williams pode ter dificuldades de adaptação no traçado sul-coreano.  “O Circuito Internacional da Coreia do Sul não é uma pista típica para a gente, mas é uma das mais novas pistas do calendário. Nós queremos ser competitivos e vamos trabalhar duro para adaptar o acerto do carro a essa pista com baixa aderência”, disse.

Mesmo assim, o venezuelano afirmou que está ansioso para voltar a Yeongam, principalmente após ter encerrado um jejum de pontos de nove corridas, no último fim de semana, no Japão. “Há uma boa combinação de curvas e o último setor é uma sequência da média velocidade, que é muito técnica. Eu estou ansioso para estar lá e fazer uma boa corrida”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube